Mário Gomes: O presente e o futuro entre os guitarristas

Mário Gomes é um jovem guitarrista angolano, de 23 anos de idade, nascido em Luanda no município do Cazenga. É para muitos o futuro da música angolana entre os guitarristas. Já acompanhou vários artistas e partilhou o palco com os guitarristas mais conceituados de Angola, como são os casos de Teddy Nsigui, Botto Trindade, Pop Show entre outros.
Músicos como Lulas da Paixão, Dom Caetano, Filipe Mukenga consideram-no o melhor guitarrista da actualidade. Saiba mais sobre este pequeno/grande músico na entrevista concedida à Revista Carga.

Quando e como começou a tocar?
Comecei aos 10 anos. Aprendi de forma muito intuitiva tentando simular som da percursão com recipientes de água, na altura. Depois, por influência de dois amigos, (Arnaldo João Lino e Nelo Adriano) Comecei tocando baixo.
Mais uma vez por influência de outro amigo, João Dimuna Pedro, deixei de tocar baixo e passei a tocar guitarra.

Fonte de inspiração?
Minha maior fonte de inspiração vem da força Divina (Deus).

Como se descreve como guitarrista?
Como Guitarrista descrevo-me como um veículo de transmissão do velho ao novo contexto musical. Claro sem desprimor a ninguém.

Momento alto da sua carreira?

Até aqui tive vários momentos altos, mas posso apontar um particular, a minha primeira viagem para Espanha onde realizei a o primeiro tour com o conceituado músico Totó St. Foi uma das maiores experiências que vivi.

Ídolo?

Ultimamente ouço vários artistas, mas posso dizer que o guitarrista Leonel Loueke é dos que mais aprecio, por ter um nível musical muito alto e ser a pessoa que elevou a música africana, misturando com harmonias mais complexas, sem falar do nível técnico que tem.

Em Angola?

O Simone Mancini foi o primeiro a trazer novas influências para a nossa música, também é uma fonte de inspiração. Por outro lado, não posso deixar de mencionar o kota Botto Trindade quando se fala da música angolana de raiz.

Como estamos servidos em termos de guitarristas?

Estamos bem servidos. Temos muitos bons guitarristas.

O que falta para estarmos melhor?

Temos que pensar e entender que a vida por si é dinâmica e a arte musical não está isenta, devemos resgatar nossos valores e usar tudo aquilo que já foi feito como influência para prosseguirmos para novos caminhos. Devemos olhar para as coisas que têm acontecido no contexto musical actual e tirar daí proveito para criarmos novas composições, sempre respeitando a história musicalmente falando.

O que é necessário para termos bons instrumentistas?

É preciso ter consciência do que quer ser e posteriormente investir maior parte do seu tempo em seu instrumento, seja qual for. O mais importante é a disciplina.

Com quem gostaria de tocar e ainda não tocou?

Gostaria de partilhar o palco com muitos “gigantes” da música mundial, como é o caso do grande Leonel Loueke, um dos instrumentistas com quem gostaria de partilhar o palco.

Qual o seu género musical preferido?

Todos são os preferidos, uma vez que cada um deles tem sempre algo diferente para dar, por isso é impossível escolher em detrimento de outro.

Diz-se que está entre os melhores do país, o que tem a dizer?

Não posso me auto-classificar, prefiro manter o foco no trabalho e, na companhia dos meus colegas, contribuir mais e mais para esta bela arte que é a música.

Mário Gomes: O presente e o futuro entre os guitarristas

Até onde pretende chegar?

Por ser uma pessoa temente a Deus prefiro que seja ele a guiar meus passos. Pretendo chegar até onde ele permitir que eu chegue.

Como guitarrista, quais são os músicos que mais acompanha?

Neste momento o Totó, Filipe Mukenga e Anabela Aya.

Porquê?

São os que mais me convidam para acompanhá-los. Provavelmente sentem-se bem

Olhando para estes nomes, não será o “world music” a sua verdadeira praia?

Não acho. Sou músico e toco tudo, principalmente a música angolana de raiz.
Sua carreira ficará apenas passará apenas por acompanhar outros músicos ou tem planos extra?

Não. Neste momento estou a preparar o meu EP.

Quando estará pronto?

Com as dificuldades financeiras e o surgimento da pandemia fica difícil estabelecer um período. Provavelmente em 2021, embora os temas promocionais possam ser apresentados já este ano.

Voltamos a velha questão, quais os géneros?

(Risos). São apenas entre quatro a cinco músicas e vou colocar de tudo um pouco, desde a música angolana de raiz, passando por outras influências. Será uma apresentação de quem eu sou, de acordo com o que aprendi ao longo dos anos.

as cargas mais recentes

Romantismo estará em alta no Show do Mês Live com Pedrito

há 1 mês
O mais romântico de todos os músicos angolanos, José Manuel Pedrinho “Pedrito”, será o próximo cartaz do Show do Mês Live, sábado (26), depois do músico ter anunciado o “adeus” aos palcos.

