Papekas: “Quero mostrar que o Rap pode ser a mistura certa para todo o tipo de género musical”

Papekas é um rapper que ganhou notoriedade nos freestyles da escola e hoje invade os  mercados moçambicano e sul-africano. O artista tem se dedicado ao Rap acústico. A partir de Johannesburg, deixa os primeiros registos de uma proposta inovadora para Rap angolano.

Como é que entra para a música?
Não tenho a certeza devido ao facto que comecei a fazer o meu nome com o freestyle no colégio, depois nas ruas e comecei a entrar em estúdio fazendo participações, mas sei que já lá vão uns 10 e poucos anos.

Quando é que começa a ganhar notoriedade profissional?
A minha primeira música a solo tem 4 anos, daí é o momento que considero pois daí comecei a ter mais notoriedade.

Como é que foi parar na África do Sul?
Vivo na África do Sul há 5 anos, mas nasci em Portugal. Os meus pais São angolanos mas nasci e cresci lá e fui para Angola com 13 ou 12 anos de idade.

Esta a se preparar para apresentar o seu primeiro projecto musical. Conte-nos um pouco sobre isso…
Não é o primeiro. Já apresentei dois Projectos musicais: a mixtape “Bars”, que foi um projecto principiante a nível de produção, consistia em mandar uma faixa toda a sexta-feira do mês de Julho de 2018 e a mixtape “Consumo Obrigatório”, que tem menos de um ano e é um projecto mais completo.

E agora, o que vai apresentar propriamente?
Este é um projecto acústico com mistura de Rap. Acredito que seja algo único em Angola, pelo menos com isso espero levar a música angolana para outros horizontes como muitos têm feito, mas do meu jeito. Quero mostrar que o Rap pode ser a mistura certa para todo o tipo de género musical, daí o formato diferente, a ousadia e até os temas serão bem abrangentes.

Quando é que será publicado?
Planeio fazer isso em Dezembro, publicar em todas as plataformas digitais de fácil acesso.

Que estratégia adoptou para a produção?
Ainda por anunciar mas só gente com talento. Um deles será o “Dj Flaton Fox” que é um dos melhores Dj’s Angolano residente na Africa do Sul.

Qual será o título do EP?
“Eu, uma viola e o Zé Bonitinho”, terá  5 faixas musicais.

Depois disso, o que se segue?
Lançarei algumas tracks, a parte do projecto. Algumas delas, tenciono fazer videoclipes, mas num formato para o YouTube.

A que produtora está associado?
De momento oficialmente a nenhuma.

Como consegue trabalhar desta maneira?
Não é fácil, mas quem corre por gosto não se cansa, acho que o momento chegou para fazer isso ate porque já tive muita preguiça com relação a isso e por outra “campeões sabem que grandes objectivos não se conseguem de forma fácil então gere-se”.

Que artistas angolanos gostaria partilhar uma letra?
Muitos, muitos mesmo. Como a lista é muito grande citarei o Anselmo Ralph.

Que outros projectos  participou?
Surpresas a caminho.

Que palcos se tem apresentado normalmente?
Bares, shows grandes a convite de outros cantores, festas temáticas, outros países de momento só Moçambique.

Quando é que vem a Luanda protagonizar um espectáculo?
Vou fazer um show intimista se Deus quiser ainda esse ano, mas grande show so para quando fizer bigger things.

O que seus seguidores podem esperar de si?
Contem com muito que venho com tudo extra e esquebra.

as cargas mais recentes

Black Coffee arrecada num live o equivalente a 4 milhões de Kwanzas

há 1 ano
Dias depois de arrecadar 90.000 ZAR na semana passada, o DJ sul africano realizou mais um live no seu Instagram, onde recebeu 138.000 ZAR, o equivalente a 4.285.935 Kwanzas em doações a favor da fundação CoronaCareSa.

Para além do 4, haverá “Jonh Wick 5” em 2022

há 8 meses
A saga protagonizada por Keanu Reeves, ‘John Wick’, terá dois novos filmes a partir de 2022, ou seja, contará, para além de Jonh Wick 4, com uma quinta parte, o John Wick 5, informou esta quinta-feira John Feltheimer, CEO da Lionsgate.

Grão de Milho: Já está disponível o novo single de Eddie Pipocas

há 1 mês
Nesta faixa, Eddie volta a colaborar com Mister Isaac, e ambos conseguem resgatar um pouco das origens do blues, que se conecta com o Lo-Fi Hip Hop, e culmina na música urbana que facilmente ouvimos e consumimos.

Taylor Swift cancela toda a digressão pela Europa

há 2 meses

Conheça os 26 instrumentos que compõem a música angolana

há 3 meses
Mesmo quando entendida como entoação harmónica da voz humana, a música angolana é acompanhada pela sua tradição organológica. Por isso, é difícil dissociar as origens dos géneros tradicionais como a Kabetula, o Kilapanda, a Cabecinha, o Kalupeteca, o Merengue, a Rebita ou Semba dos instrumentos tradicionais angolanos.

Companhia Cubico Mwangole representa Angola no projecto do Mandela Day

há 4 meses
Promovido pela organização ONE.org para África, o projecto está agora na sua segunda fase, que compreende desafios entre grupos de dança de renome do continente Africano.

Artistas poderão registar obras em Angola a partir de Maio

há 12 meses
A Sociedade Angolana dos Direitos de Autor (SADIA) apresenta no dia seis (6) de Maio a sua plataforma online, onde os artistas poderão registar as suas obras e protegê-las da pirataria e não só.

Ex-esposa de Dr.Dre exige milhões para pensão alimentícia

há 7 meses
Nicole Young, ex-esposa do rapper Dr. Dre, está a exigir USD 2 milhões de pensão alimentícia mensal ao ex-marido, sem contar os mais USD 5 milhões que ela pede por seus custos com advogados.

É oficial: Capita é o novo reforço do Lille

há 10 meses
O Lille anunciou ontem a contratação do extremo angolano Capita. O atleta de 18 anos de idade, que até então militava no Trofense de Portugal, é o novo reforço da equipa da primeira divisão francesa, onde estará por cinco temporadas.

Após especulações de internamento por Covid-19 Anitta recebe alta hospitalar

há 2 meses

FSobral Agency realiza Casting para bailarinos

há 8 meses
Por intermédio da Agência FSobral, Maya Zuda e Adi Cudz recrutam bailarinos, para performances em palcos, gravação de videoclipes e outros trabalhos.

É oficial, Salú Gonçalves é a nova cara do Ecos & Factos e Dog Murras assume o Fala Angola

há 1 ano

Cantora norte-americana recusa ser homenageada com uma estátua no Capitólio

há 2 meses

Playlist de Mara D’Alva em 2020

há 4 meses
A radialista Mara D’Alva enviou-nos a sua playlist de 2020, onde constam os seus temas preferidos, ou sejam as músicas que mais ouviu este ano.

Cine Mundo vai deixar de exibir filmes da Universal Pictures

há 12 meses

Preto Show: “Anselmo Ralph é o maior artista angolano de todos os tempos”

há 4 meses
Preto Show atribui nota negativa ao ano 2020 e diz não fazer sentido, neste momento, proibirem -se espectáculos, uma vez que escolas, igrejas e mercados andam abertos. O músico pede a intervenção do Presidente da República na questão dos shows, porque, lamenta, há colegas seus a passearem fome.