Tudo Que Sei: Novo tema em Kizomba reafirma ecletismo de Sandra Cordeiro

Numa nova aventura musical, a cantora outrora ligada ao AfroJazz Angolano decide, na sequência do tema com Big Nelo e Heavy C, experimentar outras sonoridades com esta kizomba de recorte fino e musicalidade elevada, mais na onda de Anna Joyce, Pérola ou mesmo Yasmine.

O tema Tudo Que Sei, já disponível nas plataformas de streaming, acaba de estrear no canal oficial do YouTube da artista e fala sobre aquilo que sentimos e todas as certezas que temos quando se está apaixonado, com um vídeo a acompanhar esta nova etapa e um álbum previsto ainda para este ano. 

Tudo Que Sei: Novo tema em Kizomba reafirma ecletismo de Sandra Cordeiro

No que pretende ser uma nova direção na sua carreira, a cantora está apostada em mostrar o seu alcance e diversidade musical, contando para isso com sonoridades mais próximas da generalidade do público mas que mantenham os níveis de excelência e categoria musical a que a artista nos tem habituado.

Sobre a artista

Começou a cantar aos 12 anos na igreja, influenciada pelo gosto musical de seu pai. Aos 16 anos, participou de vários concursos a nível nacional, arrecadando vários prémios. Lançou o seu primeiro álbum de originais “Tata`zambi” em 2008. Participou no festival de luanda jazz Festival em 2009; foi nomeada pelo Prix Decouverte RFI da rádio francesa como uma das 10 melhores vozes revelação a nível de África e das ilhas Caraíbas em 2010 e participou no Cape-Town Jazz Festival em 2011. 

as cargas mais recentes

Ainda sob a tutela do pai, Britney Spears se recusa a fazer shows

há 11 meses
Segundo o advogado da cantora, Samuel D. Ingham, a artista, que está em meio a uma batalha legal para que a sua tutela saia das mãos do pai, ela afirmou que não vai voltar a subir num palco enquanto Jamie for seu tutor.

Ndaka Yo Wini lança críticas à governação

há 1 ano
Ndaka Yo Wini destaca-se por transpostar para os maiores palcos de Jazz fusões do género tradicional “Lundongo no Luandu” com o Jazz e o Bossa Nova. Na manhã desta sexta-feira, o músico mostrou-se indignado pela forma como o povo é governado.”a vossa velha ignorância não pode continuar a transpor a condição humana”, continuou.

Keita Mayanda: “O Homem e o Artista é um clássico, mas não me trouxe conforto material”

há 3 meses
Hoje faz 15 anos desde que O Homem e o Artista foi lançado. O disco continua a ser protótipo do Hip Hop nacional. Contribuiu para o bem imaterial, felicidade e educação do homem angolano.

Esta é a Nossa Memória: Dipanda é celebrada na TPA com a exibição de 5 documentários

há 12 meses
A Associação Tchiweka de Documentação e a Geração 80 em parceria com a TPA, a sesc digital e mostra de cinemas africanos celebram o mês da independência de Angola com exibição de 5 documentários.

Catchupa Factory cria portal “Family Matters” para divulgação de fotografia Africana contemporânea

há 1 ano
“Family Matters” tem como objectivo arrecadação de fundos através da venda de impressão de fotos, destinando os fundos de imediato aos artistas e fotógrafos envolvidos.

Espectáculo das celebrações do 11 de Novembro com novo formato

há 1 ano
As actividades culturais alusivas as celebrações do 45.° aniversário da Independência sofreram reestruturações. As limitações abrangem também o espectáculo musical ao vivo, que já não será realizado na Praça da República.

Jay-Z liga para governador de Minnesota a exigir justiça

há 1 ano
Muitos rappers participaram de protestos em várias partes dos Estados Unidos da América a exigir justiça pela morte de George Floyd. Os que não puderam, contribuíram para o Freedom Funds, que fornece dinheiro sob fiança para os presos manifestantes.

Nova geração celebra música moçambicana com o EP “Seguir em Frente”

há 12 meses
Um projeto, para ouvir com o volume no máximo, que reúne jovens talentos moçambicanos para celebrarem a música africana, da kizomba ao afro pop, sem esquecer o pandza.

AMA – Patrícia Faria reconhece que tinha música a concorrer na categoria errada

há 1 ano
Depois de alguma polemica em torno das músicas que concorrem no Angola Music Award (AMA), na categoria de melhor Semba, uma das artistas concorrentes teve a coragem de contactar a organização e, humildemente, dizer que a sua música não é Semba.

Luso resume problemas intra-familiares em álbum de Rap

há 6 meses
A obra intitula-se “Laços de Família” e será lançado em formato físico e digital em Junho e Dezembro deste ano. É um retrato dos principais problemas vividos nos lares africanos assolados por brigas e influências sociais.

Netflix adiciona categoria “Black Lives Matter”, que traz narrativas sobre experiência negra

há 1 ano
A Netflix a dicionou à colecção de 24 géneros o Black Lives Matter, uma nova categoria que vai trazer poderosas e complexas narrativas sobre a experiência negra. A mudança ocorreu após o icônico filme” The Help”se ter tornado o título mais transmitido na plataforma.

Galeria Tamar Golan apresenta exposição colectiva infantil “Do lápis ao pincel”

há 1 mês
Os prineiros finalistas da turma de artes plásticas, da Fundação Arte e Cultura, vão apresentar-se no próximo dia 20 de Setembro de 2021, pelas 18 horas, na Galeria Tamar Golan com “Do lápis ao pincel”, uma exposição colectiva que ficará patente ao público até ao dia 22 de Setembro de 2021. A exposição poderá ser visitada nos dias 21 e 22, das 9h00 às 17h00.

#TheShowMustBePaused: Indústria da música paralisada

há 1 ano
A paralisação de apoio ao “Black Lives Matters” já começou a ter efeito em outras latitudes. Por aqui vários são os nomes da música que vão postando imagens nas redes sociais em sinal de apoio ao protesto contra a morte de George Floyd.

Após especulações de internamento por Covid-19 Anitta recebe alta hospitalar

há 8 meses

Friday Lit: A apresentação do futuro de Alkinoos

há 1 ano
Já disponível em todas plataformas digitais, o tema “Friday Lit” abre as portas para o próximo EP da autoria de Alkinoos -Alcino Pascoal-, com cada uma das músicas dedicada a um dia da semana.

Justiça brasileira determina que Fundação Palmares retire do site artigos que atacam a figura de Zumbi

há 1 ano
Na sua conta do Twitter, Sérgio Camargo, presidente da Fundação afirmou, por conta desta determinação, que “a Fundação Cultural Palmares está sob censura”. Na decisão, a juíza ressalta que a permanência dos artigos “viola o direito à identidade, acção e memória da comunidade negra”, e prevê a multa diária de multa diária equivalente a 108 milhões de Kwanzas, informou o G1.