Tony Frampênio enriquece biblioteca teatral com o lançamento de três obras

A literatura direccionada ao teatro receberá mais três títulos no próximo dia 6 de Julho, A Raiva, A Grande Questão e o Teatro Da Tarimba. Tratam-se das primeiras obras em livro do autor, após tê-las adaptado em peças teatrais e publicadas em DVD.

Nas obras não descritas como trilogia, mas que por sinal se completam, o teatrólogo angolano espelha o estudo científico da nossa realidade, no que ao teatro diz respeito e, é destinada ao público amante da arte, do teatro em particular, estudantes, jornalistas culturais e a sociedade em geral

A serem lançadas numa cerimónia que terá lugar na União dos Escritores Angolanos, na data acima citada, foram editadas pela Metabooks (editora brasileira sediada em São Paulo) e veem sendo preparadas desde 2010. O produto final é uma mais valia para o teatro, pois não é praxe o lançamento de obras dramáticas em livro e tampouco se fazem estudos sobre teatro que versam a realidade desta arte de resistência.

À Carga Magazine, o autor explicou que elas diferem na forma e conteúdo: A Raiva e A Grande Questão são obras dramáticas e abordam a problemática sociocultural, política e económica do país, particularmente da cidade de Luanda. Estas duas obras já foram publicadas em DVD e vendidas na Praça da Independência em 2010, para além de já terem sido vencedoras do prémio cidade de Luanda (2009 e 2010, respectivamente).

Tony Frampênio enriquece biblioteca teatral com o lançamento de três obras

Como surge a oportunidade de lançar três obras em condições atípicas… num contexto pandémico em que está tudo mais difícil?
De facto nunca houve apoio, nem condições para que fossem publicadas anteriormente em livro. Em 2018 quando terminei a minha licenciatura em teatro, enviamos o trabalho final à editora metabooks e, eles aprovaram as 3 obras. Fomos em busca de apoio, durante este período de pandemia e a obtivemos através da Sociedade Mineira de Catoca, a Fundação Brilhante, a ACHE, a Tipografia Corimba e outros parceiros, que deram-nos percentagens do valor global que solicitamos, que juntando tudo serviu para que pudéssemos pagar a impressão, diagramação e revisão dos livros. Ter hoje os livros em mãos só foi possível graças a esses apoios em cima mencionados.

Quanto tempo necessitou para a concepção das obras e quais as maiores dificuldades?
A Raiva e A Grande Questão já existiam como obras de teatro, encenadas em palco há 10 anos. Para a sua concepção em livro levou 2 anos. Já o Teatro Da Tarimba, o meu trabalho de licenciatura, levou 7 anos de estudo e preparação, até o formato final em livro. As grandes dificuldades foram encontrar apoios (financeiros e documental) durante as pesquisas. Poucas pessoas estão dispostas a apoiar pesquisadores, principalmente na área da cultura – das artes precisamente.

Todas elas são destinadas a ala artística ou ao público em geral?
Apesar de serem obras de arte, teatro, elas podem ser consumidas por um público heterogéneo. Pois nelas contém a história do povo angolano. A sua identidade, a sua cultura, e muitos dados importantes, relevantes mesmo, para consulta e ajuda na explicação e resolução de fenómenos culturais da nossa sociedade. Obviamente que a classe artística e os académicos terão maior interesse nelas. 

Podemos considera-las como `Guias básicos da matéria teatral´ com conteúdo didático ou trata-se apenas de relatos da sua visão, experiência e trajectória?
O Teatro Da Tarimba é um manual de estudo para análise teatral. Talvez seja o primeiro em Angola com a profundidade que se apresenta. Para além de Mena Abrantes que tem feito já vários estudos sobre o teatro angolano, este nosso trabalho é o mais recente e didático que está sendo publicado para todos os artistas. 

