UNAP pode encerrar as portas dentro de dias

A União Nacional dos Artistas Plásticos poderá encerrar as portas, caso o governo continue a não atribuir a verba de um milhão e trezentos mil Kwanzas de quotização mensal que assumiu para com a instituição. O organismo cultural está desde 2019 sem receber este subsídio. A direcção diz ter encetado contactos junto da Assembleia Nacional e da Presidência da República, mas não sucesso.

Inicialmente, a instituição recebia do estado uma quotização mensal de três milhões de Kwanzas, mais tarde este valor foi reduzido para dois milhões e oitocentos mil Kwanzas e hoje ficou para 1 milhão e trezentos mil, mas desde 2019 a instituição não recebe o valor, uma situação que veio agravar-se com crise pandémica.

“Naquela altura davam-nos 35 mil dólares, mais ou menos 3 milhões e tal de Kwanzas depois começaram a ser reduzidos para 2.8, neste momento estamos com 1.3, que é um milhão e trezentos mil Kwanzas, mas a partir de 2019, os compromissos do governo para connosco nunca foram cumpridos”, disse ontem Manuel de Oliveira à TV Zimbo.

Na esperança de ver o problema resolvido, a instituição encetou contactos a nível da Assembleia Nacional e da Presidência da República, mas não teve sucesso e volta a lançar o grito de socorro, para evitar que se encerre o organismo de utilidade pública e se mande para rua os funcionários, que já estão há algum tempo sem receber salário.

 “Somos muitas das vezes abandalhados. Com o covid piorou ainda mais a nossa situação. Nó já fizemos contacto a nível das instituições, a nível da Presidência da República, a nível da Assembleia e as coisas não têm corrido como nós pretendíamos”

Todos nós precisamos de sobreviver e tem que haver o compromisso do governo para connosco, continua, porque do contrário, eu acho que o melhor é que o governo se defina connosco. Ou então, tirem-nos todos os direitos e nós vamos fechar as portas. Estamos quase a fechar as portas”, alertou.

as cargas mais recentes

Anna Joyce: “Não existe a mínima possibilidade de parar de cantar”

há 1 ano
Após notícias em alguns sites sobre a intenção de pôr fim à sua carreira por motivos de saúde, Anna Joyce tranquiliza os fãs, esclarecendo que, apesar de estar acometida com uma doença do fórum neurológico, “não existe a mínima possibilidade de parar de cantar”.

Karen Pacheco traz o “Colar de Pérolas” à Angola

há 2 anos
Depois de tê-lo feito em Portugal, ao vivo, a escritora angolana Karen Pacheco apresenta no dia 23 deste mês (quinta-feira), a partir das 21 horas, no seu instagram, o seu livro intitulado “O Meu Colar de Pérolas”.

José Neto é o novo técnico de basquetebol do Petro

há 1 ano
O técnico brasileiro José Neto é o novo técnico da equipa sénior masculina de basquetebol do Petro de Luanda.

Spotify lança campanha a favor da comunidade artística

há 2 anos
Combater o impacto da pandemia Covid-19 na indústria da música exigirá um enorme esforço global, desta feita, a criou a acção para apoiar a comunidade musical global durante a crise sem precedentes.

Lançado há pouco menos de um ano, “O Sucesso a um Passo” já conquistou leitores internacionais

há 1 ano
Já foi vendido um total de 1.275 exemplares entre Angola, Portugal e Brasil do livro cuja autoria pertence a Januário Guimarães. A publicação de auto ajuda profissional estimula o desenvolvimento de atitudes, habilidades e comportamentos necessários no âmbito profissional.

Luanda recebe a primeira exposição virtual

há 2 anos
“Migrações e Coisas, Retalhos de uma História Só”, é o título da exposição a solo da autoria de René Tavares.

Juice WRLD e Kobe Bryant juntam-se a Michael Jackson na lista das celebridades póstumas mais lucrativas

há 11 meses

Após injustiça no caso Breonna Taylor, LeBron James jura proteger todas as “rainhas negras”

há 1 ano
LeBron James, que sempre falou sobre questões de justiça social e racial, usou a sua conta do Twitter para expressar a indignação com relação ao caso Breonna Taylor. “A pessoa mais DESRESPEITADA do mundo é a MULHER NEGRA”, declarou indignado.

Aline Frazão intervém no dia da independência

há 12 meses
O tema foi feito especificamente para assinalar a data (11 de Novembro). A autora, na música, faz uma descrição do actual momento do país, as dificuldades que o povo vive, a falta de coisas básicas.

Ondjaki abre Encontro de Leituras dos jornais Público e Folha de S. Paulo

há 11 meses
O escritor angolano está a comemorar 20 anos de carreira literária e participará, esta terça-feira (15), no clube para leitores de língua Portuguesa, a partir de Luanda.

`Ar Condicionado´ chega às telas angolanas

há 1 ano
O filme angolano `Ar Condicionado´ foi seleccionado para o `We Are One: A Global Film Festival´, festival de cinema online gratuito em todo mundo através do youtube, de 29 de Maio a 7 de Junho.

Nova Energia distingue “Doutores” da música

há 10 meses
Os músicos Joãozinho Morgado (Percussão), Boto Trindade (Guitarra) e Teddy Nsingui (Guitarra) foram homenageados sábado, no encerramento da sétima temporada do Show do Mês.

Sabias que, se não fosse o músico Sting nunca assistirias o filme ‘The Terminator 2’?

há 4 meses
A saga de James Cameron comemora 30 anos e várias revelações vêm sendo feitas. A par de outras curiosidades, foi agora revelado que a personagem John Connor, interpretada por Arnold Schwarzenegger, foi criada graças a música “Russians”, de Sting.

Don Kikas: “A música tradicional devia ter um lugar intocável para não perdermos a matriz”

há 1 ano
O músico está a celebrar 25 anos de carreira e na próxima semana vai protagonizar um grande espectáculo, no Capitólio, em Lisboa. Em entrevista à Carga, apresentou o alinhamento artístico e aproveitou para falar sobre suas ambições e que gostaria de ter conseguido ao longo dos 25 anos, para além de descrever o actual estado do Kizomba.

House Dance, o improviso perfeito

há 1 ano
Afro-house é frequentemente comparado ao estilo Kuduro, pela sua forma de expressão, movimentos e ritmos. Podemos dizer que na classificação de dança, o Afro-house é um grupo de dança mais abrangente e engloba o Kuduro e outros estilos de dança africana, sendo o Kuduro daça especificamente angolana e tem as suas características diferenciadoras.

Netflix adiciona categoria “Black Lives Matter”, que traz narrativas sobre experiência negra

há 1 ano
A Netflix a dicionou à colecção de 24 géneros o Black Lives Matter, uma nova categoria que vai trazer poderosas e complexas narrativas sobre a experiência negra. A mudança ocorreu após o icônico filme” The Help”se ter tornado o título mais transmitido na plataforma.