Sérgio Fernandes lança obra literária sobre o contexto político, económico e social do país

O livro já está disponível para pré-venda e o lançamento oficial acontece na próxima quarta-feira, 10 de Novembro, na Praça da Unidade Africa, em Luanda. Na obra literária, o autor apresenta o impacto psicológico das transformações económicas, sociais e políticas, ao mesmo tempo que desenha o desespero das pessoas em relação a estas mudanças.

O pensamento crítco de Sérgio Fernandes traz para o espaço público temas relevantes da realidade objectiva angolana, centrada em sonhos, pesadelos, desilusões e demência da personagem Lázaro Fernandes.

Diferente do seu primeiro livro de contos, também editado pela Asa de Papel Editora, com O Advento da Loucura, o escritor de 37 anos pretende atingir maior número de leitores, por isso, depois da apresentação oficial, na próxima quarta-feira (10), a editora projecta vários outros pontos de distibuição.

O Advento da Loucura é um romance sobre Angola, a África e o mundo. Sérgio Fernandes resume nesta entrevista a perspectiva da obra.

Sérgio Fernandes lança obra literária sobre o contexto político, económico e social do país

A pobreza, a exploração social e a Religião sempre provocaram a sua escrita. Que pensamento crítico levanta nesta obra?

É uma crítica à forma como, às vezes, as sociedades colocam os seus cidadãos em condições de extrema pressão psicológica. Hoje temos mais pessoas com problemas psicológicos, fruto de contextos mais difíceis e como temos tratado dessas pessoas? Temos de pensar nisso, a partir da própria família.

Escrever um livro implica tomar decisões sobre certos aspectos e temas da realidade objectiva. Que mensagens quer fazer passar com esta obra?

No fundo é uma mensagem de que precisamos prestar mais atenção ao estado psicológico das pessoas. Quando as crises chegam, pensamos rapidamente em como fazer as pessoas recuperar, os empregos, o poder de compra, os investimentos, mas ainda não temos pensado em como recuperar a sanidade mental das pessoas depois de choques e traumas profundos. O pensamento está na origem de toda a acção, se as pessoas não estão bem psicologicamente, não podemos esperar que tenham atitudes e comportamentos correctos.

O que dela espera?

Espero que ajude (pelo menos os leitores) a perceber o impacto que o contexto económico, social, e político pode ter sobre a mente das pessoas e que ajude as pessoas a aprender a olhar o outro, sobretudo aqueles que precisam de apoio psicológico, com empatia.

É um livro sobre “delírios e mentes perturbadas”. A que contexto remete a narrativa e porquê?

O contexto é qualquer contexto de profundas mudanças sociais, económicas e/ou políticas. Pode ser o contexto actual de grande dificuldade económica, pode ser o contexto do eclodir da guerra civil, ou contexto do pós-independência ou da abertura democrática com as primeiras eleições em Angola. Mas, deixa-me dizer que esse contexto não foi criado a pensar exclusivamente em Angola, aplica-se a vários países, sobretudo em África.

De que delírios e mentes perturbadas retrata?

São vários os delírios e os problemas psicológicos que aparecem aqui, depressão, ansiedade, mania da perseguição, medo excessivo entre outros.

as cargas mais recentes

Shane Maquemba disponibiliza single ‘Sorry’

há 6 meses
Trata-se do primeiro fruto da parceria do cantor com a Blue Sky Records, a sua mais nova representante em Angola. ‘Sorry’ é um R&B romântico produzido por Chilima e masterizada pelo produtor Brasileiro Wagner Dereck.

MCK e Kool Klever iniciam projecto de levar o “Rap Académico” às comunidades

há 2 anos
O projecto foi lançado no início do ano passado mas, devido à situação pandémica, não foi possível prosseguir naquele ano e arranca este mês com dois espectáculos, sendo o primeiro no Cazenga e segundo no município de Viana.

Sabia que hoje assinala-se o Dia da Música Estranha?

há 2 anos
O Dia Internacional da Música Estranha foi criado por Patrick Grant, um músico e compositor de Nova Iorque que queria colocar as pessoas a ouvirem e a tocarem tipos de música que nunca tinham ouvido e tocado antes.

