Manuel Ventura apresenta “Transcendência Indecência” na Galeria Tamar Golan

O artista angolano Manuel Ventura vai apresentar-se na Galeria Tamar Golan com “Transcendência Indecência”,  uma exposição individual a inaugurar no próximo dia 07 de Maio, pelas 18 horas. A mostra ficará patente ao público até ao dia 26, podendo ser visitada de Segunda a Sexta-feira, das 9 as 17 horas, na galeria de arte contemporânea da Fundação Arte e Cultura.

A Exposição
Transcendência Indecência: uma dicotomia da justa angolanidade-vista, pensada e matizada por Ventura… A imperiosa necessidade de acudir os que muito necessitam, o quanto antes, é uma forma de ser e de estar, que nos permite mitigar o sofrimento das pessoas a partir da sua génesis, evitando as romarias desnecessárias ante os holofotes da vida, numa clara e falsa demonstração de preocupação a favor dos desfavorecidos. 

Ventura, na sua forma de olhar para o mundo a partir dos óculos da sua cosmovisão, sugere uma reflexão mais aturada sobre o sofrimento dos inocentes. Interprete-se aqui inocente não apenas aquele que nada tem e que vive de forma paupérrima, mas também aquele que, por cima do seu bem- estar e fartura, não olha sequer para o lado, ali onde o irmão angolano descansa no nada da sua existência e de lá mesmo tenta sobreviver à inexistência de tudo e mais alguma coisa, onde a febre voraz da multidão de Mangopes disputa o único paracetamol no sacrificado hospital da bandula (em referência ao lugar).

O artista faz um apelo à sensibilidade humana ante o sofrimento do outro. É transcendental, às vezes simples, a atitude de olhar para o outro e compadecer-se com ele, ainda que não seja para lhe ajudar com algum valor monetário ou material, mas fazer da causa deste a nossa; porém, esta TRANSCENDENTE forma de viver contrasta com a indecência da indiferença que levamos nos fatos e factos do dia-a-dia sem ver o outro e por isso cenas anormais tomam a identidade de bem, prostíbulos da necessidade da panela ambulantes ao ar livre cantam a canção de consolo ao mendigo que clama e grita por socorro, pois não há quem lhe possa acudir, foi gerado na rua ante a incapacidade do KUNANGA do pai que dá ME SUGA na mãe ambulante que inflama os pés pela zunga da cidade. Estas e outras realidades interpreta-as VENTURA, apresentando-se aqui como uma voz apincelada no seu colorido, para dar voz àqueles sobre os quais pouco ou nada se fala, a gravura e colorido da sua pintura é a melhor e mais coerente forma de o fazer, que encontrou.

Por: Gilberto Dune Capitango (kapitangõ), Professor, Artista plástico e pesquisador-2020

O artista

Nasceu em Luanda, em 1981. Estudou Artes Plásticas na Escola Nacional de Artes Plásticas, de 2000-2003. Formação Básica de Lino e Xilogravura na Oficina de Gravura da UNAP com Mestre Kidá, de 2000-2001.  Concluiu o Curso de Antropologia Cultural na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, 2005-2009. Trabalhou durante quatro anos com o professor e gravurista Cubano, Luis Guillermo Varela Santisteban, apredendo várias técnicas de gravar, de 2013-2016. Professor de Gravura e Educação Visual e Plástica no Complexo das Escolas de Arte- CEARTE.  Membro efectivo da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP) e é estudante do AtelierTransumânciaGonga, desde 2004.

Tem obras em colecções particulares em Angola e no estrangeiro e em decorações institucionais, onde se destacam: Edifício-Sede da Sonangol, Sonils, Direcção Provincial da Cultura de Luanda, Governo Provincial de Luanda, Empresa de Seguros de Angola-ENSA. Está envolvido também, no projecto social com as comunidades, do atelier transumâncias, denominado Sol de Cacimbo artes- e – ideias.

Participou de 35 exposições colectivas, e constam da sua carreira três exposições individuais e diversos prémios, nomeadamente Prémio SDV – AMI Angola of Africaline ( 2005), Vencedor da Logomarca do Carnaval de Luanda(2006); Prémio Cidade de Luanda,  na modalidade de Gravura (2008), Prémio Cidade de Luanda, na modalidade de Gravura (2009),  Prémio Juventude ENSA – ARTE (2010) e Prémio Especial de Gravura ENSA – ARTE(2018).

as cargas mais recentes

Edson Narciso: “Quero mudar a consciência de quem me ouve”

há 2 anos
Diferente de Bob Marley, Edson Narciso quer cultivar o amor, a paz e o respeito pelas diferenças, por meio do Rap, num estilo que apelida de Hard Trap. Já várias vezes tentou uma carreira profissional, e não teve sucesso. Depois de um longo intervalo, aparece com os primeiros projectos musicais.

