Pai Natal Angolano é conhecido hoje no auditório Horizonte Njinga Mbande

O primeiro Pai Natal Angolano será representado hoje, a partir das 15 horas no auditório Horizonte Njinga Mbande, o musical será exibido em quatro sessões parceladas entre hoje e amanhã.

Inspirado na imagem de Enoque Caracol, a peça teatral que vai reunir a arte da dança e da música no mesmo palco, conta a história da pequena Kendra, que teve um sonho sobre um Natal recheado de coisas boas, mas que depois passou a ser um pesadelo. 

Pensada em 2018, o `Pai Natal Angolano´ , vem sendo desenhado por Sophia Buco e conta com a direcção e encenação de Chance Elchadai. Quanto ao elenco traz David Enoque Caracol, Bruna Sousa e Ana Sofia Sapateiro e já se advinha um projecto que se adivinha promissor, tendo em conta, a época natalícia.

Na sucinta conversa com a Carga Magazine, Sophia Buco conta como tudo começou, garante que a qualidade do evento e confirma que o teatro musical em Angola já vingou.

Pai Natal Angolano é conhecido hoje no auditório Horizonte Njinga Mbande

Como surge a ideia de retratar um Pai natal angolano, numa forma de teatro ainda pouco vista no nosso país?
Pensei em retratar essa história em 2018, uma das primeiras instituições foi a aparência do actor David Enoque Caracol, nos bastidores do programa A sua manhã da televisão pública de Angola: estávamos a debater sobre a nova dinâmica que as produtora trouxeram para o teatro, e a questão dos conteúdos infantis aí falamos que nunca havíamos trabalhado num mesmo projecto, foi quando olhei para ele e o imaginei num pai Natal Angolano, e disse-lhe porquê que não ficas o pai Natal Angolano, ele riu muito mas depois achou interessante.

Quais as particularidades do Pai Natal Mwangolé?
Tem várias particularidades, desde a própria identificação do pai Natal Angolano, à história e o contexto actual que vivemos.

Do que é feita a sinopse da peça?
A peça desenrola-se em volta da menina Kendra que ao dormir, vive um sonho lindo, a sonhar com o natal de 2018. Toda família feliz, trocas de presentes e a grande felicidade por ter toda a família à mesa. A mesa recheada de doces, o cozido à portuguesa era o prato principal, bacalhau caro e raro por altura da quadra natalícia.

O sonho transformara-se num pesadelo, por relatos da rádio Fm Afro a informar que existe um novo vírus que ameaçava a humanidade e principalmente as nações pobres.

Sendo que o Natal, infelizmente não poderia acontecer, porque ninguém teria como sair do seu país, os barcos impedidos de levar mercadorias para os portos nem os aviões poderiam levantar voos para reunirem as famílias distantes. Mas o pai Natal Angolano, irá provar que o natal é sim possível com a nossa família e com os produtos da terra.

Sabe‐se que a peça é da sua autoria, mas quem são os outros intervenientes que tiveram um papel preponderante para que o ‘Pai natal angolano’ saísse do papel?
Sim é da minha autoria, contei com a ajuda do cineasta Piero Alberto, do escritor angolano Adriano Botelho de Vasconcelos, foram pessoas importantes para a realização desta obra.

O teatro por si só, é considerado em Angola como a arte da resistência, acha que o teatro musical vingará a curto prazo?
Já vingou, sempre sonhei fazer um teatro musical, essa foi a primeira experiência e já valeu a pena.

Da concepção à execução, há quanto tempo vem trabalhando?
Comecei a trabalhar em Outubro, a parte da escrita, e em Novembro começamos a ensaiar.

Como se deu a selecção do elenco e quais foram os requisitos para participar do projecto? 
Foi simples, porque já criei a peça a pensar nos actores para esse espetáculo: O David Enoque Caracol, foi o primeiro e o motivo que me fez escrever essa peça, a Bruna Sousa, há muito que já almeja trabalhar com ela, e finalmente agora conseguindo, a Ana Sofia Sapateiro conhece-a no Horizonte Njinga Mbande por intermediário do Enoque Caracol e do Chance Elshadai.

O Chance é o detector e encenador da peça, que fez toda a magia acontecer no palco, no início era só uma peça com uma abertura de dança, mas depois  o Chance disse que queria um coral, e com o passar dos dias e disse-me Sofia fica só já um musical , e aqui estamos.

Como se sabe, o teatro musical é a junção de várias artes no mesmo palco. Uma vez que o elenco é curto, teremos a presença de todos elementos em palco?
Para além dos actores, também estarão em palco um grupo de dança e uma companhia de dança e muitas surpresas.

Quais são os desafios de se fazer um musical com música ao vivo?
O desafio é grande, mas nada que não consigamos ultrapassar, temos excelente equipa de produção, excelentes actores, bailarinos e músicos , cada elemento trouxe uma luz especial.

