Mito Gaspar defende a “transformação” da obra de Teta Lando em objecto de estudo

A saga de espectáculos `Yuri Canta Teta Lando´, cujo primeiro encontro está marcado para hoje, a partir das 20 horas, no Royal Plaza, será dirigida artisticamente pelo músico Mito Gaspar.

Descrito como um homem de “invulgar sensibilidade e veia artística, que faz recurso a um trabalho investigativo no resgate da matriz cultural, particularmente da região etnolinguística “Kimbundu”, de que é originário, e um exímio comunicante”, razões pelas quais foi escolhido a dedo, mas não só. Mito teve uma relação de proximidade com Teta Lando, por isso, é uma voz autorizada a falar sobre a sua obra e vivência.

Mito Gaspar defende a “transformação” da obra de Teta Lando em objecto de estudo

Na sua intervenção, durante a conferência de imprensa, referiu que há muito que já era tempo de se reoxigenar a obra de Teta Lando, e defendeu que uma figura que consegue chegar a esta dimensão artística “não pode ser por via de inspiração efémera, tem de ser uma personalidade que mereça um pouco mais de atenção, estudo e pesquisa, para que se perceba, como foi possível traçar tal trajectória”.

Nas palavras de Mito, a grande figura em causa teve a vida e a carreira profissional pautadas pela maturidade nos passos, objectividade, propósito e foco. A relação de proximidade e momentos de partilha deu a Gaspar a possibilidade de assistir de perto, o vingar de Teta, num contexto em que poucos africanos vingaram.

Sustentabilidade moral e ética profissional

Considerado “pau para toda obra”, sem desprimor ao talento, foi taxista em outras paragens do mundo, conheceu o exílio forçado e fora da sua zona de conforto; conseguiu se impor artisticamente, em meio às adversidades. Actuou em grandes espaços internacionais e em salas para elite, lotadas de público internacional e não apenas com a diáspora africana, acreditando, sempre, que era possível voltar e um dia voltou à procedência.

Em 1989, materializou-se a crença de que sempre acreditou e cantou “eu vou voltar, mas ainda tenho que esperar”… Ao receber o compadre de volta à terra natal, Mito Gaspar fez as honras da casa ao lado de Elias Dya Kimuezo, num aparatoso show que teve lugar na cidadela desportiva.

A “cilada” da passagem do testemunho

“Toda vivência e experiência de Teta Lando estão nas suas composições cheias de saber e quando o Yuri procura trazer para abordagem, no seu percurso artístico esta dimensão, só posso olhar para ele com bastante admiração e mais respeito”, considerou o director artístico, cujo maior desejo é que o exemplo se replique.

“Oxalá, este exemplo seja seguido por mais jovens bastante talentosos e que só não o fazem, porque continuam com a velha máxima de que os mais velhos não estão a transmitir o legado”, defendendo a ideia do processo investigativo, o músico fez lembrar-nos de que Yuri da Cunha não conviveu com Teta Lando, não é da sua geração, tampouco com Artur Nunes ou David Zé, para dizer que algum dia privou com eles e foi passado o testemunho, “teve que ir atrás e reconheceu que havia um percurso, um trabalho iniciado, havia um passado que estará a condicionar o futuro, não sabemos”, conclui.

Detalhes do Show

O intérprete vai contar com o suporte de uma banda por si seleccionada, dada a escassez de profissionais que consigam instrumentalmente entrar no âmago da música angolana de raiz. “Tens muitos músicos para tocar Hip Hop e Rock, mas é quase inexistente o número de profissionais que saibam tocar a verdadeira música angolana”, enunciou ao considerar os contemplados como melhores da sua geração: no coro estará Carla Moreno, Bevy Jackson e Aninhas, Chalana Dantas e Yasmane Santos (percussionistas) Mayo (baixo), Ximbinha (guitarra), Texas (solo), Miqueias Ramiro (teclados),  Gildo Umba (baterista).

Neste projecto,  cuja maior pretensão é dar continuidade a um trabalho de resgate de temas clássicos e imortalizá-los a fim de deixar um legado às gerações vindouras, todas as músicas a serem interpretadas no show estarão documentadas e comunicadas ao Ministério da Cultura, SADIA, UNAP e ao SACEM, respeitando as Leis vigentes sobre os direitos de autores e conexos, pois o consumo e exibição da “obra de Teta Lando, deverá ser pago doravante”, declarou o “Kandengue Atrevido”.

as cargas mais recentes

50 Cent está a produzir filme sobre Rainha N’zinga

há 9 meses
Curtis Jackson, mais conhecido por 50 Cent, anunciou, ontem, que está a produzir um drama sobre a rainha N’zinga, em parceria com a rede de televisão por satelite Starz, propriedade da Lionsgate.