Chakuisa, um filho da Huíla com versatilidade para conquistar Angola

há 1 ano
Começou no Hip Hop/ Rap e tem dois trabalhos no mercado, incluindo participações de peso, só que desta vez, reestruturou sua carreira e anuncia “O Filho da Mapunda”, um Ep rico sonoridades e com uma variedade de línguas, que homenageia o bairro onde nasceu, na Huíla.

CFKAPPA regressa aos palcos com o primeiro concerto online pago

há 2 anos
O concerto marca a estreia de um canal que permitirá os artistas rentabilizarem seus lives. O primeiro live pago acontece este sábado e marca o regresso à fase activa do rapper, que actuará ao lado de DJ Ritchelly.

Maestro Félix Costa apresenta o `Coral Yellen´

há 2 anos
Formado no primeiro semestre deste ano, o Coral Yellen é a segunda iniciativa do género que Félix Costa dá a cara depois de se desvincular da Orquestra Kapossoca. O projecto de integração social, que já conta com 27 integrantes, engloba para além do grupo coral, a dança, teatro e futebol.

Cage One anuncia novo álbum

há 2 anos
Em breve entrevista à Carga, o músico anunciou, para este mês, um novo sigle que antecederá e fará parte do seu sexto álbum de estúdio a ser lançado no próximo ano.

Boaventura Cardoso vence 4.ª edição do prémio DstAngola/Camões

há 2 meses

Coronavírus: Yanick prevê maus momentos para os músicos

há 2 anos
Sem “papas na língua”, falando para a Revista Carga, o rapper Yanick Ngombo “Afroman” reconheceu que se a situação do Coronavirus se prolongar os músicos vão passar maus momentos.

Partiu para a eternidade Jacob Desvarieux

há 1 ano
O guitarrista e fundador da banda antilhana Kassav, Jacob Desvarieux, de 65 anos, morreu nesta sexta-feira vítima de covid-19, num hospital universitário de Guadalupe, anunciou a produtora do grupo.

Lupe Fiasco afirma ser melhor liricista do que Kendrick Lamar

há 2 anos
Lupe Fiasco afirmou que é mais liricista de melhor do que Kendrick Lamar numa série de tweets. A sequência surgiu após um fã questionar quem dos dois era o melhor. Depois que o tweet ganhou atenção significativa, quando Lupe declarou ser “melhor liricista, mas não melhor artista que Kendrick”.

`O último Roubo´ marca a estreia de Sofia Lucas no teatro

há 1 ano
O Grupo Muxima Yetu Teatro vai estreiar no dia 28 & 29 de Agosto do corrente ano, às 19 horas, no auditório Njinga Mbande, a peça `O Último Roubo´.

Ministra da Cultura, Turismo e Ambiente encoraja profissionais a fazerem da música o baluarte da divulgação e representação da angolanidade

há 2 anos
Para assinalar a data, a Ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa, endereçou uma nota à classe artísticas a “encorajar e ao mesmo tempo felicitar todos os músicos, associações culturais ligadas à arte musical, prestadores de serviços e similares a continuarem a fazer da cultura nacional e da música, em particular, o baluarte da divulgação e representação da angolanidade”.

Drake será laureado no Billboard Music Awards 2021 como artista da década

há 1 ano
Marcada para o próximo dia 23 de Maio, a cerimônia Billboard Music Awards será marcada pela grande homenagem ao rapper Drake. O artista vem “governando” o gráfico Billboard ‘s Top Artistas do gráfico 2010´s desde o lançamento do LP Thank Me Later.

Laton dos Kalibrados decide abraçar a carreira gospel “Eu me encontrei”

há 2 anos

Mobbers lançam L.O.M. com participações de ProfJam e T-Rex

há 2 anos
Da autoria dos Mobbers, o single foi disponibilizado ontem em todas as plataformas digitais e conta com as vozes do Rapper Português ProfJam, e do rapper angolano T-Rex.

Episódios inéditos da série `Wu-Tang Clan´ estreiam em Setembro

há 1 ano
Pensada para os fãs, série é um relato ficcional da formação e construção detalhada do prestigiado e icónico grupo.

Tory Lanez é preso por posse ilegal de arma

há 2 anos
O rapper canadense foi detido por de porte de arma na madrugada de domingo, após perseguição policial. Segundo sites internacionais, a polícia foi chamada para atender uma denuncia de perturbação na parte externa de uma residência em Hollywood Hills. Tory foi solto seis horas depois, tendo pago fiança de 35 mil dólares.