Produtoras angolanas rejeitam pagar direitos autorais a seus artistas

Com o desajuste financeiro na indústria cultural, provocado pela pandemia do Covid-19, os rendimentos autorais seriam uma boa alternativa para a maioria dos artistas angolanos, muitos dos quais não conseguem manter a carreira, e outros viram-se forçados a interromper gravações por falta de dinheiro.

Se por um lado, o vírus da SARS COV-2 afundou a carreira de vários artistas e adiou o sonho de muitos talentos emergentes na música nacional, por outro, foi em 2020 que a indústria musical teve um dos maiores crescimentos de sempre (7,4%, USD 23,1 bilhões) em relação a 2019.

Todos estes rendimentos provieram sobretudo da digitalização do consumo de música. E, como sabemos, pelos serviços de streamings, é possível rentabilizar cada detalhe dos intervenientes da produção de uma canção, que, de acordo com a nossa realidade, 50% passa para o beatmaker, enquanto ao intérprete cabe apenas 20%.

Mas Angola quase ou não entra para a estatística global, porque a maioria das produtoras conceituadas no país não aceita pagar direitos autorais, o que acaba por dificultar o futuro dos seus associados, revelou, última quinta-feira, à Carga a Sadia.

De acordo com o director geral da Sadia, os proprietários das produtoras rejeitam pagar direitos de autor, e afirmam categoricamente que “não podem pagar”. Sem citar nomes, Lucioval Gama revela que o estranho é que são das mais conceituadas produtoras. “As editoras angolanas que os artistas estão associados é que dificultam a vida deles mesmos. Elas dizem que não podem pagar”, lamentou.

Em casos como estes, nem sempre a via negocial tem sido viável, por isso a entidade de gestão colectiva pondera outras medidas, afim de proteger seus 1500 associados. “Nós já não estamos a ver outra via, senão a criminal”.

Dados apontam que, se for eficaz, a cobrança de rendimentos autorais e conexos ajuda a “salvar” carreiras de muitos artistas angolanos. Basta recordar que músicos como Dji Tafinha já facturaram o equivalente a 15 milhões de Kwanzas em direitos autorais pela SPA, valores que serviram para impulsionar a carreira, enquanto outros vêem-se obrigados a interroper gravações por falta de dinheiro.

as cargas mais recentes

Fundação cultural eterniza nome de Wyza

há 3 anos

Bruno Fernando estreia nos play-offs da NBA

há 2 anos
O angolano Bruno Fernando, que actua nos Atlanta Hawks, estreou hoje nos play-offs da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), ao jogar dois minutos na derrota da sua equipa diante dos Philadelphia76, por 118-102.

Do Kuduro ao Rap: Alé G Fiigura mostra o quanto vale

há 2 anos
O artista não só canta, também dança, compõe, produz e é o CEO da Right Time Records, uma produtora independente que vai atraindo outros nomes.

Vênias aos Filipes

há 3 anos
Dupla foi homenageada no Show do Mês, duas noites de evento que ficarão nos anais da música angolana.

Decreto presidencial “beneficia” sector do entretenimento pela primeira vez em dois anos de pandemia

há 1 ano
O sector do entretenimento entrará, pela primeira vez em dois anos de pandemia, numa “nova era”, a era do aligeiramento das restrições nas actividades.

Chris Rock tentou convencer Cardi B a desistir da música para apostar na comédia

há 2 anos
Numa conversa com Jimmy Fallon, na última semana, num canal televisivo, o actor de 57 anos revelou que quis fazer uma série de humor com Cardi B, quando a rapper ainda não era conhecida.

Festival Sons do Atlântico revisita actuações épicas da 7°edição

há 2 anos
Sábado dia 12 de Dezembro as 22:00, poderá rever as grandes actuações deste espetáculo que contou com um público de cerca de 40.000 pessoas, a vibrar em uníssono com artistas em ascenção, artistas angolanos consagrados e estrelas internacionais.

J. Cole lança novo álbum próxima sexta-feira

há 2 anos
O aguardado álbum The Off-Season de J. Cole chega ao mercado na próxima sexta-feira (14). O anúncio foi feito pelo próprio, na tarde de ontem. A obra estava em construção há anos.

Morreu o músico Teta Lágrimas

há 2 anos
O cantor angolano Teta Lágrimas morreu hoje em Luanda, vítima de doença, soube a Revista Carga de uma fonte familiar.

BAI apresenta soluções práticas e acessíveis para os seus parceiros e clientes

há 2 anos
O Banco Angolano de Investimentos tem apresentado, ano após ano, soluções práticas e acessíveis para os seus parceiros e clientes. Actualmente, o BAI dispõe de opções de pagamento mais cómodas, económicas e de simples utilização, das quais destacamos os Terminais de Pagamento Automático (TPA) e o é-Kwanza.

Prodígio: “Ser premiado em casa é sempre uma forma de lisonjeio, tem um sabor especial”

há 3 anos
Foi com a mixtape “O Alquimista” , em 2011, que Prodígio começou o sucesso. Na sequência, surgiram vários outros trabalhos, conquistou inúmeros prémios, o mais recente foi o de Melhor Artista de Rap. Em breve conversa com a Carga, o rapper de 32 anos manifesta os seus sentimentos em relação aos prémios e nomeações.

Morreu Serginho Trombone

há 3 anos
O artista era tido como um dos instrumentistas mais importantes da Música Popular Brasileira.

Faltam apenas três galas para conhecermos o vencedor do BAI Dança Com Ritmo

há 2 anos
Os concorrentes não serão os únicos a serem desafiados, a gala também será marcada pela primeira batalha das celebridades do quadro `Dança com os Famosos´: Kelly Silva defronta Paul G e quem passar pelo crivo do quarteto jurado, permanecerá no concurso.

Exposição online “Vivência de um Aprendiz” é inaugurada na sexta-feira

há 3 anos
O artista angolano Adilson Vieira vai apresentar-se na Galeria Tamar Golan com “Vivência de um Aprendiz”, uma exposição individual online, a inaugurar na Sexta-feira, dia 7 de Agosto de 2020, às 18 horas.

Dimensão artistíca e cultural de Sindika Dokolo estarão em destaque amanhã

há 2 anos

`Encontros à Quarta´ referentes aos meses de Maio e Junho foram adiados até data a anunciar

há 2 anos
De referir que o “Encontros à Quarta” se propunha a oferecer mensalmente concertos inovadores do ponto de vista da execução e interpretação propiciando a descoberta de novas sonoridades.