Patrício Mawete e Benigno apresentam-se na Galeria Tamar Golan com a exposição ‘Monyo I Nyitu- Espírito & Corpo’

Os artistas angolanos Patrício Mawete e Benigno vão apresentar-se no próximo dia 03 de Dezembro de 2021, Sexta-feira, pelas 18 horas, na Galeria Tamar Golan com “Monyo I Nyitu-Espírito e Corpo”, uma exposição colectiva que ficará patente ao público até ao dia 23 de Dezembro de 2021, podendo ser visitada de Segunda a Sexta-feira, das 9h00 às 17h00, na galeria de arte contemporânea da Fundação Arte e Cultura.

Em nota, o artista plástico Patrício Mawete explica que “A metáfora em dialeto Ibinda ‘Monyo I Nyitu’ significa Espírito e Corpo. Esta dualidade encontra-se nas expressões pictográficas entre Mawete e Benigno Tengo que os ajusta numa filosofia de subtracionismo onde o polo negativo (-) pode se multiplicar para tornar-se positivo, onde os seres mortais e os seus esforços são considerados no polo negativo (), quer dizer o homem nasce, cresce e morre, enquanto o espírito Monyo é imortal e é representado como polo positivo (+). O espírito sem o corpo será inativo e o corpo sem o espírito também será inativo, por isso deve haver uma colaboração simbiótica e mútua de dois polos em acção, por isso o subtracionismo é uma vida de dependência, ninguém é autossuficiente. Por exemplo, o aluno depende do professor e por sua vez o professor depende do aluno. O presidente depende do povo e o povo depende do presidente, vice-versa.


Por seu turno, as obras de Benigno Tengo representam emoções, sentimentos, memórias, que são faculdades do espírito, e representa formas em silhuetas com fundos únicos e coloridos de traços e linhas. Mawete por sua vez explora as funções de corpos biológicos e mecânicos, esta simbiose ele chama de Bionic System, onde os 2 corpos se sustentam de forma biónica, e apresenta nas suas obras pictóricas a importância de robôs, gruas e outras máquinas em relação com os seres humanos, numa visão arquitetónica, representada em telas policromáticas numa tendência de abstratos futuristas”.

Sobre os artistas
Mawete Lázaro Patrício nasceu em Cazengo, 1977. Filho de Mawete Pedro e de Angélica Mawete. De nacionalidade Angolana, concluiu o ensino médio e superior de Artes Plásticas na Academia de Belas Artes do Congo (RDC). Passou nos ateliers dos mestres consagrados, recebendo experiências, que são Domingos Tekassala, Ibanda, ETONA. Lecionou no colégio Mulemba, Liceu Francês Allioune Blondin Beye. Até hoje exerce a função de instrutor das artes plásticas no seu próprio atelier. No ano 2001, realisou a sua primeira exposição individual com o tema “O Poder da Cor”, e em 2006 expôs com o tema “O Substracionismo” e desta vez vai partilhar a Galeria com aquele que é o seu aluno, Benigno.
Benigno Tengo é natural de Cabinda, Angola). Nasceu em 1993, numa família de artistas, e desenha desde a tenra idade. Em 2017, decidiu focar -se de forma permanente na arte e, para isso, ingressou no atelier de pintura de Patrício Mawete. O seu trabalho é geralmente introspetivo. Ele usa as suas experiências e reflexões pessoais como referências quando cria as suas obras. O seu trabalho inclui temas recorrentes como a memória, os sonhos, os sentimentos, as emoções, a morte, a alienação, as relações familiares e interpessoais, a relação sujeito-objecto e vice-versa, entre o homem e o seu espaço. Exposições recentes incluem: exposição colectiva Open Space Expo, Espanha, 2019. 10ª Bienal Internacional de Gravura do Douro, Portugal, 2020. Exposição colectiva Africa Now com a galeria OpenArtExchange, Schiedam, Holanda, 2020.

as cargas mais recentes

50 Cent pede desculpas a Megan Thee Stallion por tirar sarro da rapper por ter sido baleada

há 2 anos
Nos últimos tempos 50 Cent adoptou o comportamento de “rei” do deboche no que toca a comentários sobre a maioria dos assuntos que vêm surgindo. Mas no princípio desta semana, o rapper surpreendeu ao pedir desculpas publicamente a Megan The Stallion, por ter tirado sarro e inclusive ter partilhados memes, dos tiros que a rapper levou no pé, alegadamente disparados por Tory Lanez.

