Nankhova: “No meu ranking sou um músico a seguir, um exemplo bom para a música nacional”

Nankhova é um artista que dispensa apresentações, nos croquis de moda impressiona com o seu Je ne sois quoi e nas pautas musicais pretende transmitir a sua alma que é gerida pelo seu “grande Deus”.


Lançou recentemente a EP OURO -o segundo da sua carreira musical, amedir popularidade, o trabalho não traz qualquer participação. 


Norteada pelo estilo alternativo, a obra que nos (re)apresenta um artista mais maduro a nível de sonoridade e conteúdo que se afirma ser “um bom exemplo para a música nacional”.

Do que é feita a EP `Ouro´?
A EP Ouro é feito de nova sonoridade, exploração da minha voz e letras com conteúdos inovadores, motivação e equilíbrio na caminhada de fazer boa música, além de muita diversidade no beats.

Quais os temas que explora nesta EP?
Conhecimento, vontade de estar com alguém, celebridades nacionais, triângulo amoroso, amor verdadeiro, vontade de não perder Ouro, motivação de entendimento, pedido de perdão, arrependimento, etc.

Fez saber em comunicado que a EP está pronto há um ano, o que o levou a demorar tanto tempo para disponibilizar?
O Covid 19, as vezes tento não culpar a pandemia mas a verdade que tudo parou e eu tentei dar o meu melhor e consegui entregar a EP Ouro pelo menos no tempo certo.

Nankhova: “No meu ranking sou um músico a seguir, um exemplo bom para a música nacional”

Não receou dar ao público um material “desactualizado” o tem o cuidado de trazer conteúdo intemporal?
O público ama o que entregamos de coração. Eu sempre entrego os meus trabalhos com o coração e por isso tenho recebido bom feedback sobre a nova Ep, o conteúdo é legível e se enquadra em todo tempo.

Que participações traz?
Sem participação, para poder entregar um pouco mais de mim aos meus ouvintes.

Em que lugar se colocaria no panorama musical?
No meu ranking sou um músico a seguir, um exemplo bom para música nacional. Não vou me colocar uma posição porque na minha caminhada eu sempre serei o primeiro.

A moda chegou em primeiro na sua vida, como foi feita a transição das passarelas para o palco?
A moda deu−me visibilidade como um realizador de sonhos, não é sobre chegada e sim decisão. Ambos já envolviam palco só uni o útil e o agradável.

E como tem sido conciliar ambas actividades?
Graças a Deus amo tudo que faço, me conecto sempre em cada projecto e faço o meu melhor, tento como director criativo da marca manzvat entregar tudo que consigo e na música a mesma coisas, o tempo ainda tem estado a favor de ambas artes.

E se alguma vez tivesse que escolher com qual ficaria?
Se tivesse que escolher neste momento eu escolheria a música porque ainda quero aprender muito dela.

O quê lhe está a marcar mais durante a trajectória e lições tem tirado disso?
Tem me marcado o facto de eu me conectar com o meu Nankhova de 16 anos, (porque com os meus 16 anos eu já tentava a criatividade da música). Tem sido uma volta ao tempo mais de uma maneira corajosa e pronto a levar todos a conhecerem o meu sacrifício, todos dias tiro várias lições, mas uma delas foi querer ver o meu país mais evoluído em termos de pensamento.

as cargas mais recentes

Geração 80 lança playlist para ouvir durante o Isolamento social

há 2 anos
A ideia é partilhar diferentes trabalhos que mostram a diversidade de produção e de parceria com artistas angolanos.

Fair Play: Eminem afirma que Kendrick Lamar é um dos maiores letristas de todos os tempos

há 7 meses
O Rap muitas vezes apresenta-se como um “antro” do egocentrismo e o fair play raramente encontra lugar neste cenário, mas Eminem veio provar que nem sempre deve haver competições, especialmente entre diferentes gerações. O lendário rapper, reconheceu o potencial de Kendrick Lamar, elevando-o ao pódio dos melhores letristas.

Par de ténis usado por Kanye quebra record de vendas e torna-se o mais caro da história

há 1 ano
Os calçados foram vendidos o equivalente a 1 bilião e 170 milhões de Kwanzas. Trata-se do par de Nike Air Yeezys que Kanye West usou durante a actuação no Grammy Awards de 2008.

