Mwana Afrika: “A Trace quer combater todos os estereótipos criados pela mídia convencional. E estou no canal para contribuir nisso”

“Mwana Áfrika” começou como um blogue e actualmente é um programa televisivo explorador e sem fronteiras, que selecciona e lecciona o melhor do continente berço. Com dois anos de existência, continua a somar e seguir e a mais recente conquista foi a estreia no canal Trace Brasil, o canal de conteúdo 100% dedicado a Cultura Afro e protagonizado por criadores pretos, estreou no Brasil, no passado sábado dia 25 de Julho.

O programa homónimo da mentora, traz curiosidades excepcionais sobre África e em particular sobre Angola: povos e etnias, filosofias de vida, rituais, línguas e muito mais. Por intermédio da nota veiculada, ficamos a saber que o magazine “vem reposicionar o lugar de ancestralidade na cabeça de muita gente, reposicionando a ideia de quem sempre foi martelada na quebrada de que a ancestralidade é amaldiçoada e o negro precisa fazer uma conversão para poder ser uma pessoa melhor na vida”, explica o head de marketing.

Com 24 horas de programação, o canal tem planos de promover obras de ficção e documentários de criadores pretos, além de outros conteúdos voltados à ciência, tecnologia, empreendedorismo, culinária e história africana. “Por que acreditamos no poder do casamento entre Cultura, Educação e Comunicação. Compreendermos a Educação e a Comunicação como dimensões fundamentais da Cultura” – revela a apresentadora.

Cinco perguntas à Mwana Áfrika

“Mwana Afrika” enquanto magazine cultural já dura dois anos, qual é o balanço que faz desta jornada?
Balanço positivo. Todos os dias as pessoas clamam por mais e sugerem temas que acreditam que precisam aprender. Tem sido uma verdadeira aula para todos nós. E pulo de alegria quando percebo que conseguimos de certa forma mudar mentalidades, rumo a uma revolução de pensamentos, cultura e acção.

Apesar de ter sido iniciado na RTP África, o programa é transmitido em três canais da Televisão Pública de Angola. Como chega ao Canal Trace Brasil?
O convite surgiu da Direção do Canal Francês Trace Global. O convite acontece numa fase em que surgem muitos outros convites e propostas para trabalhos internacionais. Seja em televisão como em Projectos de Educação e Cultura. Os conteúdos do Magazine “Mwana Afrika – Oficina Cultural” já são incluídos nas aulas de História no Brasil e alguns temas escritos por mim foram incluídos nos manuais escolares do Projecto UNOi Educação no Brasil. A internet teve um poder preponderante para expansão e divulgação do meu trabalho. De certa forma facilitou este intercâmbio e contacto. Então não hesitamos e fechamos o contrato. Fui muito bem recebida pela equipa toda que super adoram o meu trabalho e dedicação.

A estreia foi no sábado, já é possível mensurar o feedback do mesmo?
Sábado, Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, foi o dia escolhido, não apenas para a estreia do programa, como foi a estreia no Canal no Brasil. O Magazine foi o conteúdo de destaque e o público vibrou com isso. Recebemos centenas de mensagens. Do Brasil não esperava outra reacção. O povo tem sede de Cultura e Educação sobre África.

O Brasil é tido como o maior país “preto” do mundo fora de África. Em termos de selecção de conteúdo como funciona este quesito?
O povo afrodescendente há anos que vem lutando por representação na Mídia. E durante todos estes anos, quase que mendigou por isso. Infelizmente, no Brasil, as desigualdades sociais são tão visíveis em todas as esferas da sociedade. Então a Trace Brazuca surge com este fim. A Trace vai trazer novas narrativas sobre África, sobre a História do povo preto, seus ascendentes e sua contribuição para o Brasil que temos hoje. A Trace quer combater todos os esteriótipos criados pela mídia convencional. Quer fazer diferente. E estou no canal para contribuir nisso.

Certa vez em entrevista foi questionada sobre a questão do resgate cultural, ao qual respondeu que “não estamos num processo de resgate, mas sim de aprendizado.” Como avalia este processo actualmente?
Sim. Não se resgate o que nunca se teve. A nova geração africana e de afrodescendentes precisa entrar num processo de desconstrução e depois de aprendizado de novos olhares sobre a sua essência, sua identidade e espiritualidade. Sem isso continuaremos a lutar contra o racismo e todos os males que nos afligem, durante muitos mais anos.

as cargas mais recentes

Artistas poderão registar obras em Angola a partir de Maio

há 2 anos
A Sociedade Angolana dos Direitos de Autor (SADIA) apresenta no dia seis (6) de Maio a sua plataforma online, onde os artistas poderão registar as suas obras e protegê-las da pirataria e não só.

