Um novo talento no nível dos “grandes” do Ghetto Zouk nacional

Carlos Ernesto é dos poucos talentos que já não tem muito para provar. A forma como impõe sua voz nos instrumentais, leva-nos a pensar que está há vários anos na música, mas ainda é novo no mercado.  

Para se ter uma ideia sobre a sua capacidade artística, basta ouvir o modo como interpreta suas primeiras músicas da carreira “Insubstituível” e “Padrasto” disponíveis no Youtube, que, apesar de serem produzidas pelo irmão menor, podem estar a nível dos grandes do Ghetto Zouk angolanos.

É um artista que prima pelo rigor estético e conteúdo. Parte das suas letras são dedicadas a relações sociais e dramas amorosos. Sabe fazer direcção artística, toca um pouco o piano, dá aulas de canto e apresentou à Carga seus novos trabalhos.  

Seu envolvimento com a música começa na igreja. Quando e por que razão enveredou para o World Music?

Desde muito cedo ouvi Anselmo Ralph e outros artistas, que tentaram exprimir os seus e os sentimentos dos outros por essa arte, e isso despertou em mim um enorme interesse e vontade de fazer o mesmo.

Esta vontade já gerou duas músicas. Que ganhos conseguiu com estas canções?

Felizmente, ganhei bastante notoriedade pelo público e amantes do estilo de música que faço, ganhei reconhecimento como bom compositor e o melhor de tudo foi a satisfação de ter encorajado várias pessoas a fazer denúncias contra o abuso sexual.

Como é que está a encarar essa “aventura”?  

Bastante satisfatória. Cada dia que passa, os desafios crescem e a minha vontade de crescer como artista também.

Nas músicas “Padrasto” e “Instituível” procura, de certa forma, trazer à tona a discussão de um fenómeno ainda tabu na nossa sociedade. Por que acha que deve abordar estes problemas nas suas canções?

Acho que é a melhor forma de dizer para as pessoas que passam por essas situações que tudo vai ficar bem; que é necessário tomarmos uma certa atitude para ultrapassarmos certas situações.

E que temas preparou para as suas próximas músicas?

Estou agora em estúdio a gravar a nova música, intitulada o Bruxo, que conta a história de um senhor que criou e educou os filhos, posteriormente surgem alguns problemas na vida dos filhos e os mesmos decidem recorrer a forças ocultas e o “feticeiro” alega que o senhor que os educou, formou e os amou é o causador de alguns problemas que os mesmos estão a enfrentar. A outra fala sobre a fuga paternidade.

Quando é que pretende apresentá-las?

As músicas serão apresentadas já com vídeoclips. Por agora, estou a reunir condições para que muito em breve isso aconteça.

 Com que participações contará?

As participações ainda não poderei revelar, infelizmente. Até porque estou aguardando algumas confirmações, mas desejo imenso trabalhar com Rui Orlando e o Cef Tanzy.

O quê lhe está a marcar mais durante a trajectória e lições tem tirado disso?

Há um tempo apresentei uma composição a um produtor internacionalmente reconhecido, e de tão nervoso que estava, acho que acabei por estragar a apresentação e, desde então, aprendi que os meus medos nunca devem superar a minha vontade de vencer

Que palcos geralmente se tem apresentado?

Normalmente a minha agenda tem estado lotada por casamentos. Felizmente, sou bastante solicitado em casais e padrinhos.

as cargas mais recentes

“Pagam para os nossos vídeos não passarem nas televisões”,

há 2 anos

Ludmilla exalta pioneiras do Funk no single `Rainha da Favela´

há 2 anos
Fair Play e humildade são os adjectivos que caracterizam a cantora Ludmilla no seu mais recente single, onde além de se auto-intitular “Rainha da favela”, teve o cuidado de exaltar fankeiras que chegaram primeiro, quebraram padrões e estereótipos.

Filme angolano “Nossa Senhora da Loja do Chinês” em grande estreia na Suíça

há 2 meses

Após comunicar que testou positivo para o Covid-19, Lizha James tranquiliza fãs

há 2 anos
Lizha voltou a recorrer às redes sociais para informar que o empresário Bang (seu marido), e a sua filha testaram negativo para o novo coronavírus.

Novo Samurai: Deejay Soneca rende tributo a Samurai com uma mixtape

há 12 meses
Desenhada por Deejay Soneca, a nova mixtape é mais um reconhecimento ao trabalho de excelência realizado por Dj Samurai, com destaque para a saga de mixtapes “O Último Samurai”, bem como dar seguimento ao conceito “Street Rap”.

JAY-Z paga divida de 12 milhões de dólares do seu rival DMX

há 2 anos
Na altura em Jay-Z era o PCA da Def Jam, DMX tinha um contrato com a gravadora, mais tarde, DMX quis partir para Colúmbia, mas não podia por causa da dívida de 12 milhões de dólares com a Def Jam, foi então que Jay-Z interveio.

Jovens do Prenda no Show do Mês online

há 2 anos

O Convidador de pirilampos: Peça teatral adaptada da obra de Ondjaki será apresentada em Luanda

há 5 meses
A editora Kacimbo apresenta pela primeira vez em Angola a peça teatral “O CONVIDADOR DE PIRILAMPOS”, um espetáculo infanto-juvenil com textos de Ondjaki e desenhos do ilustrador António Jorge Gonçalves.

Jacinto Tchipa: O ícone que partiu com um sonho

há 11 meses
A morte de Jacinto Tchipa hoje, em Luanda, aos 63 anos, por doença, deixou ainda mais empobrecida a música angolana porque, mais do que um artista, Jacinto Tchipa foi das poucas referências que a música angolana lançou nos últimos trinta anos.

YoBass abre primeira edição do espectáculo ao vivo “Tá a Bater Show”

há 2 anos

Beyonce e Marvin Gaye lideram a lista dos melhores álbuns do século

há 2 anos
A Rolling Stone elegeu os álbuns “What’s Going On” de Marvin Gaye e “Lemonade” de Beyonce, como melhores álbuns de todos os tempos. Citando também ‘Crazy In Love’ como a melhor música do século.

Num dia como hoje, há doze ano, Michael Jackson partia para eternidade

há 1 ano
Passados 12 anos após a sua morte, o sucesso de Michael Jackson é ainda um mistério, além de mais vendido, é o artista mais influente de todos os tempos. A vida do astro da cultura Pop resumia-se em apelo à fraternidade universal.

Disfarçado, Paul Pogba aparece em palco e canta com Burna Boy

há 1 ano
Ontem, momento depois da retumbante vitória do Manchester United sobre o Newcastle, Paul Pogba mostrou o seu lado rapper ao aparecer disfarçado em palco e interpretar `Focus´ com Burna Boy.

Pink 2 Toques e Bruno Samora juntos contra o Covid-19

há 2 anos
O criador do conceito FitKuduro, Bruno Samora juntou-se ao grupo de kuduro Pink 2 Toques, para enviar a sua mensagem de prevenção sobre o Corona Vírus.

António Ole expõe ‘Material Vital’ a partir de amanhã

há 1 ano
Trata-se da primeira individual do artista de origem angolana em Lisboa desde 2016, ano em que inaugurou a sua importante retrospetiva Luanda, Los Angeles, Lisboa, no Museu Calouste Gulbenkian.

“Rocha negra” parte para a eternidade aos 73 anos

há 1 ano
O ex-internacional francês, sobreviveu até a manhã de hoje, em coma profundo desde os seus 34 anos, quando sofreu um broncoespasmo, em 17 de Março de 1982.