MCK dará aulas aos reclusos

Além de formação sobre cultura jurídica aos reclusos, o rapper levará uma série de espectáculos, palestras e vai também fomentar a cultura do livro, com criação de salas de leitura nos 40 estabelecimentos prisionais do país.

O projecto chama-se livrar cadeias para pacificar as ruas e nasceu há 9 anos no Elinga Teatro, quando protagonizou o show do livro com Bruno M, onde, ao invés de dinheiro, o público acedia mediante doações de livro.

Uma iniciativa que nasceu com o Rap e Kuduro e ganha cada vez mais força com o centro de estudos UFOLO. Arranca esta segunda-feira (18) com diagnóstico aos estabelecimentos prisionais de Luanda e, mais tarde, seguem-se o Bengo, Kwanza Norte, Malanje, Lundas Norte e Sul, incluindo Benguela. O que se pretende é combater a criminalidade, focando-se nas causas.

Em breve entrevista à Carga, MCK apresentou o «seu» projecto cívico baseado na lógica invertida em observância às Regras de Nelson Mandela e que prevê ainda a elaboração de manuais de formação de direitos humanos e prémios.  

MCK dará aulas aos reclusos

Como é que pretendem actuar?
Pensamos em trabalhar dentro da cadeia para que, quem saia de lá, saia com alguma formação. Fazem-se muitas políticas de combate ao crime fora da cadeia, mas na prática isso não funciona. Temos um nível de reincidência muito forte. As pessoas que cometem crime voltam a cometer porque são inseridas no mesmo meio que as levou a delinquir.

Quer dizer que vão dar palestras à população penal?
Não só palestras, porque nós temos objectivos. Em termos de objectivos gerais, vamos fazer várias actividades dentro da cadeia; vamos fazer concertos, palestras, doar livros etc. O objectivo é fazer com que cada um dos 40 estabelecimentos prisionais tenha uma biblioteca de referência.

Queremos ainda fazer um gabinete de atendimento que vai velar por aquelas questões dos direitos humanos dentro da cadeia ou as de excesso de prisão preventiva, criando apoio jurídico para pessoas que estão numa situação de abandono ou cujos familiares não têm advogados, de tal sorte que, também consigamos fazer formações periódicas aos próprios agentes prisionais.

Que outros músicos estão envolvidos no projecto?
A Ufolo enquanto centro de estudo somos nós, eu, Rafael Marques, o investigador Paulo Faria e o Rui Verde, que escreve a partir da Inglaterra. Todavia, de evento a evento, nós convidamos um ou outro artista. Dos que têm trabalhado connosco com alguma regularidade estão a Renata Torres, Tiago Costa, Gilmário Vemba, Eva RapDiva. Na verdade, não é só artista, mas algumas personalidades da sociedade civil!

Sabe-se que estabeleceram um acordo com as instituições penitenciárias para a criação de bibliotecas...
Celebrou-se o protocolo com os serviços prisionais, que vai permitir termos essa relação institucional de actuar em vários estabelecimentos prisionais. Estamos numa fase em que estamos a concertar a agenda com os serviços prisionais. Não são propriamente bibliotecas, são salas de leitura.

Estamos a falar de estabelecimentos de todo o país, como vão fazer para reunir tantos livros?
O que vamos fazer fora das cadeias é recolher livros e estabelecer algumas parcerias com bibliotecas e livrarias, escritores nacionais e internacionais, que nos possam doar livros e nos eventos onde, por vezes as pessoas pagam dinheiro, podem passar a doar livros e esses livros serão revertido para os mais variados estabelecimentos prisionais.

Qual será o itinerário?

O primeiro passo a ser dado vai ser na segunda-feira. Na segunda, vamos começar por visitar os estabelecimentos prisionais de Luanda. As primeiras actividades é para sabermos qual é o estado que se encontram os estabelecimentos prisionais.

Depois pretendemos elaborar manuais de formação de direitos humanos para a população penal, queremos fazer uma formação de formadores, onde podemos, por exemplo, fazer uma premiação anual de um agente penitenciário e do estabelecimento abrangido pelo projecto.

as cargas mais recentes

Justin Bieber: “Eu amava a música, mas deixei-me levar pelo ego e o poder”

há 2 anos
Justin Bieber partilhou uma mensagem com os fãs no Instagram, falando sobre as “inseguranças e frustrações” que o afectaram quando era adolescente, reconhecendo que deixou-se levar pelo ego.

Repertório entre Znobia X Havaiana acontece já nesta sexta-feira

há 2 anos
Inicialmente marcado para o dia 22, o evento interactivo foi remarcado para as 18 horas da próxima sexta-feira dia 29 de Maio, no Facebook e Instagram “Carga Magazine”. O Repertório não é literalmente um duelo, mas um desfile hits.

