Nucho anuncia o álbum que lhe vai colocar no topo

Nucho é um dos poucos rappers angolanos que conseguiu manter-se puro na última década. Em 2017, estreou-se com o álbum Sou[L] RAP e foi nomeado para o maior prémio da música feita em português. Depois disso, surgiram outras surpresas. À Carga, o músico revelou que tem novo álbum, que traz participações de Walter Ananaz, Totó, Duc, Luso, Ana Semedo, Márcia Antunes, Leonardo Wawuti, Conductor e Brawly Waye. Por ser uma obra mais evoluída, o rapper promete alcançar o que ainda não conseguiu.

Como se dá o seu envolvimento com a música?
Cresci no Miratejo, um bairro considerado o berço do Hip Hop, em Portugal, donde são os Black Company e o gosto começou nas ruas, porque se “respirava” RAP em todo lado, com freestyles, concertos na zona, etc. Iniciei oficialmente em 2006 com um grupo chamado Tripla Aliança (eu, Luso e o Glad Max).

O que lhe fez seguir a carreira profissional?
Depois de ficar cerca de 5 anos sem fazer música, percebi que nasci para isso e que não poderia deixar de criar porque é algo que amo. O meu objectivo é ter impacto positivo na vida de quem me ouve.

Há três anos lançou um álbum. O que está a preparar agora?
Sim, o meu primeiro álbum lancei em 2017, intitulado “Sou[L] RAP”. Recentemente, saiu a música “Celebra a Vida” com a participação do Totó e antes de libertar o álbum “Origens” sairão mais videoclipes.

Quando e em que formato estará disponível?
Com esta situação de pandemia é difícil de prever, mas já está totalmente gravado. Vou lançar em formato físico e digital.

Que participações traz o “Origens”?
Walter Ananaz, Totó, Duc, Luso, Ana Semedo, Márcia Antunes, Leonardo Wawuti,Conductor e Brawly Waye.

Tem tido várias indicações no espaço lusófono. Como descreve a sua carreira em Angola?
Sim, em 2017 fui nomeado para duas categorias dos IPMA – International Portuguese Music Awards, considerados os maiores prémios da música feita em português. A cerimónia foi nos Estados Unidos, com vários ícones da música feita em português a nível mundial como a Daniela Mercury, Olavo Bilac, Boss AC, etc.

Em Angola, considero que a minha carreira tem corrido muito bem, o feedback das músicas tem sido sempre fantástico e sincero. Sinto que há reconhecimento, carinho dos fãs e respeito por parte dos outros músicos. Por exemplo, em 5 anos passei de menos de 1000 seguidores no Facebook para mais de 50.000, isso demonstra bem como tem sido aceite o trabalho.

Que expectativa tem em relação ao próximo álbum?
Essencialmente, que os ouvintes considerem que existe evolução na qualidade musical.

Será desta vez que vai conseguir algum prémio em Angola?
Para mim, o principal prémio que posso receber é tocar almas e que as pessoas se identifiquem com as músicas. Isso acredito que vou conseguir. A nível de reconhecimento da indústria, prémios na nossa terra são sempre bem-vindos mas sinceramente não me preocupo muito com esta questão.

Teve Walter Ananaz, que outros músicos gostaria de ver no seu álbum e não pôde?
Para este álbum, acho que tenho as pessoas ideais. No futuro, sonho cantar com Anselmo Ralph e Paulo Flores.

O que tem faltado?
Estou super-satisfeito com o trabalho, não sinto que a nível musical tenha faltado algo.

Que palcos já se apresentou?
Felizmente já estive em todos grandes palcos de Angola, na Baía de Luanda na Festa da Música da Unitel, nos Coqueiros no Show da Virada, em 2015 na digressão da Team de Sonho no Lobito, Benguela e Huambo, o meu álbum lançei no Miami, já actuei no Lookal, Espaço Bahia, etc.

E que palcos gostaria de estar?
Gostaria de voltar à Baía de Luanda, mas como cabeça de cartaz.

Onde quer ver a sua carreira daqui a cinco anos?
Dentro de 5 anos pretendo actuar frequentemente com banda e para além de Angola, ter actuações regulares nos vários países onde se fala português.

Quando olha para tudo que já viveu, o que mais lhe marca?
Sem dúvida o lançamento do álbum e a nomeação para um prémio internacional. O mais difícil é sempre a divulgação dos trabalhos.

