Novo álbum de OG Vuino é “uma espécie de Negócio Fechado a solo”

É quase impossível dissociarmos o nome Vui Vui dos Kalibrados, pelo historial do grupo no Hip Hop lusófono. Mas, tanto como produtor, intérprete ou letrista, o músico não tem nada a provar, aliás, por isso é que hoje atende pelo nome OG Vuino.

Seus primeiros trabalhos a solo “Mafia King” e “De Mim Para Vocês” falam por si e, apesar de serem mixtapes, as obras deixam claro sobre a importância que o artista tem no Hip Hop nacional, uma originalidade que será agora detalhada no seu primeiro álbum de estúdio ” Fazer de Novo”, a ser lançado a 24 de Agosto.

O álbum de estreia de OG Vuino traz uma matriz africana, com miscigenação de sons e culturas do Continente e angolana, em particular. A obra reúne participações de nomes de referências na música angolana e africana, além de Kadaff, Dji Tafinha, GM,  Filho do Zua e Rui Orlando

De acordo com o músico “Fazer de Novo” assemelha-se ao emblemático “Negócio Fechado”, a obra de estreia dos Kalibrados, entretanto possui características próprias, tanto na sonoridade, métrica e profundidade dos textos e contará com lançamento físico.

Por que motivo o álbum vai se chamar Fazer de Novo? O que os Kalibrados têm a ver com este álbum? O músico responde a estas e outras perguntas nesta entrevista.

Novo álbum de OG Vuino é “uma espécie de Negócio Fechado a solo”

O título ‘ Fazer de Novo’ remete-nos à ideia de que só agora encontrou espaço para fazer diferente. O que pretende fazer  de novo?

Na verdade, o “Fazer de Novo” remete a uma ponte de ligação entre o Vui Vui e OG Vuino, e este álbum poderia dizer que é uma espécie de “Negócio Fechado”, mas a solo. Foi isso o primeiro factor que levou ao tema “Fazer De Novo”, mas agora a solo. Depois disso, há muitos outros porquês, mas foi isso o motivo inicial.

É um álbum que traduz bem toda a sua experiência na música, particularmente no Rap, devido à profundidade traz nas abordagens. De que temas específicos retrata? 

Este álbum espelha muito a evolução de sonoridade, de flow de métrica e, obviamente, de abordagem. É uma abordagem vasta naquilo que é a minha maneira de estar no Rap, os anos de estrada, a preocupação com o contexto do país. Há temas mais pessoais; há a aminha visão sobre alguns temas pertinentes da vida e do mundo; é um álbum bem completo na abordagem, faz lembrar muito, em termos de abordagem e de feeling, de atmosfera, o “Negócio Fechado”, daí poder dizer que é uma álbum completo de ter um tema para cada pessoa.

Embora seja inegável sua particularidade artística, o nome ‘Vui Vui’ estará sempre associado aos Kalibrados. Em que aspectos o “Fazer de Novo” se aproxima ou distancia dos ” “Miúdos Sem Juízo”

Esta obra tem 50% de um lado Kalibrados e 50% de um lado completamente distante dos Kalibrados. A nível daquilo que é distante dos Kalibrados é a sonoridade, portanto, só o facto de ter uma sonoridade actual e misturas com referências angolanas e africanas faz com que a nível de sonoridade eu tenha ali um produto muito único, motivado por várias mixes que pareciam distantes, mas que casaram bem, então, o produto final, em termos de sonoridade, é um produto distante dos Kalibrados e distante do que se ouve, o comum.

O álbum sai a 24 de Agosto, data do seu aniversário. Qual a possibilidade de termo-lo em formato físico?

Estamos a tentar todos os possíveis de ter alguns números físicos e, portanto, até lá estamos nesta luta para ver se se consegue ter volta de mil ou duas mil unidades físicas. 

É dos nomes mais importantes do Hip Hop no país e, além do legado que deixou com os Kalibrados, terá outras ambições individuais. O que mais se pode esperar desta caminhada a solo? Podemos aguardar por mais álbuns?

Isto vão ter que descobrir no álbum. O álbum fala um pouco sobre isso, vão ter que descobrir no álbum.

