Ney Tavira: um nome para reter, um talento para ovacionar

Numa altura em que os rappers da sua faixa etária limitam-se a cantar músicas “superficiais” e refrões de ostentação, Ney Tavira se apresenta como uma lufada de ar fresco para o movimento que tende a se tornar frívolo com o passar dos tempos. Aos 22 anos e com a veia virada para a intervenção, começou a cantar em 2011, altura em que as rodas de freestyles foram a sua escola, tendo já como maior inspiração a Força Suprema. Após 5 anos de interregno, o jovem rapper aproveitou o momento de “resguardo” para se reintegrar no movimento, com a música “Quarentena”, uma faixa que faz uma incursão pelos acontecimentos e problemas sociopolíticos do mundo com maior destaque para a pandemia do Covid-19, onde nos convida a fazer uma reflexão sobre o mundo à nossa volta. 

A partir de que momento é que a música cruza o seu caminho?
Sempre gostei de música, mais propriamente com os meus 12 anos me senti fortemente atraído pelo estilo Rap. Foi instantâneo desde o momento que senti o instrumental Boom bap foi como se tivesse tido um frisson. Desde muito pequeno me cerquei por pessoas que partilhavam a mesma paixão, no colégio e na rua, o meu meio era o Rap, participava muito em rodas de freestyle, e ao longo desse período devido a convivência ingressei num grupo de Rap chamado SBC MUSIC ( 2011 à 2015), que posteriormente passou a se chamar “Matanga”, foi à partir desse momento que passei a participar literalmente em tracks.

Em que momento decide se profissionalizar?
Passei um tempo priorizando outras coisas, enquanto membro do grupo “Matanga” os nossos objectivos pessoais sobrepunham-se aos objectivos do grupo, então o grupo aos poucos deixou de existir, mas eu nunca deixei de ser Rapper. Tinha inúmeros projectos inacabados, ouvia sempre bom Rap, fiquei quase 5 anos sem lançar músicas, no entanto neste período de quarentena, comecei a rever todos os meus projectos antigos, e a chama se reacendeu e decidi então fazer um vídeo intitulado “ Instrospecção” e teve uma recepção muito boa. Posteriormente lancei um Single ilustrando o nosso panorama actual intitulado “Quarentena“e aconteceu o mesmo e daí eu vi, por quê não? Tentar fazer algo grande?!

O Rap desde sempre foi o seu estilo de eleição?
Nem sempre, teve um período que era muito fã do Bruno M por causa da mensagem que transmitia, mas como disse anteriormente aos 12 anos migrei para o Rap com um bilhete só de ida.

Boom Bap ou trap, onde melhor se enquadra?
Sou um Rapper criativo, consigo me enquadrar nas duas vibes.

Considera um “exercício” simples?
É só saber enquadrar o Flow, mas na verdade eu comecei com o Boom Bap, ao longo do tempo isso mudou, agora consigo fazer Rap até num beat de Kizomba.

O que é mais importante para si, o beat, as linhas ou a métrica?
Acho a métrica mais importante, se for para hierarquizar eu considero a seguinte ordem: Métrica, linhas e o Beat. As linhas até podem ser fracas, mas se enfatizarmos bem a métrica, o ouvinte viaja na wave, juntar o útil ao agradável mesmo é ser bom de métrica e de linhas.

Sendo uma carreira ainda em fase embrionária, considera que tem sido fácil? 
Não tem sido fácil, porque as  pessoas são mais susceptíveis a aceitar a cena de quem já é conhecido por isso preciso criar mais links com outros rappers, mas não é nada que com foco e determinação não se alcance, tenho de estar disposto a “pagar o preço” pois a minha atitude vai determinar a minha altitude.

Quais as maiores dificuldades que tem encontrado para solidificar a carreira?
Na altura que eu era integrante de um grupo o círculo de influência era maior, tinha mais links com rappers, depois desse todo tempo parado esta tem sido a minha maior dificuldade, por isso preciso criar sinergia com outros artistas e produtores por forma a alcançar mais pessoas, juntos somos mais fortes.

