Seteca: Um nome pequeno com grandes ambições na música

Com 10 anos de experiência, Seteca revela-se como a mais nova aposta do Semba e Kizomba. Seus temas “Do outro”, “Nascer do sol” e “Grande amor”, disponíveis na Internet, podem asseguar a sua permanência no mercado.

Além de espelhar o dia-a dia das relações afectivas, a música de Seteca ensina as pessoas a cultivarem o altruísmo e traça o caminho para o amor próprio e um país próspero.

Seu envolvimento com a música começou na infância, por influência de artistas como Michael jackson e Irmãos Almeida e hoje a particularidade dos seus temas coloca-o entre as vozes mais promissoras da nova geração.

O cantor, letrista e intérprete quer imprir uma nova dinâmina na música angolana. Aparece com uma linguagem simples, capaz de atrair crianças, jovens e idosos, por isso acredita que pode conquistar o mercado musical e garantir seu espaço no music hall nacional. 

Seteca: Um nome pequeno com grandes ambições na música

Além do Nascer do Sol e Amor, que outros temas lançou ou participou? Tenho “Do outro”, “Nascer do sol” “Olha só e por último “Grande amor” lançado recentemente no dia 28 de Novembro.

Por que opta por trazer esses temas nas suas músicas? Escolho estes temas para tocar nos corações de quem ama, para um povo e um ser batalhador acreditar em seus trajectos para a vida e o sucesso. Em suma, para ouvirem e serem tocados pela mensagem.

Quais são os seus maiores desafios? Fazer com que a minha música seja ouvida mundialmente.

O que está a ser mais difícil nesta fase da sua carreira? Me impor no music hall Angolano, mas estamos num bom caminho para tal.

Como avalia a sua carreira desde que começou? Sente que está onde gostaria de estar neste momento? Desde que comecei noto melhorias relacionado ao canto e apresentação em palco. Ainda não, sinto, ainda tenho de trabalhar mais e mostrar o meu potencial.

E onde é que acha que devia estar e porquê? Devo estar no leque dos jovens músicos angolanos. Por eu fazer música boa e de qualidade.

Por que acha que está nesse nível? Devido as certas oportunidades que não aparecem. Mas tenho fé que aparecerá.

Em que está a trabalhar neste exacto momento? Neste momento estou a trabalhar na música “Katy”.

Como é que pretende fechar o ano e com que projectos pensa abrir o 2022?Pretendo fechar em grande, com eventos e mais aparições em TVs. Plano para 2022 é continuar a divulgar as minhas músicas e quem sabe até o meiado d ano lançar uma E.P.

as cargas mais recentes

Presidente da Fundação Palmarés restringe acesso dos rappers na instituição

há 3 anos
A intenção do líder associativo foi motivada por sátiras nas redes sociais, através da página RapFalando, que descrevia o líder cultural como “careca”.

Quarteto Fantástico apresenta “tour Palavras, palavrinhas, PALAVRÕES para voz”

há 1 ano
A Art Sem Letra informa que o Quarteto Fantástico da poesia falada em Angola, regressa aos palcos quatro meses depois com mega tour Palavras, palavrinhas, PALAVRÕES para voz, nos dias 05, 13, 20, 26 de Novembro e 02 de Dezembro, no Camões, Casa da Juventude, Casa Rede, Zap Cinemas e Centro Cultural Brasil Angola, todos os espectáculos às 18 horas. Nas palavras dos protagonistas, “a tuor é resultado da reflexão de que as palavras são coisas vindas da boca e outras vindas do papel… os olhos e os ouvidos podem não concordar, mas insistimos. No papel as Palavras são sempre PALAVRINHAS já vindas da boca são PALAVÕES. Porque a voz lhe dá tamanho, a voz não tem a obrigação de economizar como as gráficas Conforme Fernando Carlos, um dos rostos do grupo “PALAVRÕES não é um espetáculo de PALAVRAS e PALAVRINHAS obscenas ou pornográficas… Não vamos sujar a boca nem envenenar ouvidos. PALAVÕES é uma matemática gramatical que nós decidimos experimentar aonde várias PALAVINHAS somadas umas com as outras resultarão em PALAVRAS energéticas, provocadoras, aliciantes e analgéticas como os verdadeiros PALAVRÕES” Com passagem nas principais salas de espetáculos de Luanda, o grupo Spoken Mais, formado por Irene A mosi, Fernando Carlos, Nzola Kuzidíua e Willi Ribeiro, encontra nesta tour de cinco (5) noites de poesia e performance a oportunidade ideal para fechar o ciclo que teve início à 26 de Fevereiro ano de 2021 de um projecto que redefiniu a poesia como um meio de atuação e cria um mundo onde a arte da palavra faça parte da vida diária e seja apreciada por todos e todas. Kiaco Zambo, produtor executivo do evento, falou para os nossos microfones que a “TOUR PALAVRÕES” é mais uma iniciativa inédita da Agência Criativa Art Sem Letra, que tem de forma constantes apresentar projectos de encher os olhos. “Teremos uma das melhores ou se não a melhor experiência artística em um espetáculo de poesia e performance produzida em Angola com várias razões para com solidar a poesia falada. O evento é uma produção da Art Sem Letra, Agência Artística e Criativa, educacional e sustentável, centrada na economia criativa com objectivo de ligar e libertar mentes por meio da arte.