Totó regressa ao Show do Mês

há 2 anos
O músico Totó St será a próxima atração do Show do Mês Live, agendado para sábado (21), com transmissão na TPA 2 e Internacional, além da página da Nova Energia no Youtube. A primeira vez que Totó esteve no Show do Mês foi na quarta temporada, ainda no Royal Plaza.

David Bowie segue vivo com o seu legado musical

há 2 anos
Só este ano, já foram lançados três álbuns a título póstumo do cantor, cujo último tornado público no passado dia 15 de Maio, -LiveAndWell.com -, é conhecido por ter sido disponibilizado unicamente no provedor de internet criado por Bowie, em 1999. O lançamento representa a primeira vez na qual o disco é disponibilizado com fácil acesso e em grande escala.

Banda Maravilha completa 28 anos

há 1 ano
A Banda Maravilha completou hoje, dia 14 de Julho de 2021, 28 anos de existência, tornando-se na terceira banda mais antiga do país no activo, superada, neste quesito, apenas pelos Kiezos e Jovens do Prenda.

Grammy 2021: Beyoncé e sua filha saem como maiores vencedoras sem os principais méritos

há 2 anos

Anselmo Ralph cancela venda pública e opta pelo digital

há 3 anos
Dia 20, a partir das 17 horas, os fãs poderão adquirir de forma segura o novo CD, no formato digital, e desfrutar do sétimo trabalho discográfico do autor de Cupido.

Dj Mandas: “Eu represento e protejo a minha cultura”

há 2 anos

Músico promete bater Miguel Neto por denúncias de plágio

há 2 anos
Esta não é a primeira vez que o radialista recebe avisos, mas acabou por chamar mais atenção, porque o músico denunciado deslocou-se à Radio Lac, emissora onde o referido programa é emitido, para proferir as ameaças pessoalmente.

Nova música provoca rixa entre Eminem e Diddy

há 2 anos
Lançada oficialmente em 2019, a faixa “Bang” do Conway The Machine com participação do Eminem teve uma versão inédita que surgiu na internet no passado final de semana. A nova versão gerou enorme repercussão pelo facto de conter ataques do rapper de Detroit para a plataforma de mídia Revolt TV do Diddy e seu ex-afiliado Joe Budden.

Chadwick Boseman recebe Globo de Ouro a título póstumo como “Melhor Actor Dramático”

há 2 anos

The Cranberries afirmam que cover de ‘Zombie’ feito por Miley Cyrus “é um dos melhores de sempre”

há 2 anos
Recentemente a artista chamou atenção do público ao fazer uma apresentação cheia de energia e vocais poderosos, da música “Zombie” da autoria do The Cranberries, não tendo passado despercebida até para a própria banda, que chegou a usar a conta oficial do Twitter para elogiar a artista.

Humorista Whindersson Nunes empata com tetracampeão de boxe na sua luta de estreia

há 8 meses
Tetracampeão mundial de boxe Acelino “Popó” Freitas dominou a luta inteira, que teve a duração de oito rounds, mas que foi apenas para entretenimento. Assumidamente protegido pela arbitragem que deu empate à disputa, Whindersson Nunes foi poupado para não “estragar” o espectáculo que arrecadou 25 milhões de reais e teve audiência máxima no pay per view.

1.ª Mão: Yuri da Cunha e Gerilson Insrael preparam projecto musical colaborativo

há 6 meses
Os dois artistas decidiram representar estas aspirações num projecto musical, que será lançado brevemente. Num estilo intermédio, não muito voltado a Yuri nem a Gerilson, para que ambos se sentissem confortáveis ao desafio, o tema já está produzido e aguarda apenas o momento certo para a sua disponibilização.

De Viana para Angola inteira: Anny Gonçalves, a nova revelação da música angolana

há 1 ano
Anny Gonçalves é um talento que a pandemia ajudou a revelar. A cantora destaca-se nos estilos Soul Music e Kizomba. Embora passe por despercebida aos olhos de muitos, vai conquistando o seu espaço. É ela a intérprete da trilha sonora do filme 2 Mundos, produzido por Hochi Fu.

Cantor de 12 anos ganha contrato milionário por fazer a cappella durante protestos

há 2 anos
Keedron Bryant ficou conhecido por se destacar durante os protestos anti-racismo nos Estados Unidos da América. Um dia depois da morte de Floyd, o adolescente fez a cappella no Instagram de uma musica sua e, menos de três semanas, a canção gospel atingiu mais de três milhões de visualizações, obrigando a Warner Record’s a contratá-lo.