Phay Grand O Poeta pondera parar de cantar

Os distintos períodos do desenvolvimento do Hip Hop angolano ficarão sempre marcados pelo aparecimento de artistas cujas rimas, métricas e flows diferem dos demais. Devido à sua forma de cantar, Phay Grand O Poeta somou e pode deixar de somar popularidade, contudo o rapper lançou  recentemente um novo projecto musical.

Pode parar de somar popularidade, porque os fãs preferem recorrer à pirataria quando de consumo de trabalhos do rapper se trata, situação que vai deixando o músico desiludido e lamenta não haver outra opção, senão deixar de gravar mais músicas.

“Tenho todos os discos em casa, porque o pessoal não está a me ajudar. Agora coloquei as músicas no Kisom, vou ver. Se o pessoal quiser me ajudar, vai lá e baixe”, disse, acrescentando que não entrega suas canções aos meios de comunicação social para promoverem, porque no início da carreira tentou e foi obrigado a retirar alguns versos.

De rádios e tvs não é tudo, o rapper dificilmente cede entrevistas, e nem sequer tem páginas no Facebook ou YouTube, mas teve de aceitar o desafio do Show Time, para falar sobre os seus hits, considerados verdadeiros hinos do Rap nacional.

“Não tenho nenhuma página, nem no Facebook ou YouTube”, explicou, realçando que por causa dos constantes pedidos dos ouvintes em breve vai abrir contas na Internet.

No movimento, gravou 4 discos, nomeadamente “Pão Burro” , “2 Via”, “O Que é Isso” e “Colectânea Uma ou Outra” e na semana passada lançou um single que, à semelhança dos quatro álbuns, está no Kisom, o triste é que esta pode ser a última música do under, que também se queixa de ter o PC e os aparelhos danificados.

“A minha permanência no Rap vai depender dos ouvintes. Não é porque eu não quero mais cantar, as pessoas devem consumir as coisas originais e ajudar os artistas, a minha continuidade no Rap vai depender do feedback do pessoal”, disse.

“Peguei nos discos e coloquei todos do Kisom. Se a minha música sair do top do Kisom então já não farei Rap”, insistiu.

Quanto ao movimento underground, o Poeta do Katambor admite que está a desenvolver, mas sublinha que o comercial cresceu muito mais, e isso justifica-se pelo facto de haver mais consumo desta vertente.

“Os unders não se ajudam. Quando vendi os meus discos, vi mais comerciais a comprar e a darem força. As pessoas que não fazem parte do movimento é que mais apoiam, é que compram os discos”, lamenta.

Embora tenha seu próprio estilo, o músico mostra aberto a integrar qualquer produtora, desde que não interfiram nas suas letras. “Se eles vierem conversar como homens, aceitaria. Eu canto conforme eu falo e escrevo aquilo que eu penso”, sublinha, lançando duras críticas aos unders que fogem para o comercial.

“O dia que eu cantar comércio podem me chamar de minga, me comprem saias. Quem sair do under e fizer comércio, fica tipo uma prostituta. Eu tenho mais amigos comerciais do que unders”, concluiu.

as cargas mais recentes

Gilmário Vemba fala do seu futuro no cinema

há 1 ano

Após denúncia de plágio, Taylor Swift muda logótipo do álbum

há 9 meses
Poucos dias depois das acusações sobre plágio no seu mais recente álbum “Folklore”,Taylor Swift mudou o logótipo da sua obra e de todos os produtos associados.

Exposição “Memória e processo de restauro” detalha reconstrução do Palácio de Ferro

há 4 meses
O Palácio de Ferro, em Luanda, volta a abrir as portas ao público enquanto Centro Cultural e apresenta até 4 de Fevereiro 2021 a exposição “Memória e processo de restauro”.

