Sérgio Fernandes lança obra literária sobre o contexto político, económico e social do país

O livro já está disponível para pré-venda e o lançamento oficial acontece na próxima quarta-feira, 10 de Novembro, na Praça da Unidade Africa, em Luanda. Na obra literária, o autor apresenta o impacto psicológico das transformações económicas, sociais e políticas, ao mesmo tempo que desenha o desespero das pessoas em relação a estas mudanças.

O pensamento crítco de Sérgio Fernandes traz para o espaço público temas relevantes da realidade objectiva angolana, centrada em sonhos, pesadelos, desilusões e demência da personagem Lázaro Fernandes.

Diferente do seu primeiro livro de contos, também editado pela Asa de Papel Editora, com O Advento da Loucura, o escritor de 37 anos pretende atingir maior número de leitores, por isso, depois da apresentação oficial, na próxima quarta-feira (10), a editora projecta vários outros pontos de distibuição.

O Advento da Loucura é um romance sobre Angola, a África e o mundo. Sérgio Fernandes resume nesta entrevista a perspectiva da obra.

Sérgio Fernandes lança obra literária sobre o contexto político, económico e social do país

A pobreza, a exploração social e a Religião sempre provocaram a sua escrita. Que pensamento crítico levanta nesta obra?

É uma crítica à forma como, às vezes, as sociedades colocam os seus cidadãos em condições de extrema pressão psicológica. Hoje temos mais pessoas com problemas psicológicos, fruto de contextos mais difíceis e como temos tratado dessas pessoas? Temos de pensar nisso, a partir da própria família.

Escrever um livro implica tomar decisões sobre certos aspectos e temas da realidade objectiva. Que mensagens quer fazer passar com esta obra?

No fundo é uma mensagem de que precisamos prestar mais atenção ao estado psicológico das pessoas. Quando as crises chegam, pensamos rapidamente em como fazer as pessoas recuperar, os empregos, o poder de compra, os investimentos, mas ainda não temos pensado em como recuperar a sanidade mental das pessoas depois de choques e traumas profundos. O pensamento está na origem de toda a acção, se as pessoas não estão bem psicologicamente, não podemos esperar que tenham atitudes e comportamentos correctos.

O que dela espera?

Espero que ajude (pelo menos os leitores) a perceber o impacto que o contexto económico, social, e político pode ter sobre a mente das pessoas e que ajude as pessoas a aprender a olhar o outro, sobretudo aqueles que precisam de apoio psicológico, com empatia.

É um livro sobre “delírios e mentes perturbadas”. A que contexto remete a narrativa e porquê?

O contexto é qualquer contexto de profundas mudanças sociais, económicas e/ou políticas. Pode ser o contexto actual de grande dificuldade económica, pode ser o contexto do eclodir da guerra civil, ou contexto do pós-independência ou da abertura democrática com as primeiras eleições em Angola. Mas, deixa-me dizer que esse contexto não foi criado a pensar exclusivamente em Angola, aplica-se a vários países, sobretudo em África.

De que delírios e mentes perturbadas retrata?

São vários os delírios e os problemas psicológicos que aparecem aqui, depressão, ansiedade, mania da perseguição, medo excessivo entre outros.

as cargas mais recentes

Vencedora do Prémio Camões 2021, Paulina Chiziane, prestigia Diálogos Culturais já amanhã

há 3 meses
Em Luanda desde a semana finda a convite de Yuri da Cunha e Isidro Fortunato, mentor do Movimento Ubuntu, a vinda da escritora moçambicana tem impulsionado uma série de “encontros” em prol do intercâmbio cultural e vai culminar com o `Especial Diálogos Culturais’ , a ter lugar amanhã, na Universidade Gregório Semedo.

Dennis Samaya: voz do World Music em Angola na mira de produtora internacional

há 2 anos
Dennis Samaya reinventou-se e tem em mesa um contrato com uma grande produtora internacional com a qual vai lançar, ainda este ano, um LP.

House Dance, o improviso perfeito

há 2 anos
Afro-house é frequentemente comparado ao estilo Kuduro, pela sua forma de expressão, movimentos e ritmos. Podemos dizer que na classificação de dança, o Afro-house é um grupo de dança mais abrangente e engloba o Kuduro e outros estilos de dança africana, sendo o Kuduro daça especificamente angolana e tem as suas características diferenciadoras.

