Luanda recebe a primeira exposição virtual

“Migrações e Coisas, Retalhos de uma História Só”, é o título da exposição a solo da autoria de René Tavares. Na mostra, o artista reflecte sobre o mundo contemporâneo na mais nova exposição a solo, onde cria diálogos e imagina futuros. A exposição ficará patente até ao dia 27 de Maio, na Galeria Banco Económico e decorre de uma parceria estabelecida com a This is Not a White Cube.

Inaugurada no passado dia 21 de Março, devido aos resultados da pandemia do coronavírus, os acessos ao recinto são condicionados, e a ser estudadas formas criativas e inovadoras de promover o projecto, tais como: a produção de uma visita virtual, que inclui uma entrevista do artista no espaço e o desenvolvimento de uma estratégia digital, que passa por uma maior dinamização da presença nas redes sociais e noutras plataformas exclusivamente dicadas à arte contemporânea. De acordo com René, trata-se de uma exposição bastante bem conseguida em relação à visão curatorial, que conta com o Toque qualitativo de Graça Rodrigues e Sónia Ribeiro. Nas palavras do artista, a mesma traça uma “óptima” cronologia do seu trabalho, estabelecendo o cruzamento entre obras que reportam a um intervalo temporal de 10 anos.

Em “Migrações e Coisas, Retalhos de uma História Só”, René estende todo o seu interesse à própria busca pessoal e tenta através do Tchiloli, ritual por si reinventado, “buscar aspectos que se relacionam com estes. É um exercício que não cessa de evoluir no ponto de vista de criatividade e investigação.”

Sobre o artista
René Tavares traduz em pintura e desenho, através de traços, linhas e manchas, uma síntese pessoal da sua própria identidade, sempre em processo (“inacabado”), posicionando-se em constante movimento entre referências passadas e presentes. Interessa-lhe aprofundar a permeabilidade das fronteiras entre histórias, linguagens e técnicas e partilhar esse percurso exploratório. É um artista que reflecte nos seus trabalhos a sua própria experiência de deslocação ou deslocalização contemporânea entre as diversas zonas de contacto pós-colonial.

Em muitos dos seus trabalhos está presente o que o artista apelida de “l’imagerie comun”, a simples representação de um objecto ou forma vulgar que se insere num espaço pictórico de pura abstracção e que permite o tratamento das linhas com técnica de desenho e com técnica de pintura, onde várias referências aparecem matizadas, expressas de forma ambígua, como que numa transposição do próprio funcionamento da memória.

Recentemente os seus trabalhos têm assumido uma componente político-cultural, através da qual o artista chama a atenção para a realidade quotidiana, transferindo referências da memória, da identidade e do património para o contexto contemporâneo. Imparcialmente, René Tavares intervém no desenvolvimento sociopolítico, não por via de uma vontade de assumir discurso político, mas porque a política se inscreve necessariamente no regime da realidade quotidiana. Formado na Escola de Belas Artes de Dakar, no Senegal, ganhou em 2008/09 uma bolsa para estudar na École de Beaux Arts de Rennes (França) onde desenvolveu um programa intenso de pesquisa.

Integrou paralelamente o curso de fotografia do projecto ARC/Rennes e frequentou em 2011 o Mestrado em Ciências de Arte e do Património na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. A sua obra tem sido exibida internacionalmente, em vários países, de entre os quais se destaca São Tomé, Portugal, França, Bélgica, Alemanha, Angola, África do Sul, Estados Unidos da América e China.

Em 2008 participou na exposição coletiva “Africa Now”, em Washington, organizada pelo Banco Mundial, e em 2015 integrou a exposição internacional “Lumières d’Afrique”, no Palais Chaillot, em Paris – França. Mais recentemente foi nomeado para o “AFRICA’S MOST INFLUENTIAL NEW ARTISTIC TALENT | FNB, Joburg Art Fair 2018. Actualmente vive e trabalha entre São Tomé e Lisboa e a sua obra é representada pela galeria This is Not a White Cube.

as cargas mais recentes

Emmanuel Adebayor recusa doar dinheiro para combater o Coronavírus

há 9 meses
Numa altura em que estrelas do futebol, da música e do cinema unem forças para ajudar governos de seus países com a compra de alimentos para acudir os mais necessitados ou adquirir equipamentos hospitalares, a antiga estrela do Real Madrid, Arsenal, Man City, Mónaco e Arsenal deixou claro que não vai doar nada.

