Mariza grava álbum em homenagem a Amália Rodrigues

A fadista portuguesa Mariza, que interpreta a música de Matias Damásio “Quem me dera”, prepara o seu novo álbum, onde interpretará canções de Amália Rodrigues. Com o título “Mariza Canta Amália”, o disco visa homenagear um dos grandes nomes do cancioneiro português, falecida em 1999.


O primeiro single, ‘Lágrima’, estará disponível a partir do dia 30 de outubro, ao passo que o disco sairá a 20 de novembro.
“Mariza Canta Amália” será editado no mesmo ano de duas efemérides: os 20 anos de carreira de Mariza e o centenário do nascimento de Amália Rodrigues.


“Sinto que esta é a melhor forma de homenagear e agradecer todo o legado e inspiração que nos deixou”, explica, em comunicado. “Amália é uma inspiração maior, não só para mim, mas para tantos artistas portugueses e ainda muitos outros internacionais”. “O disco contará com dez faixas, entre elas versões de “Com Que Voz”, “Barco Negro” ou “Foi Deus”.

as cargas mais recentes

One Republic já tem novo álbum

há 3 anos
A banda norte-americana publicou o seu quinto trabalho de estúdio. Intitulado ‘Human’, a obra reúne músicas inéditas, que marram o dilema da fragilidade humana e força motivadora.

Mambos da Banda: Plazza enaltece Angola em nova EP

há 1 ano
Com músicas e letras do próprio, a produção é de Mad Superstar, que participa em cinco featurings neste EP que também conta com o toque qualitativo de Filipe Mukenga, no sexto tema. A EP transmite uma parte importante das vivências do autor e memórias de Angola, que lhe serviram de base e inspiração para a criação das 6 músicas que compõem este EP, daí o nome “Mambos Da Banda”.

É oficial: Phay Grand O Poeta já tem conta no Facebook, Instagram, YouTube e Twitter

há 1 ano
Em cerca de 20 anos, sua carreira resumia-se entre o estúdio e venda de CDs: nada de contacto com seu público por redes sociais, o que o fez perder algum dinheiro, porque houve quem abrisse em Angola e no estrangeiro páginas falsas em seu nome e aproveitava para comercializar canções do rapper.

Leo “Príncipe” prepara novo projecto musical

há 2 anos
O artista está em estúdio a produzir músicas e vídeoclipes novos, que farão parte de um projecto a ser apresentado brevemente, soube esta sexta-feira a revista Carga.

Acaba de ser “erguido” o primeiro polo de produção e ensino de Dikanza em Angola

há 2 anos
A Fundação Arte e Cultura foi ontem instituída, como Polo de Produção e Ensino da Dikanza em Angola, particularmente a cidade de Luanda. A entrega simbólica das Dikanzas foi feita pelo Vice-Governador de Luanda para o sector Político, Social e Económico, Dionísio da Fonseca, no espaço Wyza Anfiteatro da Fundação.

Michigan aprova proposta de lei de reforma penitenciária de Meek Mill e Jay-Z

há 2 anos
A Legislatura do Estado de Michigan aprovou, esta segunda-feira, um conjunto de leis que vão remodelar o sistema de liberdade e liberdade condicional. A lei declara, num dos pontos, a redução das sentenças de liberdade condicional de crimes adultos de cinco para três anos.

`TerraATerra´ junta Dog Murras e Matias Damásio em debate

há 1 ano
O “Programa Pensar Angola com Dog Murras” recebe amanhã o músico Matias Damásio para uma conversa aberta à moda angolana e sem filtros.

“Rostos do Rap consciente em Angola entre os 180 artistas do Festival Decolonial”

há 2 anos

Rihanna pode finalmente estar a preparar o seu retorno musical

há 2 anos
A espera de cinco anos, pode finalmente estar a chegar ao fim, quem o diz é o jornal The Sun, que noticiou com exclusividade que Rihanna contratou recentemente o director britânico Raja Virdi, para gravar um novo videoclipe em Julho.

Kid MC lança comédia inspirada na “Escolinha do Professor Raimundo”

há 1 ano
O rapper prepara o lançamento de um projecto de comédia denominado “A Turma do Vunda”, que será exibido em breve pela TV Zimbo. A série é uma adaptação da sitcom brasileira, a “A Escolinha do Professor Raimundo”, um velho clássico do humor brasileiro dos anos 60, de Chico Anysio.

Fundação Arte e Cultura Online abre 4ªTemporada com aulas de Guitarra e Concertos

há 3 anos
Sob lema “Fique em Casa e Proteja a Sua Vida”, esta nova temporada traz uma excelente novidade para as crianças, adolescentes e não só. Trata-se das aulas de Guitarra, que serão leccionadas no horário das 15h00 com o professor Dianguenda Sanzo, “Lastron”, professor do Centro Cultural, da Fundação.

Nazarina Semedo se reinventa para atingir mercado internacional

há 2 anos
Não se pode falar de back vocals em Angola sem mencionar o nome de Nazarina Semedo. A cantora também leva a carreira a solo e já lançou dois CDS, só que mais tarde foi forçada a ausentar-se do mercado. Agora, regressa com a produtora MTC, traz um novo estilo de música e apresenta projectos focados ao mercado internacional.

Edição de estreia do Festival Nacional Ngola Slam foi disputada por seis províncias

há 11 meses
Apresentado como um evento de calendário, o Ngola Slam é um festival de literatura oral em Angola, que na sua edição de estreia congregou no mesmo palco: Workshops, Feira da Palavra, Microfone aberto (Corrente de Spoken Word), Oficina, Spoken Show, Zwela Spoken Word, Diálogos Sobre Spoken Word, Debates, Cinema e Música ao Vivo.

Universidade Hip Hop já conta 11 anos de existência

há 9 meses
Para Celebrar o seu 11.° Aniversário, a UHH organizou no passado dia 6 de Março, um evento híbrido, que juntou presencial e de forma virtual, vários apreciadores e praticantes dos elementos da Kultura Hip Hop, para um brinde e uma roda de conversa cujo tema central foi “O que deseja para o Hip Hop em Angola”.

Luciano Camargo lança primeiro álbum a solo

há 2 anos
O cantor brasileiro Luciano Camargo vai lançar, pela primeira vez em 29 anos de carreira, um projecto a solo. Trata-se de um obra com 15 faixas inéditas a ser apresentada no dia 16 de Outubro.

Espectáculo `Se esses pés falassem´ volta a estar em cartaz para terceira temporada

há 1 ano
“Se esses pés falassem” é uma criação que homenageia heróis da guerra civil. A ser exibido pela terceira vez, em Luanda, com este espectáculo de dança, objectiva₋se reacender a esperança nos corações dos angolanos e não apontar quem está certo ou errado.