Onde te enquadras senhor “músico”?

O mercado musical angolano tem estado cada vez mais competitivo, são vários os jovens intérpretes a procura de uma posição, mas poucos conseguem deixar a sua marca. Uns têm a sorte de “pegar” a primeira e se tornarem conhecidos logo na primeira e única música, outros levam anos para isso acontecer, e uns, mesmo depois de muitos anos, não conseguem fazer sucesso.

Os caminhos que cada um segue estão identificados. Uns optam pela via mais fácil, outros pela via normal, uns com talento, outros não, uns com poder financeiro, outros sem um tostão.

Uns não precisam de ajuda da comunicação social para fazer sucesso, porque interpretam músicas com cabeça, tronco e membros, bem estruturadas desde o conteúdo a produção. Estes não precisam de favores, muito pelo contrário, os DJs é que andam atrás dos seus trabalhos, as rádios tocam para prender a audiência e a net dá apenas sequência.

Outros precisam muito das rádios e da net para promover os seus trabalhos. Estes não cantam músicas bem estruturadas, não cantam o que gostam, mas sim o que o público quer ouvir, ou seja o que estiver na moda. Não têm vida própria, mas têm criatividade suficiente para oferecer ao público o que eles querem.

Este grupo algumas vezes paga aos radialistas para promover seus trabalhos, usam incessantemente a internet para divulgação dos seus temas e, alguns, tornam-se heróis de uma franja da juventude, particularmente para o seu público-alvo.

Depois há o grupo dos “sem talento”, mas pelo facto de gostarem muito de música ou motivados por um familiar que também canta, experimentam pegar no microfone e subir ao palco. Estes têm como principais parceiros as rádios, pagam para as músicas tocar, pagam para actuar em pequenos shows, pagam para frequentarem programas televisivos, pagam para quase tudo.

Este grupo está dividido em dois: Os que mesmo sem talento conseguem fazer sucesso com um ou dois temas, muito por causa das rádios que fazem a música parecer boa de tanto tocar, depois “somem do mapa”, e os que desistem sem conhecer o sabor do sucesso, abraçando de seguida outros desafios, como DJ, promotor de eventos ou agente musical, as suas funções preferenciais.

Então, em que grupo te enquadras senhor músico? Alguns músicos começam a carreira com a pirâmide invertida e resulta, fazem sucesso e tornam-se conhecidos. Mas o facto de resultar não quer dizer que seja a opção mais acertada, há necessidade de se criar uma estrutura, criar alicerces para suportar o sucesso ou fracasso. Profissionalizem-se.

as cargas mais recentes

Prodígio faz dueto com Yuri da Cunha em nova música

há 11 meses
Yuri da Cunha (Semba) e Prodígio (Rap) fizeram dueto na nova música de Yuri, que será apresentada Domingo no Show em alusão ao seu aniversário, a ter lugar no Casino Estoril em Portugal.

Aaron Carter afirma que Michael Jackson explicou por que gostava sempre de estar com crianças

há 1 ano
Aaron Carter fez algumas afirmações na sua recente entrevista à “Vlad TV”, incluindo por que Michael Jackson gostava de sair com crianças. O artista também aproveitou a ocasião para defender o astro das acusações de pedofilia.

Heavy C aposta em novos talentos e anuncia dois álbuns

há 1 ano
O objectivo da aposta em novos talentos é a passagem de experiência, porque, entende, a falta de qualidade nos artistas emergentes acontece por conta da não passagem de testemunho.

Matias Damásio homenageia médicos em novo single

há 1 ano
Intitulada “Guardiões da Vida”, a música serve para homenagear os profissionais de saúde de todo mundo que tudo fazem para conter a pandemia do Covid-19. Em breve será gravado o seu vídeo clipe e quem estiver interessado a fazer parte do mesmo basta enviar um curto vídeo amador.

Victor Silva: O primeiro angolano a dar carga no Mundial de moto Supersport

há 9 meses
Chama-se Victor Silva Barros e tem 36 anos. Natural do Sumbe, província do Kuanza Sul, o piloto começou a correr com “kupapata” e este final de semana estreou-se no Mundial de SuperSport em Estoril, Portugal.

O Homem e o Artista: Uma das obras mais intemporais do Hip Hop angolano

há 1 mês
Com 16 faixas, o álbum começa por chamar a atenção já na capa, onde distante das normais caras que caracterizam os álbuns de Rap, vemos um busto ‘Artista’, de uma escultura tipicamente africana, imprensa em capa de plástico semi-transparente, tapando o rosto do ‘Homem’ na contra capa, dando assim resposta a pergunta de quem busca a justificação para o título.

Tribunal e SIC tranquilizam artistas: “Processos sobre pirataria são dos mais céleres”

há 2 meses
os crimes de pirataria e a contrafacção de obras musicais audiovisuais e fonográficos podem ser resolvidos em apenas dois meses, caso o lesado decida processar o seu autor, cuja pena é convertida em valor pecuniário.

Paulo Flores na lista dos curadores da Apple Music

há 1 ano
Paulo Flores faz parte da limitada lista de músicos africanos convidados pela Apple para curadoria da playlist do aplicativo Apple Music. Disponível desde hoje, a lista de reprodução de Paulo Flores inclui músicas de artistas como Franco, Tubarões, Carlitos Vieira Dias e André Mingas.

Pharrell Williams e JAY-Z abordam desvantagens sistémicas e bloqueios intencionais aos empresários negros

há 11 meses
Intitulado “Entrepreneur”, o novo single lançado hoje discorre sobre a situação difícil que homens e mulheres negros enfrentaram nos Estados Unidos.

Flagelo Urbano grava videoclipes pela primeira vez em 25 anos de “estrada”

há 1 ano
A ultimar os arranjos do sucessor do EP `De Sião a Medina´, o rapper tenciona trazer um CD mais afrocentrado, profundo e “pluriversalista”.

Gilmário Vemba fala do seu futuro no cinema

há 1 ano

Cantor brasileiro Belo é solto após pedido de habeas corpus

há 5 meses

Galeria angolana Jahmek Contemporary Art conquista prémio em Madrid

há 3 semanas
A galeria angolana Jahmek Contemporary Art venceu o Prémio Opening, da Feira de Arte “Arco Madrid” 2021, com a instalação “Hope as a Praxis” e “How to Make a mud Cake”.

Show do Mês faz maravilha

há 1 ano
Foi o quinto Show do Mês online e o primeiro com transmissão no canal 2 da TPA. Num período de Estado de Calamidade, com muitas limitações impostas por conta do Covid-19, a Nova Energia faz sentir o seu lado camaleónico, adaptando-se as circunstâncias e reinventando-se como ninguém.

A playlist de eleição de Luísa Damião em 2020

há 7 meses
Ano 2020 está no fim e chegou o momento, em várias áreas, de cada um indicar os melhores do ano. Sendo a Carga uma revista de música e natural apresentarmos os temas preferidos de algumas figuras durante o ano.

Prodígio: “Ser premiado em casa é sempre uma forma de lisonjeio, tem um sabor especial”

há 1 ano
Foi com a mixtape “O Alquimista” , em 2011, que Prodígio começou o sucesso. Na sequência, surgiram vários outros trabalhos, conquistou inúmeros prémios, o mais recente foi o de Melhor Artista de Rap. Em breve conversa com a Carga, o rapper de 32 anos manifesta os seus sentimentos em relação aos prémios e nomeações.