Como avalia o teatro que se faz a nível nacional?
Ainda não temos um teatro nacional na acepção do termo “Nação”. Um teatro que instiga os fenómenos da nossa cultura e que funciona como um verdadeiro veículo de exaltação da angolanidade. Este teatro existiu nos anos 80 com o casamento que se verificava com a literatura de Pepetela, Costa Andrade Ndunduma, Manuel Rui Monteiro, Uanhenga Xito, Óscar Ribas, José Mena Abrantes e outros Escritores da época. Hoje o que se verifica é um divórcio do teatro com a literatura, o que de certo modo, belisca o valor axiológico que esta disciplina artística aufere e, concomitantemente, desvaloriza, com o actual teatro praticado, de pouca profundidade filosófica e estética, aquilo que deveria ser chamado de Teatro Nacional.

Que factores estão aliados a isto? Aliada a isto, há um conjunto de factores que em nada contribuem para que se possa dirimir a problemática do teatro em Angola; a falta de políticas claras e pragmáticas, as poucas e degradadas infraestruturas existentes, a falta de formação de qualidade, a falta de incentivos e promoção das artes, e outros tantos factores que relegam o teatro a condição de produto não rentável para a economia do país. O que existe, de acordo com Mena Abrantes, é a vontade dos fazedores de teatro que conflitua com todas as dificuldades que fizemos referência em cima. É, também, por esse motivo que o nosso estudo denomina-se Teatro Da Tarimba. 

E o estado de estudos científico desta área, em que pé anda?
Como disse também anteriormente, quase não existe estudos científicos nesta área. Mena Abrantes é um dos poucos. Temos também a Drª. Agnela Barros, o Prof. Africano Kangombe e talvez mais alguns na floresta do mayombe. Por isso, nós, enquanto um dos primeiros quadros formados em Angola nesta área, estamos preocupados com a situação e, de maneira a contribuir na resolução do problema, estamos a lançar estas obras, que muito ajudarão a colmatar a lacuna existente. 

Em meio às adversidades que citou acima, qual é então o balanço que faz dos seus muitos anos dedicados a arte?
Positivo. Hoje sou formado e especialista na área. Sou profissional há 28 anos. Sou professor da Faculdade de Artes e do Instituto Superior Politécnico Metropolitano de Angola – IMETRO. Não me sinto realizado, por isso continuo frequentado o mestrado em Literatura no Instituto Superior de Ciências da Educação – ISCED – Luanda. O objectivo mesmo é poder viver da arte como um profissional da saúde ou educação vive, auferindo um salário digno.

as cargas mais recentes

DMX revela que é tripolar

há 2 anos
A revelação foi feita durante o “Ruff Ryders Chronicles”, transmitido pelo canal BET. Durante a entrevista de Earl Simmons, nome de registo de DMX, que tomou um rumo mais emocional, por ser confrontado com o assunto das suas múltiplas personalidades.

Don Kikas apresenta novo álbum em concerto

há 9 meses
Dia 25 de Março, “Livre” o sétimo álbum do artista, será apresentado num concerto a ter lugar no Capitólio. Além da apresentação das 14 faixas musicais do novo álbum, o artista trará várias surpresas em palco.

Anselmo Ralph actua no Santa Casa Portugal ao Vivo

há 1 ano
O Santa Casa Portugal Ao Vivo está de regresso para uma 2ª edição e um dos artistas convidados é Anselmo Ralph, 17 Junho no Campo Pequeno (Lisboa) e 18 de Junho Super Bock Arena, Pavilhão Rosa Mota (Porto), são duas datas a reter.

Voleibol: 1ª de Agosto anuncia a extinção da terceira modalidade com mais títulos

há 2 anos
O Clube desportivo do 1ª de Agosto decidiu extinguir, esta sexta-feira, a modalidade de Voleibol em todos os escalões e em ambos os géneros. A retirada da terceira modalidade que mais títulos deu ao clube deve-se a problemas financeiros e técnicos.