Show Do Mês venera cinco estrelas da música angolana que partiram este ano

há 2 anos
Os músicos Kweno Ayonda, Waldemar Bastos, Carlos Burity, Jivago e Teta Lágrimas, falecidos este ano por doença, serão homenageados pelo Show do Mês com um grande espectáculo.

Cardi B pede a Joe Biden para não fazer falsas promessas eleitorais

há 2 anos
Durante uma conversa que manteve com o candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, a cantora norte-americana foi frontal e pediu ao concorrente para não fazer falsas promessas eleitorais para conseguir votos.

Davido na linha da frente dos protestos na Nigéria

há 2 anos
O músico nigeriano juntou-se este sábado a uma manifestação para exigir o fim da brutalidade policial no seu país. “Não devemos recuar até que as nossas reivindicações sejam atendidas”.

Idoso de 100 anos arrecada o equivalente a 30 mil milhões de Kwanzas ao cantar uma música

há 2 anos

Alkinoos lança “Thursday: Weya”, um hino de agradecimento à sua terra natal

há 2 anos
Nesta homenagem, o rapper nato do Lubango, desafia-se numa vibe de música tradicional, trazida pela secção rítmica, acompanhada de rimas características do Rap e melodias mais TrapSoul.

Após destaque no Moda Luanda, Scró Q Cuia e Nerú Americano anunciam álbum de estreia

há 2 anos
Há dois anos era impossível pensar numa relação entre ambos. Scró Q Cuia e Nerú Americano vêm provando que são verdadeiros profissionais ao criarem os “Pintins”. A dupla anuncia o álbum de estreia, fala do tempo que vai durar a parceria, enumera as conquistas e desvenda os segredos da tamanha cumplicidade, deixando palavras de apreço para os angolanos.

Cultura nacional contará com frequência radiofónica exclusiva

há 1 ano
Recatalogada como prioridade pelo Presidente do Conselho de Administração, Pedro Cabral, a iniciativa que está prestes a ser concretizada, já é tida como um projecto “muito bem conseguido” e aguardado com expectativa por profissionais do ramo.

Já são conhecidos os detalhes da oitava edição do projecto “Ponte Cultural”

há 6 meses
Foi apresentado esta semana em conferência de Imprensa o Projecto Musical Voluntário, denominado “Ponte Cultural”, da Fundação Arte e Cultura. Na sua oitava edição, o projecto será pautado pelo intercambio entre os artistas de Angola Bruno M, Glória da Lu e Cleyton M, e de Israel Noa Zulu e Avner Hodorov.

Rihanna é nomeada Heroína Nacional de Barbados, na cerimónia de Independência do país

há 10 meses
Rihanna foi homenageada ontem na sua terra natal, durante a posse presidencial de Dame Sandra Mason. A data marca uma nova era para Barbados, o país se tornou uma república após encerrar o papel de 55 anos da Rainha como chefe de Estado, informou a CNN.

Nick Cannon deixa rivalidade de lado e reconhece que Eminem tem o melhor flow de todos os tempos

há 2 anos
Apesar do passado sórdido de Cannon e Shady, a personalidade da rádio Power 106 não pode negar o talento do rival. Durante o novo segmento “World Famous Top 5” de Cannon, elegeu os 5 Melhores Flows no Rap – e Eminem está no topo.

Morreu músico Waldemar Bastos

há 2 anos
O músico angolano Waldemar Bastos morreu aos 66 anos de idade, em Portugal, vítima de prolongada doença.

Trump ataca “músicos” na campanha

há 2 anos
Uma das visadas foi Lady Gaga, que fez recentemente campanha pelo principal adversário de Trump nas eleições, Joe Biden.

Miguel Neto elege Dr. Romeu como melhor rapper nacional de todos os tempos

há 8 meses
Miguel Neto considerou, na tarde de hoje, durante o programa ‘A Tarde é Nossa’, que Dr. Romeu é o melhor rapper angolano de todos os tempos. O radialista não sustentou a sua afirmação enumerando particularidades do rapper, se ateu dizendo que até aos dias de hoje, foi o único que despertou a sua mente.