De Michelle Obama a Kamala Harris: Entenda o activismo disfarçado na elegância dos looks

há 1 ano
Por trás de tamanha imponência, três alusões foram feitas propositadamente: o movimento das sufragista, a união dos partidos e a representatividade de estilistas negros.

Regresso do Show do Mês ao formato original leva público a delírio

há 6 meses

Mãe de XXXTENTACION é atacada por fãs e acusada de manchar o legado do filho

há 2 anos
Tudo aconteceu após Cleopatra Bernard fazer um live no Instagram do rapper para promover outro artista. Cerca de 18,2 milhões de seguidores receberam uma notificação de que o rapper já morto há mais de dois anos, estava em directo, o que acabou por desencadear ataques à progenitora de XXX.

Leonel Messi quer sair do Barça em 2021

há 2 anos
Nos últimos dias, instalou-se o mal-estar no balneário da equipa catalã, devido os maus resultados, sobretudo depois do reinício do campeonato. A Cadena SER avança que o avançado argentino pretende terminar o contrato e sair do Barça em 2021.

Conheça todos os vencedores da VII edição do Angola Music Awards

há 1 ano
Com um total de 26 categorias, a sétima edição do prestigiado concurso para a valorização da música angolana viu consagrar nomes como Anna Joyce, Yola Semedo, Patrícia Faria, Cheketela, Prodígio e dupla ou grupos como Scró Q Kuia, Força Suprema e Mobbers.

Detergente e Smash apresentam “hits” no reportório

há 2 anos
Os produtores Detergente e Smash são os convidados da Revista Carga para quarta edição da rubrica “Reportório”, na próxima sexta-feira (26), onde cada um vai exibir os seus maiores “hits”.

DJ Sidney: “O Hip Hop moçambicano é o melhor dos PALOP”

há 2 anos
DJ Sidney ou simplesmente Sidney Movie é o director-geral e executivo da GM Record, produtora que trabalha com nomes como Duas Caras, Hernâni da Silva, Azagaia e Escudo (Dinastia Bantu). Por outro lado, também dá oportunidade para jovens em início de carreira, ou menos conhecidos.

Novo Samurai: Deejay Soneca rende tributo a Samurai com uma mixtape

há 7 meses
Desenhada por Deejay Soneca, a nova mixtape é mais um reconhecimento ao trabalho de excelência realizado por Dj Samurai, com destaque para a saga de mixtapes “O Último Samurai”, bem como dar seguimento ao conceito “Street Rap”.

Concurso para atribuição de bolsas de estudos nas áreas da Música e Artes Cénicas encerra dia 9 de Novembro

há 2 anos
No âmbito do projecto da União Europeia Procultura, o Camões, I.P. anuncia a publicação de um convite em duas fases à apresentação de propostas de projecto que tenham por objectivo criar emprego durável e rendimento sustentável nos setores da música, artes cénicas e literatura infantojuvenil nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste.

Vencedores do prémio `Ensa-Arte 2020´são conhecidos hoje

há 1 ano
A 15ª edição de entrega de prémios Ensa- Artes, voltada para as artes plástica acontece hoje com transmissão em directo no programa Janela Aberta, na TPA1.

Rick Baby × Márciouz “93” disponibilizam finalmente o EP `Naturalmente´

há 1 ano
À Carga Magazine, o integrante da produtora Combinasons, informou que por imperativos da pandemia, o aguardado EP, que foi anunciado no ano passado, vai chegar às plataformas de streaming na próxima sexta feira, dia 14 de Maio.

Programa que memora a vida e obra de Amália estreia segunda temporada

há 1 ano
Intitula-se Em Casa d’Amália e foi criado em alusão ao centenário da icónica fadista, em 2020, numa parceria entre a Fundação Amália Rodrigues e a RTP.

R.Kelly: Advogados voltam a pedir liberdade condicional, após cantor sofrer duas agressões em menos de uma semana

há 2 anos
Preso por acusações de crimes sexuais em jurisdições distintas, nomeadamente: Chicago, Nova York e Minnesota, Robert Kelly tem sido alvo de “maus tratos” dentro da própria cela.