Twenda: “Neste momento nós somos a cara do Kuduro”

Twenda é um nome estranho para muitos, mas Manda-Chuva, Fogo de Deus e Mulecada, que formam o grupo, são rostos conhecidos do Kuduro, por terem criado o Elenco da Paz. Os  kuduristas vivem actualmente em Portugal e estão a internacionalizar a carreira com um tipo de Kuduro diferente: acústico e com banda.

Quando chegaram a Portugal, o grupo chamava-se Tremenda, mas agora mudar de nome. São os Twenda . Os kuduristas estão no movimento há 12 anos. Durante este percurso fundaram os Elenco da Paz, com o qual publicaram um disco.

“Já produzimos com o grupo Elenco Da Paz, que somos os mentores. Trazemos um kuduro com banda, porque o mercado do Kuduro está na mesmice. Neste momento, nós somos a cara do Kuduro em Angola. Estamos a apostar na Internacionalização”, informou Manda-Chuva.

Os kuduristas prepararam a apresentação de um EP e aguardam pelo lançamento oficial de dois vídeo clipes. “Tal como disse, nós temos uma banda musical constituída por angolanos e estrangeiros. As nossas abordagens vão traduzir a influência do nosso meio”, prosseguiu.

Twenda aproveita o confinamento social para inovar e traçar planos de invasão ao mercado europeu. Recentemente disponibilizaram ‘Cotovelo’. A faixa tem tido boa aceitação e concluem a segunda ‘Ovo’. “Fomos muito criticados pela nossa saída nos Elenco, então demos a resposta neste tema”, argumentou.

Quando questionados sobre a relação que mantém com o grupo que ajudaram a criar, responderam: “Actual elenco está parado. A avalição e que não prestaram atenção ao mercado”.

as cargas mais recentes

Barack Obama escolhe as melhores músicas de 2020

há 10 meses
A semelhança dos anos anteriores, Barack Obama partilhou uma playlist com as canções de que mais gostou em 2020.

Produtor Detergente impulsiona projecto de música infantil `Turma da Adriela´

há 2 meses
Já com o single ‘O Sol Tem Esse Poder’ disponível no YouTube, a Turma da Adriela vem indirectamente, dar resposta ao repto lançado no painel do último Show Piô, sobre a necessidade de incentivar vozes mirins a fazer conteúdos para a sua idade.

Mike Shinoda diz que Linkin Park ajudaram a tornar o Rock “menos branco”

há 1 ano
O guitarrista dos Linkin Park afirmou, durante uma entrevista, sobre o impacto do álbum Hybrid Theory, o primeiro da banda lançado em 2000, que o surgimento do seu grupo ajudou a tornar o Rock “menos branco”.

Meninas do Maculusso preparam grande show

há 2 anos
O reencontro é um tributo aos 28 anos de existência do grupo.

Swizz Beatz reafirma ser fã incondicional de Artur Nunes

há 1 ano
O produtor e esposo de Alicia Keys, Swizz Beatz, provou que é fã incondicional de Artur Nunes ao partilhar um vídeo a dançar o hit “Tia”. O gesto não vem à parte, recentemente, Snoop Dog exibiu sua playlist e Paulo Flores figurava, e no passado, Will Smith impulsionou as vendas de Bonga.

Nucho: “É muito estranho não termos agências que consigam apanhar um artista do anonimato e fazê-lo crescer”

há 5 meses
“O que se vê nas nossas produtoras é que, basicamente pegam artistas que já estão feitos e que já têm fama na rua e depois apenas metem mais algum combustível. E também sinto que falta um bocado de originalidade. Acho que poderíamos ter artistas mais ousados. resumindo, acho que temos uma cultura saudável, acho que temos muito talento, mas acho que falta um bocado de coragem e abertura e limar algumas arestas para atingir o nível seguinte, como o da Nigéria ou da África do Sul, não só na gravação das músicas, mas essencialmente nos espectáculos ao vivo que proporcionamos ao nosso público, acho que os nossos espectáculos ainda deixam muito a desejar”.

Saiba quem são os artistas mais bem pagos da década

há 3 meses
Na última década, no período entre 2011 e 2020, os artistas mais bem pagos, segundo a avaliação da revista, após ter reunido publicações anuais da Forbes, Beyoncé, Diddy, Elton John, Taylor Swift e Dr. Dre são os mais bem pagos do mundo.

Cinemas reabrem quarta-feira

há 1 ano
As salas de cinema, em Luanda, reabrem a partir de quarta-feira, seis meses depois do encerramento por conta da pandemia do Covid-19, informou a comissão multissectorial através de um decreto.

Lawilca almeja voltar ao auge

há 1 ano
Lawilca já esteve no top do Hip Hop e R&B. Em 2005, depois de conquistar grande popularidade com o seu primeiro álbum “Se Diamé”, decidiu sumir para voltar a aparecer em 2014 com o CD “Não Sou o Mesmo Homem”. Desta vez reaparece reestruturado com novos estilos musicais e quer voltar a estar no auge.

Erick Shine liberta “O Mais Bruto do Game Vol.3 – O Deus da Guerra”

há 1 ano
Há muito que Erick Shine não “era tido e nem achado” nas lides do hip hop nacional, mas recentemente o rapper prometeu disponibilizar um trabalho para a manutenção daquilo que é o seu legado, e assim o fez.

Vida e obra de Big Nelo retratadas em teatro musical

há 3 meses
O dia 17 de Julho de 2021, passará, doravante, a representar uma data importante para a história do Hip Hop nacional. Pela primeira vez em Angola, uma figura singular do Rap é retratada em teatro musical.

LIVE do Show do Mês

há 2 anos

Contra toda aversão, Post Malone prova que é muito mais do que um rapper “fútil”

há 1 ano
Recente o rapper Post Malone fez uma actuação em Livestream a qual intitulou `Nirvana Tribute´, surpreendendo a tudo e todos com a demonstração do seu ecletismo, tocando e cantando Rock, numa noite em que arrecadou aproximadamente 5 milhões de dólares revertidos em doação para a OMS.

Muhatu: 4ª edição da maior competição de spoken word no feminino acontece já este sábado

há 1 ano
O campeonato feminino de Spoken Word “Muhatu” que para o ano 2020 adaptou-se as condições do novo normal social, teve o seu tiro de largada, “disparado” a 6 de Agosto.

A playlist de eleição de Luísa Damião em 2020

há 10 meses
Ano 2020 está no fim e chegou o momento, em várias áreas, de cada um indicar os melhores do ano. Sendo a Carga uma revista de música e natural apresentarmos os temas preferidos de algumas figuras durante o ano.

Man Renas: “Tinha agendada uma tour pela Europa, mas foi tudo cancelado devido o Covid-19”

há 2 anos
Nem mesmo ele consegue explicar o “milagre”. Em apenas dois anos como profissional, Man Renas escreve a sua história. Diferente de outros, o djing foi o mais prejudicado pelo Covid-19. Teve que ver “tudo” cancelado. Mas, ainda assim, está a preparar um projecto invejável.