Verbal Uzula apresenta novos projectos musicais

há 6 meses
“Dias de Treino vol. 4” é título do mais recente álbum de Verbal Uzula disponível nas principais plataformas digitais, incluindo o Kisom Unitel.

Ashanti e Keyshia começam 2021 com um frente a frente

há 5 dias
Remarcado para nove de Janeiro de 2021, depois de Ashanti ter testado positivo, em Dezembro, para o Covid-19 ( horas antes do encontro), a organização anunciou hoje que as duas artistas vão desafiar-se na próxima semana.

Eva Rap Diva revela já ter havido conflito de personalidade entre “a pessoa e a artista” em si

há 3 meses
A dualidade entre a personalidade no seio artístico e à nível pessoal, é algo muitas vezes descartado, especialmente quando o artista mantém um posicionamento vertical estando ou não em palco. Para a surpresa de todos, Eva Rap Diva, fez saber que no seu caso, esta dualidade existe e chega a gerar algum conflito.

Semba: de Angola para o mundo

há 9 meses
A palavra semba significa ’’umbigada’’ em kimbundo. Numa tradução livre, o Semba representa “o corpo do homem que entra em contacto com o corpo da mulher ao nível da barriga”.

`Ar Condicionado´ chega às telas angolanas

há 8 meses
O filme angolano `Ar Condicionado´ foi seleccionado para o `We Are One: A Global Film Festival´, festival de cinema online gratuito em todo mundo através do youtube, de 29 de Maio a 7 de Junho.

Exposição ‘S.O.S ambiente’ apresenta projectos para salvação do meio ambiente

há 4 meses
Vários adolescentes provenientes de centros de formação e educação ambiental de Luanda, expõem, desde hoje, projectos de sustentação e preservação do meio ambiente.

Rigoberto Torres reoxigena clássicos do Hip Hop no seu primeiro EP

há 5 meses
Rigoberto Torres é um nome que pode mudar a história do Rap comercial em Angola. Apesar de começar a escrever sua história no ano passado, o cantor de 20 anos se prepara para apresentar esta sexta-feira, o primeiro EP.

Romantismo estará em alta no Show do Mês Live com Pedrito

há 4 meses
O mais romântico de todos os músicos angolanos, José Manuel Pedrinho “Pedrito”, será o próximo cartaz do Show do Mês Live, sábado (26), depois do músico ter anunciado o “adeus” aos palcos.

Consciência Corporal: o que é, e como influencia o nosso dia a dia

há 9 meses
Consciência corporal é um termo autoexplicativo que significa tomar consciência do corpo e mente, reconhecer e identificar os processos e movimentos corporais, internos e externos.

Márcio Batalha e Nell Jazz apresentam performance poética na Fundação Arte e Cultura

há 8 meses
O poeta Márcio Batalha e o músico-compositor Nell Jazz vão apresentar amanhã, quinta-feira, pelas 19 horas, no Wiza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura, uma “performance poética online”. O evento insere-se na grelha programática do projecto Fundação Arte e Cultura Online e decorre sob o lema “Fique em casa e proteja a sua vida” como forma de prevenção contra a Covid-19.

Juice WRLD e Kobe Bryant juntam-se a Michael Jackson na lista das celebridades póstumas mais lucrativas

há 2 meses

Para não repetir versos Lil Wayne e Eminem revelaram que recorrem a Google

há 8 meses
Para evitar repetir os próprios versos, os dois rappers vão a Google para rever suas letras. Embora admitam que várias vezes tenham tido brancos, consideram a repetição um desrespeito à arte, que tem como objecto a criatividade.

Revista Carga traz pesos pesados para o Reportório

há 7 meses
Os dj´s Malvado e Dias Rodrigues, que sexta-feira, a partir das 19 horas, vão exibir os seus maiores sucessos musicais, no chamado “desfile de hits”.

Larama: Causa da morte será revelada após autópsia

há 2 meses
Ao contrário do que se noticiou, nas primeiras horas de hoje, Larama não foi encontrado morto, segundo esclareceu Maya Cool -Tio do malogrado-, em entrevista ao Fala Angola.

Músicos lamentam morte de Waldemar Bastos

há 5 meses
Várias vozes lamentaram o passamento físico de uma das principais referências da música angolana, com destaque para a reacção de outros músicos, cujos sentimentos foram manifestados nas redes sociais.