Como está a viver os momentos que antecedem a estreia deste grande projecto?
Feliz por lançar um sonho para o mundo, nesta peça existem muitos registos da minha vida, em particular da minha infância, estou ansiosa mas estou calma.

Alguma razão especial para a escolha do auditório Horizonte Njinga Mbande para esta dupla exibição?
A necessidade de levar os produtos da Buco’sproduções a todos os públicos , públicos diferenciados, depois uma escola, levou-me nessas memória da minha infância e pesou também o factor de podermos explorar outras sala.

as cargas mais recentes

Ouvir música através de um implante no cérebro é a mais nova proposta da Tesla

há 2 anos
Elon Musk, CEO da marca de automóveis Tesla e da empresa aeroespacial SpaceX, que colocou recentemente dois astronautas em órbita, afirma que vamos deixar de precisar de auscultadores em breve, porque vamos passar a ouvir música através de um micro-chip no cérebro.

Rick Baby: Um rapper polivalente que augura um lugar entre os melhores

há 2 anos
Rick Baby é o pseudónimo de Luís Domingos Saviti, rapper e compositor de 27 anos de idade e já canta há 9 anos. Com uma carreira promissora, está associado a produtora CombinaSons, ao lado de nomes como: Enock, Itary, Justin Weely e Junior Zy.

Laton dos Kalibrados decide abraçar a carreira gospel “Eu me encontrei”

há 2 anos

Luís Mendonça rende-se à qualidade poética da música de Luso

há 10 meses
Vencedor do Prémio SADC de jornalismo, escritor e poeta, José Luís Mendonça também foi professor na Universidade Agostinho Neto, leccionando a cardeira de Português e é respeitado nos círculos literário por causa do rigor estético que imprime nas suas obras.

Seteca: Um nome pequeno com grandes ambições na música

há 11 meses
Com 10 anos de experiência, Seteca revela-se como a mais nova aposta do Semba e Kizomba. Seus temas “Do outro”, “Nascer do sol” e “Grande amor”, disponíveis na Internet, podem asseguar a sua permanência no mercado.

Rapper Scarface infectado por Corona vírus

há 3 anos

Adele lidera a lista de álbuns femininos mais vendidos de todos os tempos

há 2 anos
Adele detêm o record com o álbum “21”, com um total de 4.22 milhões de unidades vendidas.

Top Jóia do Ano coloca a velha “contra” nova escola de rappers

há 2 anos
Desde a autoria de Bob da Rage Sense, passando por Ikonoklasta até Phedilson Ananás, as “jóias” musicais produzidas em 2020 por rappers nacionais, serão “lapidadas” numa eleição proposta pelo Team 2 contra 1.

Luanda recebe a primeira exposição virtual

há 3 anos
“Migrações e Coisas, Retalhos de uma História Só”, é o título da exposição a solo da autoria de René Tavares.

Too $hort, Snoop Dogg, Ice Cube e E-40 projectam regresso à ribalta como “supergrupo”

há 2 anos
Um novo “supergrupo” de Rap composto pelos veteranos Snoop Dogg, Ice Cube, E-40 e Too $hort surgirá muito em breve. O primeiro projecto do quarteto ainda sem nome está previsto para o primeiro semestre de 2021.

Álbum de Beyoncé ” Black Is King” leva a criação de um novo curso em Harvard

há 2 anos

Fogo nos racistas: Bordão viralizado pela música de Djonga potencia merchandising do artista

há 2 anos
Repercutida inicialmente com alguma polêmica, a expressão se tornou símbolo da luta contra o racismo no Brasil, e recentemente, o elemento mais pujante da identidade visual do merchandising do artista.

Chloe estreia single e videoclip de “Upgrade”

há 2 anos
“Upgrade” fala sobre o poder feminino e pretende transmitir uma mensagem de empoderamento da mulher como um ser humano forte e independente que entende o seu valor.

YoBass abre primeira edição do espectáculo ao vivo “Tá a Bater Show”

há 2 anos

Cinema às quartas-feiras apresenta “Do Outro Lado do Mundo”

há 2 anos
O Documentário intitulado “Do Outro Lado do Mundo” vai ser apresentado nesta quarta-feira, pelas 18h30, no espaço Wyza Anfiteatro, da Fundação Arte e Cultura, no âmbito do projecto Cinemas às Quartas-feiras, da KinoYetu, Fundação Arte e Cultura e Geração 80.

Making Of : “É No Pé”-Elástico Nandako ft Power Boyz

há 2 anos
Após ter disponibilizado o seu primeiro single colaborativo no passado mês de Maio, a Carga traz o Making Of do referido vídeo clipe intitulado “É No Pé”, gravado este sábado.