Ajax da Holanda lança equipamento de futebol em homenagem a Bob Marley

há 1 ano
As camisolas serão o equipamento alternativo do clube para a temporada 2021/22 e são oficialmente apresentadas no dia 11 de Maio, data em que se assinala 40 anos desde que a lenda do Reggae deixou o mundo dos vivos.

Álbum de Paulo Flores e Prodígio será lançado esta sexta-feira, 6 de Novembro

há 2 anos
O aguardado álbum Bênção e Maldição de Paulo Flores e Prodígio estará disponível a partir desta sexta-feira, 6 de Novembro, anunciaram ontem os músicos.

Mamba Week: Nike celebra legado de Kobe Bryant

há 2 anos
Para celebrar a carreira de Kobe Bryant, a sua parceria de longa data e impacto na indústria desportiva, a Nike lançará a “Semana da Mamba” no domingo, 23 de Agosto, data em o “cinco vezes” campeão da NBA celebraria o 42º aniversário.

Craig Lieberman apela descontinuação da saga Fast and Furious

há 1 ano
Ao coro dos insatisfeitos acaba de se juntar o consultor dos primeiros filmes da franquia. Craig Lieberman fez um vídeo explicativo de 25 minutos e pediu que “parem de fazer Velozes & Furiosos”.

Snoop Dogg: “Rappers brancos têm zero de respeito no Rap”

há 2 anos
Snoop Dogg explica porquê não considera Eminem melhor rapper de todos os tempos.

Álbum de Paulo Flores e Prodígio é o 23° Melhor Álbum de Portugal

há 2 anos
Bênção e a Maldição foi lançado em Novembro deste ano e ocupa o vigésimo terceiro lugar na lista dos melhores álbuns de Portugal lançados em 2020, numa selecção de 50 trabalhos, de acordo com Blitiz.

Seis sugestões de actividades para prestigiar o Dia Mundial do Teatro

há 2 anos

Eto’o reage à escolha dos melhores 11 da história do futebol: “Nós, africanos, não existimos”

há 2 anos
O antigo avançado camaronês, Samuel Eto’o, que brilhou com as camisolas do Barcelona e Inter do Milão, está revoltado com a escolha da France Football para os melhores onze da história do futebol.

Masterminds of Hip Hop: Russell Simmons lança NFT para apoiar lendas do Hip Hop

há 1 ano
A colecção “The Masterminds of Hip Hop” apresentará arte digital inspirada nas histórias que deram origem ao Rap.

Artista Ricardo Fanju transforma blindados e tanques de guerra em belas obras de artes no Bailundo

há 1 ano
O artista espanhol Ricardo Fanju começou no Bailundo, província do Huambo, o projecto de transformação dos blindados e tanques de guerra em belas obras de artes, trazendo para o mundo e para os angolanos a mensagem de uma Angola sem guerra e, transformar o que noutrora seria motivo de tristeza em verdadeiros pontos turísticos.

Fundação Arte e Cultura Online abre 4ªTemporada com aulas de Guitarra e Concertos

há 2 anos
Sob lema “Fique em Casa e Proteja a Sua Vida”, esta nova temporada traz uma excelente novidade para as crianças, adolescentes e não só. Trata-se das aulas de Guitarra, que serão leccionadas no horário das 15h00 com o professor Dianguenda Sanzo, “Lastron”, professor do Centro Cultural, da Fundação.

Bottles: Luy M testa popularidade com novo single

há 1 ano
Botlles, (re)apresenta o MC de raiz que vai doravante trabalhar de forma independente, aspirando que os novos tempos lhe tragam novas conquistas e, é também a primeira promocional da próxima EP, que será lançada no próximo mês de Agosto e intitular-se-á “2.3.6” e cuja playlist é partilhada em primeira mão à Carga Magazine.

Top Jóia do Ano coloca a velha “contra” nova escola de rappers

há 2 anos
Desde a autoria de Bob da Rage Sense, passando por Ikonoklasta até Phedilson Ananás, as “jóias” musicais produzidas em 2020 por rappers nacionais, serão “lapidadas” numa eleição proposta pelo Team 2 contra 1.

Kyaku Kyadaff regressa ao Show do Mês

há 1 ano
O show do mês de Abril marca o regresso do músico ao projecto que conhece bem, depois de várias passagens nas temporadas anteriores, com destaque para 2015 em que foi o cabeça de cartaz.

Morreu António Gonçalves, antigo secretário-geral da União dos Escritores Angolanos

há 2 anos
O escritor angolano António Gonçalves, ex-secretário-geral da União dos Escritores Angolanos, morreu na quarta-feira vítima de doença, soube a Revista Carga de uma fonte oficial.