J. YEN apresenta single de estreia “AWAY”

há 1 ano
Com uma sonoridade semelhante a Jorja Smith, como soa bem este tema de estreia. Com instrumental de Franklin Beats e Afrokillerz, este single irá estrear com um videoclip a ser lançado no mesmo dia no canal YouTube da artista.

Dupla Ela abre agenda cultural de 2021 com o recital `O Kanto D´Ela´

há 2 anos
A estreia d’O Kanto D´Ela, acontece neste sábado, dia 06 de Março, pelas 19 horas, no Centro Cultural Brasil em Angola e dá início à tournée homônima.

Estrela de Missy Elliott já brilha na Calçada da Fama de Hollywood

há 1 ano
Aos 50 anos de idade, dos quais, mais de 25 dedicados ao Hip-Hop, Melissa Arnette Elliott mais conhecida como Missy ‘Misdemenor’ Elliott, acaba de ser honrada com a 2.708ª estrela da Calçada da Fama de Hollywood.

Method Man e Redman protagonizam battle épico ao som de DJ Scratch

há 2 anos
Os rappers da Costa Leste prometeram não se e apresentar uma batalha diferentes das anteriores, e assim o fizeram, para a organização do Verzuz, “foi uma noite especial para o Hip Hop”.

Dj Bruno AG disponibiliza nova música ” Motivação”

há 2 anos
Dj Bruno AG lançou hoje no Kison, o seu mais recente trabalho, intitulado “ Motivação”, com a participação do kudurista Puto Mira e o Rapper Uami Ndongadas.

Argentina conquista Copa América: o 1° título de Messi pela selecção

há 1 ano
A selecção da Argentina derrotou o Brasil por 1 a 0 na final da Copa América, disputada este sábado (10) no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Arnold Schwarzenegger em estreia no Rap

há 2 anos
O actor decidiu colaborar com alguns versos em uma nova música do cantor austríaco Andreas Gabalier, intitulada “Pump it Up – The Motivation Song”. A canção fala de superação, e tem Arnold rimando com citações sobre a sua carreira e frases que o tornaram famoso nas últimas décadas.

Celebrações do nascimento do movimento Hip Hop encerram dia 27 na Universidade Hip Hop Angola

há 2 anos
A Universidade Hip Hop em Angola, tem em curso um ciclo de actividades on line, com transmissão na sua página do Facebook e no seu Canal do YouTube, que incluem Live Show, Deejay Jam, WebTalk, Webinar e Workshop.

Tribunal e SIC tranquilizam artistas: “Processos sobre pirataria são dos mais céleres”

há 2 anos
os crimes de pirataria e a contrafacção de obras musicais audiovisuais e fonográficos podem ser resolvidos em apenas dois meses, caso o lesado decida processar o seu autor, cuja pena é convertida em valor pecuniário.

Já podemos viajar nas “Aventuras de Robbie Wan Kenobie”, o oitavo álbum de Bob da Rage Sense

há 3 anos
O novo álbum de Bob Da Rage Sense chegou hoje, às plataformas digitais. Em dia de celebração de “Star Wars” a saga de George Lucas, Bob, fã acérrimo da obra, edita o seu oitavo álbum, propositadamente intitulado “As Aventuras de Robbie Wan Kenobie” .

Fradique integra corpo de jurados do festival ‘Imagine Science Film Festival’

há 1 ano
O realizador angolano Fradique faz parte do corpo de jurados da 14ª edição do Imagine Science Film Festival (Estados Unidos de America) para categoria de Longa Metragem (Prémio Ciência Nova Onda) que premeia filmes que propõem formas ousadas, singulares e muitas vezes híbridas de comunicar a ciência.

Banda Maravilha “passeia” 28 anos de mestria no palco do `Ao Vivo´

há 1 ano
Emitido originalmente no passado dia 22 de Janeiro, o programa `Ao vivo´ da Zap vai brindar os fãs já este sábado, dia 25 de Setembro, com a reemissão do show protagonizado pelo quinteto que com o reconhecido contributo de antigos integrantes, há 28 anos moderniza o Semba sem deixar máculas.