Neste momento considera indispensável o intercâmbio de ideias com outros artistas?
Exatamente! Quando há comunicação sinergética alcança-se resultados muito melhores.

Quantas músicas já disponibilizou?
Até ao momento tenho apenas 6 músicas para vos proporcionar conforto auditivo…

Comprove o talento em ascensão

Quais os frutos que têm colhido destes trabalhos já disponibilizados?Até ao momento tenho colhido props, muitas mensagens de encorajamento, pessoas desconhecidas têm se identificado com as linhas, surgiram mais seguidores, pedidos de feats recorrentes… é muito bom saber que a tua cena é impactante, saber que és motivo do sorriso de alguém.

Recentemente disponibilizou a música intitulada `Quarentena´, um retrato da realidade actual, conseguiu um pouco de mais exposição se tratando de um tema pertinente?
Sim! Disponibilizei o single com um lyrics vídeo onde compilei muitas situações que temos vivido actualmente e isto fez com que muita gente apreciasse e refletisse comigo, a música “Quarentena” tem linhas muito fortes para serem ignoradas.

Quais são os artistas em que se inspira e quais as características que o “atraem”?
Gosto muito dos artistas da FS, a forma que eles metem as suas vidas nas rimas me atrai muito, usam com bastante eficácia a tríade Métrica, linhas e beat.

Quais os projectos que tem na forja?
Estou a preparam uma EP que vai contar com 8 tracks, sem previsões ainda, será a minha reintrodução no game, só coisas boas por se esperar.

Conta com o apoio da família para dar seguimento à música?
Felizmente sim, desde o tempo que só cantava no chuveiro, meus tios, primos e sobrinhos sabem que sou o Rapper da família.

Qual o pseudónimo que vai adoptar para a carreira artística?
“Ney Tavira”, as pessoas mais chegadas a mim me tratam por “Ney” e “Tavira” é o sobrenome do meu pai que infelizmente por algum erro não consta no meu registo, mas na mesma pretendo levar está nome longe.

Aonde pretende chegar com a música?
Pretendo alcançar muito mais pessoas porque trago material construtivo, reflexões complexas, mensagens fortes intrínsecas, mais pessoais tinham de sentir, quero transmitir conhecimento e experiências por meio da minha música.

as cargas mais recentes

Beyonce e Marvin Gaye lideram a lista dos melhores álbuns do século

há 2 anos
A Rolling Stone elegeu os álbuns “What’s Going On” de Marvin Gaye e “Lemonade” de Beyonce, como melhores álbuns de todos os tempos. Citando também ‘Crazy In Love’ como a melhor música do século.

Dois rostos femininos saúdam Março Mulher com a exposição “Caminhos Cruzados” na Galeria Tamar Golan

há 3 meses
As artistas angolanas Ximena Meso Vuvu e Maria Kingica vão apresentar-se amanhã, dia 04 de Março, pelas 18 horas, na Galeria Tamar Golan com “Caminhos Cruzados”, uma exposição colectiva que saúda assim o Dia Internacional da Mulher, e que ficará patente ao público até ao dia 25 do corrente mês.

Maria Bethânia finalmente aparece em Live

há 1 ano

Gabriel o Pensador lança novo Single

há 2 anos
Neste período de contingência global, Gabriel O Pensador lança o seu novo single “A Cura está no Coração”, como forma de apelo global à solidariedade entre todos, para ultrapassarmos esta fase difícil e sem precedentes na história da Humanidade.

Saiba quem são os artistas mais bem pagos da década

há 10 meses
Na última década, no período entre 2011 e 2020, os artistas mais bem pagos, segundo a avaliação da revista, após ter reunido publicações anuais da Forbes, Beyoncé, Diddy, Elton John, Taylor Swift e Dr. Dre são os mais bem pagos do mundo.

