Luso: “Os rappers acabam por depender das acções do político para poder fazer música”

Luso está no Hip Hop desde os seus 15 anos. Tem um álbum e um EP lançados e está a concluir o segundo álbum. Além disso, o músico desenvolve o projecto “Ilusionista”. Esta semana disponibilizou um novo vídeo clípe e agendou vários outros lançamentos.Nostálgico, o rapper lembra à Carga sobre o início da carreira e fala sobre como está a lidar com o desmembramento da Cave Play, e deixa algumas impressões sobre o Hip Hip angolano.

Como é que decide levar a carreira profissional?

Decido cantar profissionalmente após a morte do meu irmão, o Vitó, ele foi uma das pessoas que mais me influenciou a cantar quando eu tinha apenas 14 ou 15 anos. De regresso a Angola, em 2010, parei de cantar porque não  tinha um emprego fixo e os custos de gravação eram muito elevados.

E retoma as actividades com o álbum Lusolândia em 2019.

Na verdade, retomo a actividade em 2018 com a mix tape 255 Quadro 82, uma homenagem ao meu irmão. O álbum Lusolândia surge como o segundo projecto e primeiro álbum em formato digital em 2019. Ambos saíram com o selo da Cave Play. No álbum “Lusolândia”, o tema esteve centrado na corrupção e as principais faixas assim o demonstram, enquanto na mix tape “255 Quadro 82”, os temas foram mais virados ao passamento físico de pessoas que em vida nos foram próximas.

Após o primeiro álbum surgiram vários outros projectos, como é que se procedeu isso?

Com o lançar das obras que fui disponibilizando fui conquistando algum espaço no mundo do Rap nacional, o KID deu-me abertura para alguns canais televisivos e radiofónicos. Felizmente, tenho uma capacidade de criação muito fértil e tento trazer um projecto diferente ano após ano.

Em que consiste o projecto Ilusionista?

Ao Projecto Ilusionista não chamo de álbum, porque não tem as características de um álbum nem de mixtape, porque as faixas não estão mixadas entre si, dei-lhe o nome de projecto porque tem o princípio de serem lançadas faixas mensal ou quinzenalmente até se totalizarem 10 músicas. Neste momento, conta já com 8 faixas, maior parte delas centradas em demonstração de skills, métricas e habilidades únicas de encaixe no beat.

Há três dias lançou um novo vídeo clípe. Como agendou outros lançamentos?

Os próximos vídeos serão das faixas “Vitó Style” e “Refrões da Minha Vida”. Com certeza um sai este mês e outro sai no final de Agosto, todos com o selo da minha produtora Colírios Studios, tal como foi o anterior. Comecei já também a preparar o meu próximo álbum intitulado “Laços de Família”. 80% das faixas já estão escritas e desenhadas, todas inéditas.

Que temas vai explorar no novo álbum?

Temas relacionados com o desenvolvimento social e pessoal. O meu maior ídolo no Rap chama-se Chullage e quando comecei a cantar vi-o várias vezes ser activista nas músicas e no seu dia-a-dia, hoje tento ser um espelho do professor que ele foi para mim mesmo sem ter me dado aulas directamente.

A actual situação político-económica deixa pouca margem de manobra para os rappers  underground. Por que acha que isso tem acontecido?

Tal como frisado no ponto anterior, para mim o activismo social não deve passar só pelo relatar de factos ou erros de certos políticos, existe uma gama de temas que podem ser debatidos e trazidos à música, infelizmente a nossa parte defensora de direitos através da música foca-se mais nos erros do governo e pouco na edução mental de quem nos ouve, talvez este seja o nosso calcanhar de Aquiles.

Qual é sua opinião sobre o estado actual do Rap Underground no país ?

Sou amante de rap under, mas infelizmente os temas andam muito centrados no político e não na política e assim acabam por depender das acções do político para poder fazer música, claro que não devemos generalizar porque existe muitos bons rappers nesta vertente que não se centram apenas em relatar os factos e acontecimentos que os políticos lhes têm apresentado.

Agora que a Cave Play fechou, que produtora aceitaria assinar sem olhar atrás ? 

Sim infelizmente a Cave Play fechou a parte agenciamento de artistas e direcionou o foco na produção de vídeos. Aceitaria qualquer uma que me desse mais estabilidade do que a que consegui criar com fundos próprios, patrocínios são bem vindos e trabalhar em equipa sempre nos torna mais fortes.

Tem alguns prémios na galeria. Até que ponto isso lhe é importante?

Na verdade tenho prémios conseguidos bem lá no princípio da cena da música, mas isso em mim pouco influencia. Prémios sim são bem vindos e gratificam o nosso esforço, mas não são o foco principal, se o fossem há muito que teria mudado as minhas abordagens.

Quando é que se vai sentir no auge da carreira?

Quando um dos meus ouvintes me disser que a vida dele se tornou melhor depois de seguir os ensinamentos que lhe fui passando nas músicas.

Ao longo desses anos de carreira, o que de mais importante e marcante aconteceu ?

Ter conhecido o Kid Mc na primeira pessoa e saber que esse encontro foi possível depois de ele ter ouvido a minha música “Prenda Para Vocês”.

Que Luso os fãs pode esperar daqui para frente?

