Vado Poster: De bate-chapa a principal referência do Afro House da actualidade

O que me fez vencer não é a vontade de querer ter alguma coisa no bolso“. Vado Poster integra a geração vanguardista do Afro House e é hoje uma das principais referências do estilo em Angola. Com uma carreira já coroada de êxitos, o DJ e produtor prepara-se para colocar a sua primeira obra discográfica no mercado.

Entre mistérios e curiosidades, Vado Poster apresenta-se nesta entrevista como nunca antes se tinha apresentado para o grande público, descrevendo um percurso desde o futebol, passando pela bate-chapa até atingir o estrelato como DJ e produtor.

O artista é um homem de ambições e quase não dorme para ver concretizados seus sonhos, um dos quais 《ser o melhor de Angola》e 《levar o que se faz em Angola a outros mercados, para que músicos de outras paragens também cantem aquilo que se faz no país》.

Vado Poster: De bate-chapa a principal referência do Afro House da actualidade

O nome ‘Vado Poster’ é hoje uma marca no Afro House em Angola. Quem seria Vado Poster se não fosse músico.

Eu acho… na bola dei-me bem (risos), como bate-chapa me dei bem, isso é uma coisa que o people não sabe. Ou na bola ou bate- chapa. Os meus tios têm oficinas e sempre quiseram que os sobrinhos fossem aprender. A paixão pela música sempre viveu em mim.

Começar sempre nunca é fácil, ainda mais num país como nosso, onde tem que lidar com a importação de materiais e com uma imprensa que quase ou nada ajuda. Em algum momento da sua vida pensou em desistir?

Muitas vezes eu pensei em desistir. Todo vencedor passa por esta fase triste e difícil. Houve momentos que, até cheguei a procurar um emprego fora da área que domino, tudo porque as coisas iam de mal a pior. Houve outro momento que eu já não queria mais lançar vídeos, queria mudar o rumo da minha carreira e havia me esquecido que tudo tem o seu tempo. Depois eu cai a real. 

É uma longa história. Como conseguiu contrapor tudo isso e como conseguiu chegar até “aqui”?

O que me fez vencer não é a vontade de querer ter alguma coisa no bolso.

Tudo foi possível, e está ser, graças a firmeza no meu trabalho e disciplina. Eu tenho sentido uma pressão a cada música que faço, então um dia desses quando eu não mais sentir esta pressão, aí eu paro tudo. Porque esta pressão me faz bem.

Em que circustâncias da caminhada começou a acreditar mais em si?

Desde que o projecto “Os Banah” finalizou, senti um grande peso, era como se tivesse perdido um brother. Mas, isso me fez perceber que eu tinha que dar o meu melhor e esses todos sucessos é a prova.

Hoje se tornou no Vado Poster que todos conhecemos. Foi a partir daí que decidiu começar a colocar sua voz nas músicas? Porque é DJ e produtor!

Porque há artistas que não dão tudo e o produtor, melhor do que ninguém, conhece o seu próprio instrumrental e sabe bem onde o artista quer chegar com a música ou com a resultado final da música. Então, vem a necessidade de colocar a minha voz. Há vozes que só ficam bem na voz do produtor. Nas minhas músicas prefiro que seja eu a colocar os adoços, backgrown, só assim, sinto que a música está completa, por isso tenho colocado.

Obviamente é uma das coisas que o caracteriza.

Com certeza. Quando tu vens com algo teu as pessoas recebem de uma forma como se precisassem de algo assim. A diferença é tudo. Claro, acompanhado da criatividade. 

Faz sempre a questão de referir que “o segredo do sucesso é saber algo que ninguém mais sabe”. Que valores julga ter acrescentado à música angolana?

Dei o meu toque. Eu trouxe a harmonia que se precisava no Afro [em Angola]. Porque os produtores de há dez anos não colocavam voz no Afro, eu fui colocando voz, fui fazendo melodias, isso se tornou viral. Hoje em dia, eu tenho inspirado muito jovens. Tudo isso faz a diferença no estilo Afro.

