Sílvio Nascimento lança petição para impedir que Jada Smith produza filme sobre Rainha Njinga

A notícia, na semana passada, sobre a produção de uma obra filmográfica documental dirigida por Jada Pinket, sobre a história de Rainha Njinga está a ser objecto de inúmeras contestações por parte dos artistas, sobretudo os ligados ao cinema e teatro.

Após protestar nas suas redes sociais, e ser apoiado pelos colegas, o actor e produtor angolano Sílvio Nascimento lançou hoje um abaixo-assinado, “exigindo resposta e reparação do erro”, pois entende que, se a Netflix quiser contar a história sobre a rainha angolana, os produtores e actores angolanos devem ser parte do processo.

“Exigimos respostas e reparação do erro, se vão contar a nossa história, que sejamos parte integrante do processo e respeitados a todos os níveis. Chega de usaram a nossa identidade cultural para elevação de terceiros enquanto nós parecemos sem produção de conteúdos por falta de aceitação internacional!”, exige.

Sílvio Nascimento justifica suas contestações, relatando que a Netflix rejeitou o filme e a séria sobre Njinga, produzida em 2013 pela Semba Comunicação, alegando que a plataforma “não estava interessada nos conteúdos dos PALOP”.

“Mostrámos o filme e a série Njinga Rainha de Angola produzida pela Semba comunicação em 2013 em nome de Angola e disseram que não interessava, agora estão a fazer um documentário que consta a história da Rainha Njinga Mbandi,  sem que Angola tenha algum benefício disso, não está a ser filmado em Angola, nem consta equipa técnica e actores angolanos, achamos isso repugnante e roça a usurpação cultural para benefício próprio, onde contam a nossa história sob o seu ponto de vista, e muitas vezes distorcendo os factos reais, usando a sua narrativa sobre nós, não podemos continuar a tolerar isso”, justificou o actor na petição.

as cargas mais recentes

Show do Mês com “vassouradas digital”

há 2 anos
Depois de Angola 70, Os Jovens do Prenda e Ary, é a vez dos Kiezos fazerem a transição do palco do Show do Mês, com público (ao vivo), para o digital.

Boss Alírio traz novo EP com participações surpreendentes

há 2 anos
Dois anos depois do lançamento do Focado Vol.2, Boss Alírio regressa à arena musical com novo EP. A terceira obra do rapper contém 12 faixas musicais e conta com participações inéditas.

Kanye West revela que já foi alcoólatra: “Tomava Vodka no café da manhã”

há 2 anos
Durante uma entrevista com a revista GQ, o rapper admitiu que chegou a tomar vodka com suco de laranja no café da manhã, e comentou sobre como a pressão das nomeações o levaram parcialmente ao alcoolismo.

Soulja Boy compra briga com lutadores após afirmar que o “Rap está mais falso que o WWE”

há 11 meses
O facto é que a troca de Twittes ofensivos não determina que a rivalidade vai se desenrolar futuramente, mas os lutadores não descartaram uma luta corpo a corpo se Soulja Boy não for cuidadoso.

Sintoniza Viva Nation Rádio: Conversation a dois

há 12 meses
O programa `Conversation a dois´ chegou à programação da plataforma de rádio online “Viva Nation Rádio” para servir de veículo de divulgação da música Palop no resto do continente.

Ary prova que mesmo online pode se fazer bons shows

há 2 anos
A cantora Ary deu no sábado (11 de Abril) uma “aula” de como de faz um concerto Live (online). Afinal é possível fazer bons concertos pelas redes sociais, sem parecerem que estão a ser forçados.

Polícia faz buscas e apreende o equivalente a 56 milhões de Kwanzas de Nego do Borel

há 12 meses
As buscas e apreensões estão relaccionadas com a participação que Duda Reis, ex-noiva do músico brasileiro, prestou na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) há 15 dias, alegando que Nego de Borel a teria agredido constantemente durante o relacionamento amoroso que terminou em Dezembro do ano passado.

Filha de DMX vai participar no álbum póstumo do rapper

há 9 meses
A filha de DMX, Sonovah Hillman Jr., de 8 anos, será apresentada no próximo álbum do rapper. Espera-se que a colaboração impulsione a carreira da jovem promissora no Hip Hop.

Prenda de Natal: Milionário Records apresenta colectânea musical

há 1 ano
Chega ao mercado angolano uma colectânea de canções sugestivas, repleta de estrelas da editora milonário records, apresentando vinte e oito músicas de doze artistas, que fazem parte da extensa família MR, cujo lançamento será feito durante quinze dias, trazendo várias propostas musicais no estilo Kizomba, R&B, Naija, Guetto Zouk, para este período fraternal do ano.

Koffi Olomide assina com produtora dirigida por angolano e anuncia novo álbum

há 5 meses
O “Rei do Soukus” prepara-se para colocar “Légende” (lenda), no mercado. O álbum sai num momento em que acabou por assinar com a Goldmann, produtora gerida pelo angolano Mário Kiesse da Costa.

DJ Walgee confirma rumores sobre o Covid-19

há 2 anos
O DJ confirmou as informações que circulam em várias plataformas digitais sobre o teste positivo, mas garantiu, durante uma conversa via Skype a partir de Miami, que já se sente melhor.

Trocaram o mundo do crime pela música e se tornaram o fenómeno do Rap nacional

há 1 ano
Antes de se tornarem a febre do momento, os Séketxe estavam metidos no mundo do crime . Este grupo está a introduzir uma nova onda no Rap angolano. Criou o Rap-Cia, um subgénero do Trap que resulta da fusão entre o Kuduro e o Rap. Conquistou o respeito de artistas como MC Cabinda e tem atraído muita popularidade.

Fotogaleria: Phathar Mak homenageia Mamborrô em concerto intimista

há 3 meses

Óscar 2021 pode ser adiado

há 2 anos
A cerimónia está agendada para 28 de Fevereiro de 2021, mas a pandemia do coronavírus deixou o cenário incerto. A Academia já havia anunciado que irá considerar filmes não lançados directamente nos cinemas como elegíveis, que de certa forma aumentou os rumores de que o evento pode ser adiado.

Mariza grava álbum em homenagem a Amália Rodrigues

há 1 ano
Com o título “Mariza Canta Amália”, o disco visa homenagear um dos grandes nomes do cancioneiro português, falecida em 1999.

Já são conhecidos os artistas Seleccionados para a Residência Artística LUUANDA

há 5 meses
Num total de 27 candidaturas recebidas, foram selecionados seis artistas, que vão participar da 2ª Edição da Residência Artística LUUANDA. A exemplo da edição de estreia, LUUANDA acontece em Outubro, com a duração de três semanas e que vem desafiar os “eleitos”, a trabalharem sob o tema `Fronteiras Perdidas´, de José Eduardo Agualusa.