O que gostaria de alcançar com este álbum que não foi possível com os Kalibrados?

Impacto na vida das pessoas e músicas que fiquem para sempre.

as cargas mais recentes

Real Divas: Nasce hoje o projecto da nova girls band moçambicana

há 3 meses
O trio composto por: Dyna, Isa Manhique e Tawida Aly, apresenta-se hoje ao mundo, pela “mão” do Grupo Chiado como a mais nova banda do país da Marrabenta.

Show do Mês viaja pelos anos dourados da música angolana

há 1 ano
Com objectivo de recriar alguns dos maiores sucessos dos anos 80, o Show do Mês vai juntar alguns dos nomes mais sonantes daquele período para um concerto Live, no dia 27 de Julho (sábado).

Angolana eleita melhor jogadora da semana nos EUA

há 5 meses

Braçadeira que CR7 deitou fora no jogo com a Sérvia leiloada para ajudar bebé doente

há 4 meses

Exposição`Discursos de Decolonialidade´ patente até ao dia 31 de Julho

há 1 ano
A galeria THIS IS NOT A WHITE CUBE em parceria com a MEXTO, apresentam a exposição `Discursos de Decolonialidade´, que poderá ser vista, até ao dia 31 de Julho no espaço NOT A MUSEUM, em Lisboa. A mostra congrega o trabalhos de 15 artistas de 8 países e curadoria de Sónia Ribeiro e Graça Rodrigues.

Ex-esposa de Dr.Dre exige milhões para pensão alimentícia

há 11 meses
Nicole Young, ex-esposa do rapper Dr. Dre, está a exigir USD 2 milhões de pensão alimentícia mensal ao ex-marido, sem contar os mais USD 5 milhões que ela pede por seus custos com advogados.

Scorpions cantam esperança em fase de isolamento social

há 1 ano

Verzuz TV realiza `Especial Dia da Mãe´

há 3 meses
Na data em que América comemora o Dia da Mãe, a Verzuz TV vai realizar uma batalha amigável entre as SWV contra Xscape, ambas bandas consideradas lendas do R&B feminino que marcou os anos 90.

Afinal o que é um “OG” Original Gangster?

há 6 meses
O termo “Original” foi usado pela primeira vez por Crips, em 1972, e significava “nós somos os primeiros”. A seguir passou a ser usada por todos, independentemente da idade e estatuto.

Dj Znobia realiza Live solidário

há 1 ano
Em alusão ao dia da criança africana, Dj Znobia realiza no dia 16 deste mês um Live solidário, cujo objectivo é apoiar o Centro de Formação “Oficina do Saber”.

C4 Pedro: “Estou muito feliz por ter homenageado a beleza da pele negra”

há 5 meses
Datada de 7 de Julho de 2020, a música que faz ode à pele negra acaba de “ganhar” um videoclipe. Filmado em Moçambique pelas lentes de DJ Marcel, faz juz a beleza da pele negra em toda sua plenitude, quer pelo cenário idílico ou pela diversidade dos traços.

Num dia como hoje, há 17 anos, Ray Charles partia para eternidade

há 2 meses

Yuri da Cunha festeja aniversário com Show em Portugal

há 11 meses
O Casino Estoril (Portugal) será palco do grande show de Yuri da Cunha, dia 13 de Setembro (Domingo), em comemoração do seu 40 º aniversário.

Novo álbum de Kanye West chega às bancas esta sexta-feira

há 2 semanas
Está confirmado. O novo álbum de Kanye West, “Donda”, será lançado esta sexta-feira, 23. O disco, em homenagem à mãe, será apresentado já amanhã.

Fios de Cabelo de Kurt Cobain vão a leilão

há 3 meses
Seis fios de cabelo do músico e ex-Nirvana Kurt Cobain vão a leilão com licitação mínima equivalente a cerca de dois milhões de Kwanzas. A apresentação rara e exclusiva em uma folha de 8,5 ”x 11” inclui seis fios de cabelo loiro de Cobain.

Atrium Cultural promove concerto para recordar momentos da construção da música popular angolana

há 6 meses