Mastiksoul se pronuncia após alegada condenação por violência doméstica

há 4 meses
Na semana passada, o Dj esteve em destaque, por razões menos abonatórias, veiculou-se no seio da imprensa portuguesa, que Mastiksoul terá sido condenado à pena de prisão de dois anos e três meses, com suspensão por igual período, pelo crime de violência doméstica contra a ex-companheira.

Jacob Desvarieux junta-se às celebrações dos 45 anos de independência de Angola

há 1 ano
Apadrinhado por Bonga, o espectáculo para a celebração dos 45 anos da independência terá lugar na próxima quarta-feira (11), em Lisboa, e traz como surpresa o músico Jacob Desvarieux.

Nue Wave disponibilizam teaser do single `És tu´

há 7 meses
O single é mais uma promocional da primeira EP dos Nue Wave, a ser lançada brevemente, que intitular-se-á “Wave”.

Anitta é desafiada a fazer live com músicas gospel

há 2 anos
Diferente de outros espectáculos, a artista brasileira não vai interpretar as suas próprias músicas e será desafiada a protagonizar uma performance com músicas gospel em voz e violão. O live visa arrecadar fundos para apoiar os desempregados e as famílias mais necessitadas.

`Da lama para o topo´, Júnior Boyca está sempre a subir

há 1 ano
É um dos elementos d’Os Boyca e acaba de lançar o seu primeiro trabalho a solo, “Da Lama Para O Topo”, um single que vai dar nome ao seu próximo álbum, onde Júnior se apresenta e faz uma descrição daquele que é, ou pretende que seja, o seu percurso.

Edy Breezy estreia vídeo clipe da música ‘Minha Life’

há 2 anos
A referida faixa musical fará parte da mixtape Fly vol.2, a ser publicada até ao final do ano em formato digital, e já se encontrar em várias plataformas digitais, incluindo o Kisom Unitel.

Soprano Sibongile Khumalo morre após derrame

há 10 meses
A cantora de ópera e jazz sul-africana Sibongile Khumalo, que recebeu a segunda maior honraria nacional do país, morreu ontem, informou a família em um comunicado.

FSobral Agency realiza Casting para bailarinos

há 1 ano
Por intermédio da Agência FSobral, Maya Zuda e Adi Cudz recrutam bailarinos, para performances em palcos, gravação de videoclipes e outros trabalhos.

Músicos do Reino Unido “vergonhosamente reprovados”

há 10 meses
Os músicos do Reino Unidos sentem-se “envergonhados” porque o governo decidiu abandonar a União Europeia, no passado dia 31 de Dezembro, sem ter acautelado um esquema de isenção que permitisse aos artistas britânicos viajarem pelos países europeus sem a necessidade de vistos, cadernetas e autorizações de trabalho.

A partir de agora filmes angolanos passarão a ser premiados com até 13 milhões de Kwanzas

há 5 meses

Show do Mês adia concerto ‘Vozes de Março’

há 2 anos

ZAP dá Carga no Apoio às Instituições Caridosas em tempos de COVID-19

há 2 anos
Com o avanço global do COVID 19, a ZAP tem vindo a tomar as medidas necessárias para apoiar as Instituições apadrinhadas pelo projecto de responsabilidade social VIDAS ZAP, na prevenção e não propagação do Vírus.

Kelly Silva dá nova roupagem à música `Casos de Amor´ em novo álbum

há 5 meses
O remake da música original de Euclides da Lomba, traz a participação de Yannick Afromen e fará parte do novo álbum de Kelly Silva, que intitular-se-á `20/20´, cuja previsão de lançamento é para Dezembro deste ano.

Anselmo Ralph actua no Santa Casa Portugal ao Vivo

há 6 meses
O Santa Casa Portugal Ao Vivo está de regresso para uma 2ª edição e um dos artistas convidados é Anselmo Ralph, 17 Junho no Campo Pequeno (Lisboa) e 18 de Junho Super Bock Arena, Pavilhão Rosa Mota (Porto), são duas datas a reter.

Fundação Arte e Cultura reforça apoio à formação artística durante o confinamento

há 1 ano
Cem pessoas entre crianças e adolescentes, da Ilha de Luanda, bairro Casas Novas, sector Ponta, começaram a receber nesta semana manuais de apoio para a formação artista.