Dois rostos femininos saúdam Março Mulher com a exposição “Caminhos Cruzados” na Galeria Tamar Golan

há 7 meses
As artistas angolanas Ximena Meso Vuvu e Maria Kingica vão apresentar-se amanhã, dia 04 de Março, pelas 18 horas, na Galeria Tamar Golan com “Caminhos Cruzados”, uma exposição colectiva que saúda assim o Dia Internacional da Mulher, e que ficará patente ao público até ao dia 25 do corrente mês.

LIVE do Show do Mês

há 2 anos

Renata Torres leva monólogo ‘Parto Rosa’ ao festival Mindelact

há 10 meses
Numa breve conversa com a Carga Magazine, a autora fala sobre os ganhos deste intercâmbio, bem como os novos caminhos que este projecto vai tomar em breve.

Vozes de Março desfilam no palco do Show do Mês

há 2 anos
Branca Celeste, Bevy Jackson, Alexandra Bento, Diana Kapango e Sandra Solange foram as vozes escolhidas para interpretar as principais referências nacionais e internacionais no palco do Show do Mês.

Sexta farta: De Lokua Kanza a Lloyd Banks, confira os álbuns lançados de hoje

há 1 ano
Após 11 anos de ausência sem nenhum lançamento de álbum, o artista compositor Lokua Kanza lançou “Moko”. Uma obra em que o músico se reconecta com o gosto pela aventura e se encontra em uma alegre crioulização e universalidade musical.

Mercado musical angolano passará a contar com nova plataforma de streaming internacional

há 11 meses
Trata-se da Wena Music. A plataforma de streaming vai actuar em solo angolano e ajudará a impulsionar e a rentabilizar a música nacional. Wena Music vai também levar a nossa música aos principais mercados internacionais.

Fresh Low, um rapper polivalente que caminha para o estrelato

há 2 anos
Fresh Low é um rapper polivalente e canta há 11 anos. Sua música ‘Makeup’, que conta com a participação de Yankie Boy da Trx Music é a preferência para a maioria dos usuários do YouTube, Soundcloud e Blogues.

Irmãos Alves festejam aniversário com 25 horas de música

há 2 anos
Durante 25 horas, de forma ininterrupta, os irmãos Alves vão fazer uma viagem pelos sucessos tocados no inicio da carreira até ao momento, ou seja das 16 horas de sábado (dia 25) até 17 horas de domingo (dia 26) vão recordar os vários períodos das suas carreiras.

Nucho apresenta manifesto sobre desilusão dos angolanos em nova música

há 1 ano
O novo tema musical intitula-se ” Filho da Fome”. Sucede “Netas de N’zinga” e está disponível desde esta terça-feira nas principais plataformas digitais, para download gratuito.

Kanye West e Drake alimentam rivalidade com lançamento de álbuns no mesmo dia

há 1 ano
Depois de uma sequência de adiamentos, o álbum “Donda” de Kanye West acabará, finalmente, de chegar ao público a 3 de Setembro, mesmo dia que Drake decidiu lançar seu novo álbum “Certifided Lover Boy”. 

Burna Boy representa músicos africanos na Casa Branca

há 2 anos
Burna Boy foi o único artista africano presente na lista dos quarenta e seis músicos cujos temas foram seleccionados para a cerimónia inaugural de Biden e Harris à Casa Branca.

`Da lama para o topo´, Júnior Boyca está sempre a subir

há 2 anos
É um dos elementos d’Os Boyca e acaba de lançar o seu primeiro trabalho a solo, “Da Lama Para O Topo”, um single que vai dar nome ao seu próximo álbum, onde Júnior se apresenta e faz uma descrição daquele que é, ou pretende que seja, o seu percurso.

Ariana Grande e Demi Lovato dão indícios de um possível projecto em conjunto

há 2 anos
Ao que tudo indica, Ariana Grande e Demi Lovato estão a trabalhar juntas numa colaboração. As duas artistas postaram a pista no Instagram, neste domingo (7), deixando os fãs bastante animados com a possibilidade.