Kristof Degrauwe expõe `A Máscara Oculta´a partir de amanhã

há 1 ano
A Máscara Oculta é uma exposição que irá decorrer de 20 de Abril à 31 de Agosto e será uma mostra de 29 fotografias tiradas entre 1999 e 2000 em Lubumbashi ( República Democrática do Congo).

Escolhidos os músicos para o hino da independência

há 2 anos
Os artistas escolhidos para dar voz ao hino dos 45 anos de independência de Angola já foram escolhidos, segundo Big Nelo, afirmando que serão 20 no total, em representação das quatro regiões do país.

Soulja Boy afirma que mudou toda indústria musical

há 2 anos
Embora já não tenha mais o mesmo sucesso no mainstream do que na década passada, Soulja Boy construiu um grande legado ao longo da sua trajectória de trabalho, o que não será facilmente esquecido.

Clássico “O padrinho” de volta às telas

há 2 anos
A NBCUniversal anunciou que o seu próximo serviço de streaming assinou um contrato de licenciamento de conteúdo com a ViacomCBS. A grande novidade é que a trilogia “The Godfather” e “O Talentoso Sr. Ripley”, “Ray Donovan”, “Undercover” Chefe “,” Todo mundo odeia Chris “e” Maridos reais de Hollywood “, estarão disponíveis a título exclusivo de 2021 até 2023.

Yuri da Cunha e Isidro Fortunato prestigiam gala de homenagem a Paulina Chiziane em Moçambique

há 2 meses
O prestigiado músico angolano Yuri da Cunha em parceria com a prestadora de serviços móveis Moçambicana Mcell realizam gala para homenagear a escritora Paulina Chiziane pelo prémio Camões de literatura 2021.

“Free Larry Hoover Benefit Concert” poderá ser acompanhado em live stream pela Amazon Prime Video

há 6 meses
Kanye West vai apresentar-se hoje no LA Coliseum em Los Angeles, Califórnia, um concerto de beneficência a favor de Larry Hoover, e que contará com a participação especial de Drake. O evento cujos ingressos têm um custo exorbitante – até 7.500 dólares-, poderá ser acompanhado a título gratuito, pelos subscritores da Amazon Prime Video, a partir das 21, horário de Angola.

Empresa abre processo judicial alegando que perdeu prestígio por causa da parceria com Drake

há 1 ano

Kenny Flow Buah deixa primeiras impressões do seu talento ao mundo

há 1 ano
Depois do clip do single ” Perdido no Block” no ano passado, Kenny Flow Buah prepara-se para publicar mais um tema com o respectivo clip, acreditando que desta vez a carreira poderá assumir patamares mais elevados.

NBA retira cannabis da lista de substâncias proibidas

há 2 anos
Os exames antidoping na principal liga de basquete do mundo continuam, mas sem procurar cannabis, a notícia foi dada pela própria NBA no passado dia 10, indicando que a mesma deixa assim de ser uma substância proibida passível de punição.

Desengane-se, liberdade provisória não foi concedida a R. Kelly

há 12 meses
Foi ontem posta a circular no Twitter, uma foto que deu azos a especulações, sobre a possível soltura de R. Kelly, o que não corresponde a verdade. O artista continua no Metropolitan Correctional Center de Chicago, onde permanecerá até ser julgado.

Jomo Fortunato acusa Ilídio Brás de se apropriar do seu livro para ir buscar dinheiro na Sonangol

há 6 meses
O crítico musical, Jomo Fortunato, acusa o produtor Ilídio Brás de se apropriar do seu livro “A mística e o Simbolismo dos Tambores”, lançado domingo, em Luanda, para ir buscar dinheiro na Sonangol. A obra em causa retrata a trajectória do percussionista Joãozinho Morgado, considerado o “Rei dos Tambores”.