Após denúncia de ex-namorada, polícia apreende réplica de fuzil na residência de Nego do Borel

há 2 anos
A acção aconteceu a fim de averiguar a veracidade da denúncia feita por Duda Reis, que consistia na posse de um fuzil, mas era na verdade uma réplica de fuzil, usada para a prática de airsoft.

Mariah Carey abandona Roc Nation após “brigar” com Jay-Z

há 1 ano
A Carga visitou o site da Roc Nation e, para surpresa, o nome da cantora já foi retirado da lista onde constam nomes como Alicia Keys, Megan Thee Stallion, Rihanna e Christina Aguilera .

Começou nas festas do Zango, hoje Dj Xandy deixa sua marca em África

há 2 anos
Dj Xandy notabilizou-se nas festas e bares dos bairros de Luanda e hoje assume e produz vários eventos e artistas. Com 12 anos de carreira, é conhecido por divulgar o Afro House e já lançou um EP nesse estilo.

Angola com mais de mil candidatos a monumentos históricos

há 3 anos

Polish Women Seeing Culture

há 6 meses

Fãs revoltados com Madonna por causa de uma fotografia

há 2 anos
Após o lançamento de “Madame X” (2019), a “Rainha do Pop” teve várias aparições. Há alguns meses, Madonna esteve em silêncio devido à pandemia do Covid-19. Esta segunda-feira, a autora de “Papa Don’t Preach” voltou a aparecer e causou revolta a alguns internauras, tudo por causa de uma fotografia em topless.

Bonga abre espaço de discussões sobre a preservação da memória cultural africana

há 1 ano
O músico Bonga e o pesquisador e defensor da cultura angolana, Horácio Dá Mesquita, abrem hoje o “Conversas Entre Os Kotas”, um espaço de diálogo que permitirá criar ponte entre gerações por meio de narrativas de vivências de vida social e artística.

Tá a Bater Show com Gerilson Insrael acontece já neste domingo

há 2 anos
O próximo domingo, 11 de Abril, está reservado para o músico que rapidamente conquistou o País com a canção “Minha bêbada”.

Kelly Silva dá nova roupagem à música `Casos de Amor´ em novo álbum

há 1 ano
O remake da música original de Euclides da Lomba, traz a participação de Yannick Afromen e fará parte do novo álbum de Kelly Silva, que intitular-se-á `20/20´, cuja previsão de lançamento é para Dezembro deste ano.

50 Cent convida Riquinho para co-produzir seus espectáculos

há 1 ano
O homem forte da música angolana não só co-produzirá espectáculos do líder da G-Unit, como também direccionou seu core business e passará a promover a música nacional no mercado norte-americano, colocando nossos artistas a actuarem nos principais palcos internacionais.

Moreira Chonguiça: Lança própria marca de saxofones e apresenta ao presidente moçambicano

há 2 anos
O saxofonista moçambicano Moreira Chonguiça apresentou terça-feira ao chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, a sua marca de saxofones, instrumento produzido em Moçambique e que visa promover o gosto pela musica entre os jovens.

Céline Dion: Da magreza extrema a fashionista favorita das marcas

há 2 anos
Colecções da Dior, Chanel, Oscar de la Renta e muitas outras marcas, têm-na como número um e, garantem que os looks só ganham vida pela performance de Céline.

T-Pain lança livro de cocktails ‘Can I Mix You a Drink?’

há 2 anos
O nativo de Tallahassee partilhou que a ideia surgiu em conjunto com a autora Kathy Iandoli e, que no intuito de fazer algo inovador na sua carreira, este conceito, de combinar a paixão pela música com o amor por beber. E em vez de te comprar uma bebida, desta vez, T-Pain vai mostrar-nos como fazer uma.

Paul McCartney lança disco com canções tocadas pelos Beatles

há 2 anos
O futuro lançamento se junta a dois outros álbuns, McCartney e McCartney II, criados unicamente pelo músico de 78 anos em momentos críticos de sua vida, nos anos 1970 e 1980, em que buscava um renascimento criativo.