No meu próximo álbum encontrarão um Luso bem melhor que o Luso dos projectos anteriores, por enquanto fica em segredo mas aguardem por mim quando eu chegar com os meus “Laços de Família”.

as cargas mais recentes

Emmanuel Adebayor recusa doar dinheiro para combater o Coronavírus

há 6 meses
Numa altura em que estrelas do futebol, da música e do cinema unem forças para ajudar governos de seus países com a compra de alimentos para acudir os mais necessitados ou adquirir equipamentos hospitalares, a antiga estrela do Real Madrid, Arsenal, Man City, Mónaco e Arsenal deixou claro que não vai doar nada.

Cláudio Rosário e Mamas Boy estreiam novo single

há 5 meses
“Não Tem Como” é o título do mais recente single de Cláudio Rosário e Mamas Boy. Do género Guetho Zouk, a faixa é um produto da Makas Produções e Plus Record e estreia na Carga.

Conselho Municipal de Los Angeles abre rua com nome Kobe Bryant

há 2 meses
Sete meses depois do fatídico acidente de helicóptero, que tirou-lhe a sua e a vida de sua filha, Kobe Bryant continua a merecer exaltação pública nos EUA.

Já existem quase 500 músicas inspiradas no Coronavírus

há 7 meses
O coronavírus privou os fãs de música de ver shows no primeiro semestre, adiados ou cancelados. Por outro lado, a doença virou inspiração para candidatos a hits.

Lizzo e Lil Nas X criticam Blackout Tuesday

há 5 meses
Ao contrário de outros músicos, Lizzo e Lil Nas X condenaram o movimento nas redes sociais promovido pela indústria da música para suspensão das atividades, por considerarem que a campanha ofuscou os protestos contra morte de George Floyd.

Linkin Park prepara o primeiro álbum sem Chester Bennington

há 6 meses
Ainda sem previsão de lançamento, o anúncio do oitavo trabalho de estúdio dos Linkin Park surge três anos depois da morte, por suicídio, de Chester Bennington aos 41 anos.

Phay Grand O Poeta pondera parar de cantar

há 1 mês
O rapper dificilmente cede entrevistas, e nem sequer tem páginas no Facebook ou YouTube, mas aceitou o desafio do Show Time, para falar sobre os seus hits, considerados hinos do Rap nacional e do que depende o futuro da sua carreira.

Espectáculo das celebrações do 11 de Novembro com novo formato

há 4 meses
As actividades culturais alusivas as celebrações do 45.° aniversário da Independência sofreram reestruturações. As limitações abrangem também o espectáculo musical ao vivo, que já não será realizado na Praça da República.

Banda Maravilha: “O Semba goza de boa saúde”

há 4 meses
Fundada em 1993, a Banda Maravilha é uma das formações musicais mais profissionais da actualidade. Sua musicalidade é caracterizada pela mistura dos instrumentos tradicionais do Semba com os modernos. Em entrevista à Carga, explicam as participações de Irina Vasconcelos, Livongue e Karina Santos no novo álbum e fazem uma breve análise sobre o actual estado do Semba.

Dia 24 de Agosto declarado `Dia de Kobe Bryant´

há 3 meses

ZAP dá Carga no Apoio às Instituições Caridosas em tempos de COVID-19

há 6 meses
Com o avanço global do COVID 19, a ZAP tem vindo a tomar as medidas necessárias para apoiar as Instituições apadrinhadas pelo projecto de responsabilidade social VIDAS ZAP, na prevenção e não propagação do Vírus.

Porto de Luanda: 75 anos a ligar Angola aos mercados internacionais

há 5 meses
O Porto de Luanda é o maior terminal de importação e exportação de carga de Angola e há 75 anos, completados hoje, p tem ligado o país aos principais mercados mundiais, servindo de alavanca para o desenvolvimento económico e social, ancorado nos pilares da sustentabilidade e da competitividade. Com a nova administração, a instituição segue a rota do crescimento de portas abertas para o futuro.

Música dos Linkin Park ultrapassa 1 bilião de visualizações no YouTube

há 4 meses
‘In the End’, do album “Hybrid Theory”, publicado em 2000, acaba por entrar na história, por ultrapassar, esta semana, mil milhões de visualizações no YouTube. O clássico dos Linkin Park é o segundo da banda a conseguir tal feito.

Sabia que já pode ouvir o seu cantor preferido em tempo real e a custo zero?

há 7 meses
Numa altura em que o público está impedido das sua actividades diárias, a Soba é-Music e a Revista Carga, que agora assumiu a versão colocam hoje à disposição dos artistas e ouvintes uma sessão de escuta grátis.

Novo single de Kid Cudi com a participação de Eminem chega ao topo do iTunes

há 4 meses
Trata-se da primeira parceria musical entre Kid Cudi e Eminem, a colaboração era aguardada há bastante tempo, depois que Kid Cudi pediu publicamente para gravar uma música com o rapper através de uma mensagem em suas redes sociais.

“Let’s Go Crazy: The Grammy Salute To Prince” transmitido na TV

há 6 meses
Quatro anos após a morte de Prince, o concerto de homenagem ao músico que juntou, na cerimónia deste ano dos Grammys, vários nomes do rock e da pop foi transmitido na televisão norte-americana.