Espectáculo de apresentação do projecto “Esperança – A Bênção & A Maldição” está cancelado

há 2 anos

Daniel do Nascimento quebra o silêncio e anuncia novo single

há 2 anos
Danny L, ou simplesmente Daniel do Nascimento, está de regresso à música, cinco anos depois do último álbum “O dia seguinte”. O multifacetado apresentador anunciou hoje o lançamento do seu próximo projecto musical.

Exposição online “Vivência de um Aprendiz” é inaugurada na sexta-feira

há 2 anos
O artista angolano Adilson Vieira vai apresentar-se na Galeria Tamar Golan com “Vivência de um Aprendiz”, uma exposição individual online, a inaugurar na Sexta-feira, dia 7 de Agosto de 2020, às 18 horas.

Álbum de estreia de Wet bed Gang traz participação de Bonga

há 2 anos

Conheça Os Picantes, os vencedores do Top dos mais Queridos 2021

há 1 ano
Para chegarem à fase nacional, onde conquistaram 3 milhões 348 mil e 317 votos e arrebataram a edição 2021 do Top dos Mais Queridos, Os Picantes deixaram para atrás nomes como Justino Handanga e Bessa Texeira. Por conquistar o prémio, o trio de jovens vai receber três milhões de Kwanzas.

Revista científica abre edição exclusiva para Rap

há 2 anos
Esta semana, a revista científica brasileira “Convergência Crítica” fomenta acções para perceber a ligação entre o Rap e a pesquisa científica, que vai culminar com abordagens sobre o Rap e o activismo político em Angola e Moçambique.

Músico Lawilca tenta a terceira

há 3 anos
Sete anos depois do lançamento do seu segundo disco, intitulado “Não sou o mesmo homem”, o músico Lawilca reaparece com o terceiro álbum, com lançamento previsto para este ano.

Shane Maquemba disponibiliza single ‘Sorry’

há 8 meses
Trata-se do primeiro fruto da parceria do cantor com a Blue Sky Records, a sua mais nova representante em Angola. ‘Sorry’ é um R&B romântico produzido por Chilima e masterizada pelo produtor Brasileiro Wagner Dereck.

Recordar Frank Sinatra

há 3 anos
Num dia como hoje (14 de Maio) morreu o músico, actor e produtor Francis Albert Sinatra, conhecido como Frank Sinatra, considerado um dos melhores cantores de sempre.

Se Dança Assim: Boyca celebra Dipanda com novo single

há 1 ano
Lançado ontem, no Dia da Independência, Os Boyca pretendem deste modo assinalar a sua própria independência num som explosivo, como primeiro single de uma nova fase, onde as diferenças de flow entre os diversos elementos fazem deste grupo, uma viagem multifacetada no Hip Hop.

Álbum de Paulo Flores e Prodígio é o 23° Melhor Álbum de Portugal

há 2 anos
Bênção e a Maldição foi lançado em Novembro deste ano e ocupa o vigésimo terceiro lugar na lista dos melhores álbuns de Portugal lançados em 2020, numa selecção de 50 trabalhos, de acordo com Blitiz.

Waldemar Bastos e Carlos Burity homenageados na Galeria do Semba

há 2 anos
Volvido um mês após o passamento físico dos dois “astros” da música angolana, a Professora Rosa Roque concebeu um tributo para enaltecer os feitos de Waldemar Bastos e Carlos Burity.

Nélia Dias: Do Top Rádio Luanda rumo ao topo da música angolana

há 2 anos
Nélia Dias é um nome a se ter em conta no music hall nacional, por ser das poucas que conseguiu colocar o seu nome no Top Rádio Luanda com a música de estreia. A sua carreia ficou marcada por duetos com Young Double, Mona Nicastro, mas agora tem em carteira um novo projecto musical com o qual se quer lançar ao mundo.

Abril, o mês da dança

há 3 anos

Coréon Dú: “Acredito que muitas vezes o nosso público confunde o não aparecer com o estar parado”

há 1 ano
Há pouco mais de uma semana, Coréon Dú fez o seu grande retorno aos palcos, após um ano de “afastamento” devido a pandemia. Não foi apenas mais um concerto, o artista subiu ao palco do Espaço Espelho d’Água para apresentar o seu mais recente trabalho, The Love Infinity. Com a produção a cargo da Bússola Rítmica, Coréon teve um único convidado além da sua banda, Shane Maquemba, um artista em ascenção. Na “ressaca” do evento, os dois artistas falaram à Carga, e numa demonstração mútua de respeito, Shane teceu rasgados elogios a acessibilidade do autor de Binário: “Coréon Dú é uma pessoa muito amável e muito acessível. Foi muito bom, saber que ele também gosta do meu trabalho, principalmente dessa nova ropagem que estou a fazer da minha carreira.”