Estreia do novo filme de Hochi Fu volta a ser adiada

há 3 dias
O filme 2 Mundos do empresário e realizador Hochi Fu, aguardado com bastante expectativa amanhã nos cinemas, foi novamente adiado para data a anunciar.

Arlindo Cruz volta a falar após 3 anos em convalescença

há 4 meses
Após sofrer um AVC, em 2017, Arlindo Cruz ficou internado por 1 ano e 3 meses no CTI. Depois de sair do hospital, o cantor permanece em tratamento em casa, com estrutura de home care, ao lado da família. Recentemente numa live transmitida no Instagram, o filho do cantor, Arlindinho, afirmou que o pai está a superar algumas sequelas do Acidente Cardio Vascular, e já começou a formar algumas palavras.

Convidados num show? Um desafio sem precedentes para a Força Suprema

há 8 meses

Nasce uma nova estrela da música

há 7 meses
Chama-se Chelsea Dinorath, um nome que ainda não é sonante, mas a voz e as composições podem transformá-la numa das maiores referências do R&B em Angola.

Qual é o álbum de rap angolano mais ouvido?

há 5 meses
Depois do florescimento nos anos 90, entre 2000 e finais de 2002, o movimento registou um pequeno recuo, pois vários grupos foram desaparecendo. A partir de 2003, o Rap passou a figurar da lista dos estilos musicais com maior aceitação do público.

Mariah Carey revela que aos 12 anos a irmã tentou vendê-la

há 4 semanas
A cantora conta que aos 12 anos a irmã drogou-a e depois tentou vendê-la a um chulo. Carey revela ainda que não teve uma boa relação com os seus irmãos mais velhos, por causa do tom da sua pele.

Boss Alírio traz novo EP com participações surpreendentes

há 5 meses
Dois anos depois do lançamento do Focado Vol.2, Boss Alírio regressa à arena musical com novo EP. A terceira obra do rapper contém 12 faixas musicais e conta com participações inéditas.

Familiares confirmam morte de Manu Dibango pelo Covid-19

há 7 meses
Natural dos Camarões, Manu Dibango acabou por falecer hoje aos 86 anos num dos hospitais de Paris, depois de ter sido infectado no passado dia 18.

Anna Joyce: “Não existe a mínima possibilidade de parar de cantar”

há 1 mês
Após notícias em alguns sites sobre a intenção de pôr fim à sua carreira por motivos de saúde, Anna Joyce tranquiliza os fãs, esclarecendo que, apesar de estar acometida com uma doença do fórum neurológico, “não existe a mínima possibilidade de parar de cantar”.

Ministra da Cultura de Portugal quer acabar com concertos online grátis

há 5 meses
A titular da pasta da Cultura de Portugal, Graça Fonseca, manifestou-se contra os concertos gratuitos nas redes sociais, ou até mesmo em varandas e defendeu que o trabalho na cultura deve ser pago.

Projecto que transformou pedonais em bibliotecas comunitárias vai se expandir pelo país

há 1 mês
As pontes do Camama, Benfica e do Rocha Pinto serão transformadas na semana que vem e já há livros para o Namibe, Huila e Kwanza Sul aguardam por mais doações.

Joãozinho Morgado: “Kizomba não é música é dança”

há 3 meses
Figura incontornável da música angolana, particularmente do género Semba, Joãzinho Morgado é uma voz autorizada para falar da música nacional, seus ritmos e tendências. Fruto dos anos de “estrada”, levanta a voz para dizer que Kizomba não é música, mas sim dança.

Young Buck pede ajuda financeira aos fãs e é surprendido por The Game

há 4 meses
Após sair da prisão, em 2019, o ex membro da G-Unit já tinha declarado falência, mas, nos últimos dias, seus problemas financeiros agravaram-se e o rapper está a pedir ajuda aos fãs. Através da sua conta do Instagram, Young Buck vem pedindo que cada seguidor deposite 1 dólar na sua conta e foi surpreendido por The Game.

Dupla Nue Wave testa popularidade do primeiro EP com ‘Flow Tá Bater’

há 4 meses
A dupla disponibilizou esta sexta-feira, nas plataformas digitais, mais uma faixa promocional do seu primeiro EP intitulado “Wave”, que poderá chegar ao público este ano.

Álbum colaborativo de Prodígio e Paulo Flores já está a caminho

há 3 meses
Prodígio e Paulo Flores vêm de estilos e gerações diferentes, mas ambos traduzem nas suas canções os interesses e os sentimentos de um povo.