Em que nível se coloca actualmente?
Considero uma boa carreira, sinto que tenho evoluído. Estou satisfeito com a qualidade musical, feedback do público e já tive a honra de colaborar com grandes músicos e pisar os principais palcos. Resumindo, considero que está a caminhar de forma sólida e sustentável, ao ritmo correcto.

as cargas mais recentes

Para além do 4, haverá “Jonh Wick 5” em 2022

há 6 meses
A saga protagonizada por Keanu Reeves, ‘John Wick’, terá dois novos filmes a partir de 2022, ou seja, contará, para além de Jonh Wick 4, com uma quinta parte, o John Wick 5, informou esta quinta-feira John Feltheimer, CEO da Lionsgate.

Marvel se pronuncia sobre o futuro de Black Panther

há 4 meses
O Hollywood Reporter noticiou que a continuidade da saga está cancelada por enquanto, a prioridade do estúdio da Marvel no momento é processar a perda do actor e respeitar o momento de luto.

FIFA aprova regras que permitem jogadores representar mais de uma selecção

há 4 meses
A Federação Internacional de Futebol aprovou ontem durante o seu 70.º Congresso, em Zurique, uma alteração nos regulamentos para a mudança de federações por parte dos jogadores que podem representar mais do que um país.

Ariana Grande surpreende fãs com um novo álbum

há 3 meses
Trata-se do seu primeiro trabalho a solo este ano e foi produzido durante a pandemia. O álbum sairá ainda este mês, segundo o anúncio feito pela própria nas suas redes sociais.

Nankhova: “No meu ranking sou um músico a seguir, um exemplo bom para a música nacional”

há 5 dias
Nankhova é um artista que dispensa apresentações, nos croquis de moda impressiona com o seu Je ne sois quoi e nas pautas musicais pretende transmitir a sua alma que é gerida pelo seu “grande Deus”.

Keita Mayanda: “Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o Rap está de saúde”

há 2 meses
O músico tem um novo álbum. Intitula-se “Sete Momentos De Lucidez” e vai sair já no próximo mês. Uma obra em que apresenta suas experiências e reflexões sobre a sociedade e a existência humana.

Cloe Management é a mais nova representante da Content Connect Africa em Angola

há 10 meses
A empresa angolana de agenciamento e gestão internacional de carreira artística, comunicou recentemente a sua mais nova parceria com a empresa sul africana Content Connect Africa-CCA.

Idris Elba promove concerto virtual “Africa Day Benefit Concert at Home”

há 8 meses
O concerto virtual é uma iniciativa do cineasta britânico, que visa arrecadar fundos para “aliviar” os efeitos económicos que África tem sofrido, face a pandemia do Covid-19. O encontro reunirá um rol de artistas africanos e será transmitido pela MTV Base, no próximo dia 25, dia de África.

Young Buck pede ajuda financeira aos fãs e é surprendido por The Game

há 7 meses
Após sair da prisão, em 2019, o ex membro da G-Unit já tinha declarado falência, mas, nos últimos dias, seus problemas financeiros agravaram-se e o rapper está a pedir ajuda aos fãs. Através da sua conta do Instagram, Young Buck vem pedindo que cada seguidor deposite 1 dólar na sua conta e foi surpreendido por The Game.

Dia da Consciência Negra: Globo celebra figuras históricas no programa ‘Falas Negras’

há 3 meses
“Falas Negras” tem no seu alinhamento textos históricos de célebres personagens de 1600 aos dias de hoje, pessoas que lutaram contra a escravidão, a segregação racial, o racismo e a intolerância.

Waldemar Bastos se junta a AGTSA para alavancar o turismo em Angola

há 7 meses
O músico foi o eleito pela AGTSA -Associação dos Guias de Turismo e Servidores Artísticos, para ser o porta-bandeira do turismo cultural de intercâmbio. O projecto encontra-se em standby dadas as circunstancias actuais, mas sairá do papel tão logo se volte a normalidade, garantiu Carlos Bumba, Presidente Executivo da Associação.  

Idoso de 100 anos arrecada o equivalente a 30 mil milhões de Kwanzas ao cantar uma música

há 9 meses

Emicida disponibiliza novo EP intitulado ‘Quem Tem Um Amigo Tem Tudo’

há 9 meses
A obra está disponível desde ontem e conta com participações de Wilson das Neves, Zeca Pagodinho, Prettos, Tokyo Ska Paradise Orchestra, Rashid e Denise de Paula.

Dia 24 de Agosto declarado `Dia de Kobe Bryant´

há 5 meses

Documentário sobre a génese dos Racionais MC’s chega à Netflix

há 1 mês
A produção vai contar em detalhes como Ice Ble, Mano Brown, KL Jay e Edi Rock deram início ao mais bem sucedido projecto de Rap brasileiro, até então.

Killarmy está de volta

há 10 meses
“Full Metal Jackets” é o disco que vai marcar o retorno antecipado da prole da Wu-Tang Clan.