Erick Shine liberta “O Mais Bruto do Game Vol.3 – O Deus da Guerra”

há 9 meses
Há muito que Erick Shine não “era tido e nem achado” nas lides do hip hop nacional, mas recentemente o rapper prometeu disponibilizar um trabalho para a manutenção daquilo que é o seu legado, e assim o fez.

Cirurgia no joelho força Drake a adiar o lançamento do novo álbum

há 3 meses
Drake anunciou que irá adiar o lançamento do seu novo álbum, “Certified Lover Boy”, previsto para este mês, pelo facto de estar a recuperar de uma cirurgia no joelho.

Programa que memora a vida e obra de Amália estreia segunda temporada

há 3 semanas
Intitula-se Em Casa d’Amália e foi criado em alusão ao centenário da icónica fadista, em 2020, numa parceria entre a Fundação Amália Rodrigues e a RTP.

Fundação Arte e Cultura apresenta antologia poética “Geração Poema”

há 4 meses
A Fundação Arte e Cultura vai apresentar na próxima quarta-feira, dia 16 de Dezembro, pelas 16horas no Wyza Anfiteatro, na Ilha de Luanda, junto à Escola 1205, uma Antologia Poética “Geração Poema”, resultado dos 3 anos de contacto com os poetas da nova e antiga geração, no âmbito do projecto Noites de Poesia.

Agentes criam associação de defesa dos interesses dos negros na indústria musical

há 10 meses
Um grupo de mais de 30 principais agentes, advogados e gestores da indústria da música criou uma associação que estará a manter e actualizar os interesses de artistas, produtores, compositores e executivos negros ligados à indústria da música.

Morreu “Kota 50”, pioneiro do foto-jornalismo angolano

há 5 meses
Paulino Damião “Kota 50” é conhecido como a lenda do foto-jornalismo em Angola. Começou a fotografar nos anos 60 e, já capturou peripécias da batalha do início da luta armada, em 1961. O fotógrafo morreu esta quarta-feira, em Luanda, por doença.

Mike Shinoda diz que Linkin Park ajudaram a tornar o Rock “menos branco”

há 6 meses
O guitarrista dos Linkin Park afirmou, durante uma entrevista, sobre o impacto do álbum Hybrid Theory, o primeiro da banda lançado em 2000, que o surgimento do seu grupo ajudou a tornar o Rock “menos branco”.

Hochi Fu lança plataforma para promover e ajudar os artistas a rentabilizarem seus singles

há 1 ano
Denominada Kwata singles, a mesma permitirá o artista ganhar dinheiro com o seu single, para além de ajudar a promover a sua música gratuitamente.

É oficial: Messi anuncia que vai continuar no Barcelona

há 7 meses
O astro argentino acaba de anunciar que vai continuar no clube catalão até o fim do contrato. “Eu tinha a certeza que estava livre para sair, o presidente sempre disse que no fim da temporada podia decidir sair ou ficar”.

Teyana Taylor contesta a falta de mulheres na categoria “Melhor Álbum R&B” do Grammy

há 5 meses
Descontente com a falta de mulheres nomeadas para a categoria “Melhor Álbum R&B”, a artista criticou a premiação no twitter apontando-a como “machista”.

Canal de TV HBO supera Netflix na transmissão de séries nos prémios Emmy

há 7 meses
O Emmy, principal premiação da TV americana, anunciou neste domingo os vencedores da sua 72ª edição. “Schitt’s Creek” com sete estatuetas, incluindo a de melhor série do género foi a mais premiada.

Novo álbum da Banda Maravilha traz mistura de Kuduro com o Semba

há 10 meses
onhecida como verdadeira executante dos instrumentos tradicionais do Semba, a banda revelou à Carga que o aguardado álbum já está pronto e colocará à disposição dos fãs 5 mil cópias.

Nameless e Sam The Kid juntos no tema “Houdini”

há 3 semanas
Já está disponível o novo single “Houdini”, de Nameless que conta com a produção inconfundível de Sam The Kid.