Peça teatral ‘Devaneio’ em cartaz no próximo dia 5 de Maio

Trata-se de uma criação conjunta de Sara Marita, Sofia Pádua e Aoaní Salvaterra. O espectáculo de cerca de 50 minutos ficará em cartaz até ao dia 8 de Maio, no Com Calma – Espaço Cultural, em Benfica- Portugal.

Devaneio passa-se num universo onírico, abalado constantemente pela violência do mundo real. Às temáticas subconsciente e sonho, acrescenta-se trauma e racismo, assim como pinceladas sobre feminismo interseccional e universo queer.

Um projecto em constante processo de modificação e criação, cada versão apresentada é diferente da anterior, porque se alimenta e se cria consoante as circunstâncias do espaço e do mundo.

As criadoras referem que o projeto, resultante de uma residência de 3 meses no Com Calma, procura mais levantar questões do que responder às mesmas. Que assuntos são merecedores da nossa atenção no ambiente de insegurança e
intolerância vigentes no mundo? Quanto tempo temos, quanto tempo damos? É tempo de sonhar outra realidade ou de revisitar o passado incrustado no nosso inconsciente?

Sofia Pádua (1996), a Sofi, é uma artista queer transdisciplinar, que busca usar o corpo, incluindo a voz, como uma ferramenta de exploração, improvisação e meio de comunicação. Apropria-se de palavras e através do som, do movimento e dos símbolos cria discurso político e social, marcado pela crítica e pela agitação.

Licenciada em Ciências Musicais pela faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com um minor em Teatro, tendo feito práticas de performance, música, teatro e dança na Université Paris 8, fez ainda
circo na Académie Fratellini. É mestranda em Teatro – Artes Performativas, na Escola Superior de Teatro e Cinema, trabalha como performer, criadora, actriz, encenadora, produtora, professora, fotógrafa e tem um grande amor à música, ao cinema e à dança.

Nascida no Porto, em 1999, Sara Marita estudou piano e composição no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. Licenciou-se em
Composição na Escola Superior de Música de Lisboa e é mestranda em Teatro -Artes Performativas na Escola Superior de Teatro e Cinema, em Lisboa. Tem tido obras tocadas a nível nacional e internacional em vários. Trabalha
habitualmente enquanto compositora e performer em projetos multidisciplinares
que fundem música, teatro, multimédia, dança e movimento.

Aoaní Salvaterra nasceu em São Tomé e Príncipe em 1984. Licenciada em Comunicação Social – Jornalismo, pela FANOR, no Brasil, é mestranda em Teatro – Artes Performativas, pela Escola Superior de Teatro e Cinema, em Lisboa. Em 2012 lançou em Luanda, pela editora Chá de Caxinde, a coletânea de crónicas intitulada “Miopia Crónica”. Foi oradora no primeiro evento TEDx de
São Tomé e Príncipe. Desde 2017 tem trabalhado como actriz e performer em teatro, cinema e audiovisuais, com trabalho exibidos nos Estados Unidos, Portugal, Alemanha, Itália e China.

as cargas mais recentes

Rihanna volta a ser a artista com mais músicas certificadas pela indústria

há 2 anos

Justin Bieber: “Pensei que com o sucesso todos os problemas na minha vida desapareciam”

há 2 anos
Numa recente entrevista à revista GQ, revelou pormenores sobre a gestão da sua carreira e a vida pessoal. O canadiano não conseguia controlar-se das drogas e conta que uma vez, seus seguranças chegaram a sentir o seu pulso durante a noite para ver se estava vivo.

Emicida: “socar nazista não é crime, é um dever humanitário”

há 2 anos
A mensagen partilhada pelo rapper parece-se mais a ironia, entretanto, está a gerar interpretações diversas, já que socar é mesmo que dizer bater.

Atletas manifestam-se contra punição de Sha’Carri Richardson das Olimpíadas de Tóquio

há 2 anos
A velocista norte-americana foi suspensa das Olimpíadas, na manhã de sexta-feira, após testar positivo para THC, segundo a Agência Antidoping dos Estado Unidos da América.

Jackson Five lidera ranking entre as Boy Bands

há 3 anos
O site da edição americana da revista Rolling Stone publicou uma lista com as 75 melhores canções já gravadas por “Boy Bands”, trazendo faixas que vão desde “Why do Fools Fall In Love“ de Frankie Lymon & The Teenagers de 1956 (no 23° lugar).

Álbum`Rough and Rowdy Ways´ marca o retorno de Bob Dylan

há 3 anos
O músico norte-americano Bob Dylan lançou o seu 39º álbum de originais, intitulado “Rough and Rowdy Ways”, no dia 19 de Junho, tratando-se do primeiro álbum de originais desde “Tempest”, de 2012. A obra remonta para os anos 60 e é a confirmação que Bob está longe da reforma.

Covid-19: Matias Damásio volta a testar positivo e vê cancelado seu show de fim de ano

há 1 ano
O músico Matias Damásio voltou a testar positivo à Covid-19 e vê, assim, o seu espectáculo de fim de ano que aconteceria na Foz de Figueira, em Portugal, cancelado. 

FIFA pretende alargar para 100 os minutos de jogo ainda este ano

há 10 meses

Trump chama cantora Madonna de feia

há 3 anos
O novo livro de Mary L. Trump, sobrinha do actual presidente dos Estados Unidos, está a gerar controvérsia, pelo facto de desvendar temas secretos da vida do presidente.

DJ Emílio Mix: Da bateria à mesa misturadora

há 2 anos
A carreira de Emílio Mix teve início na igreja, há mais de uma década, o desfecho foi o mais imprevisível, porém satisfatório. Com o suporte da Produtora Rijura Records, acumula funções como: vocal coach, beat maker, drummer e Djing.

Grupo Mi Casa festeja disco de Ouro e partilha história do single `Mamela´

há 2 anos
O house extraído do mais recente álbum do grupo intitulado “We Made It”, acaba de atingir a marca de Disco de Ouro.

RIH-ISSUE: Enquanto o novo álbum não vem, Rihanna lança discografia em vinil

há 1 ano
Ao seu jeito, Rihanna anunciou o lançamento dos seus óctuplos álbuns num novo formato, em tradução livre feita por esta que vos escreve, a artista “alfinetou” os mais conservadores com um post: “As crianças de hoje nunca saberão o que é vinil”, disseram eles!” provocou, deixando disponível o ri-hanna.io/rihissue, onde se encontram a venda.

Mantorras revela que Oliveira Gonçalves não o quis ver no Mundial de 2006

há 6 meses

JAY-Z volta a aumentar a fortuna após vender Tidal ao fundador do Twitter

há 2 anos

Labanta Braço: Um projecto musical que junta 37 artistas em nome da luta racial

há 2 anos
Não só com chavão “Black Lives Mater” nas redes sociais se faz a luta contra o racismo e intolerância, provas foram dadas com o lançamento do projecto colaborativo e solidário `Labanta Braço´.

Máscara Mwana Pwo exibida num filme de Hollywood. Afinal, ela pertence a Angola ou RDC?

há 2 anos
Mwana Pwo simboliza a beleza e a figura da mulher, encarnando a ancestralidade feminina dos lundas-cokwe, e está a ser exibida num filme de Hollywood, transparecendo que a mesma pertence à tribo vizinha dos mbangani, da República Democrática do Congo.