Que outras qualidades artísticas esconde Vado Poster do público?
Cantar, compor, mistura e master final, isso, com certeza, o público não sabe. O público acha que Vado Poster é somente um produtor. Graças ao álbum o público vai poder saber mais sobre as minhas outras facetas.

É precisamente aí onde vamos. Recentemente, lançou uma música nova, com Cleyton M, Malune e Ruth dos Piluka. A Carga sabe que o tema fará parte do seu primeiro disco. Fale-nos deste álbum.

Sim. É a música promocional. Intitula-se “Toque é Nice”. Estreiou a 15 de Dezembro, data do meu aniversario. Agora, estou a trabalhar no meu bebé, no meu primeiro álbum. Venho trabalhando neste álbum já tem dois anos. Só agora é que a gente está a promover as músicas, porque não está fácil encontrar um patrocinador. Uni forcas com a Cloe, em parceria com a Link Management, e estamos a fazer as coisas a acontecerem de um jeito calmo. A intenção é tirar este projecto ainda este ano.

Pertentece à geração vanguardistas do Afro House em Angola. Sente que já atingiu o nível que gostaria de estar neste preciso momento?

Ainda não me sinto satisfeito, ainda não atingi aquilo que eu quero. Na verdade, eu quero muito mais. Mais e mais, por isso é que eu tenho trabalhado muito e não paro. 

E onde acha que mereceria estar neste momento?
Eu quero é conquistar novos mercados, sei que as minhas músicas já tocam em outros países, mas eu não quero ficar por aí. Eu quero levar o que se faz em Angola a outros mercados, para que músicos de outros mercados possam cantar também aquilo que se faz em Angola. Trabalhar somente para manter cá, eu já fiz, mas não me sinto realizado. Eu quero levar mais e mais. Eu olho para o Khaled e digo, quero isso, olho para o Maphorisa e digo, eu quero isso.

Qual é o seu maior sonho?

Meu maior sonho é ser de big one de Angola. Olho para o Maphorisa, tiro um pouquinho, tiro um pouquinho do Khaled e junto para dar um biggest, o maior, capaz de fazer projectos e os projectos romperem fronteiras e barreiras. Este é o meu maior sonho. E eu sei que tenho tudo para conseguir e eu vou conseguir, porque eu tenho fé e acredito.

as cargas mais recentes

The Weeknd completa um mês em 1°lugar no Billboard Hot 100

há 3 anos
O mais recente álbum de The Weeknd, After Hours se mantém no topo da contagem pela quarta semana consecutiva, desde a sua estréia. É o primeiro álbum a alcançar quatro semanas consecutivas no 1º lugar desde que o Scorpion de Drake passou suas primeiras cinco semanas no 1º lugar em 2018.

Sabias que a ciência diz que Freddie Mercury é o maior vocalista da História?

há 6 meses

Toty Sa’Med e A’mosi Just A Label representam Angola no festival Sounds From Africa

há 2 anos
Os músicos representam hoje o país no festival Sounds From Africa, organizado pelo Colors of Ostrava, da República Checa. Os espectáculos serão transmitidas nas páginas do Facebook da organização e no Facebook e Instagram oficiais de A´mosi Just A Label e Toty Sa’Med.

Tributo a Chadwick Boseman chega a Netflix dia 17 e estará disponível por apenas 30 dias

há 2 anos
A Netflix surpreendeu os internautas, ao divulgar sem aviso prévio, o trailer do documentário `Chadwick Boseman- Retrato de um artista´.

Saiba quem são os artistas mais bem pagos da década

há 2 anos
Na última década, no período entre 2011 e 2020, os artistas mais bem pagos, segundo a avaliação da revista, após ter reunido publicações anuais da Forbes, Beyoncé, Diddy, Elton John, Taylor Swift e Dr. Dre são os mais bem pagos do mundo.

Kid MC lança comédia inspirada na “Escolinha do Professor Raimundo”

há 1 ano
O rapper prepara o lançamento de um projecto de comédia denominado “A Turma do Vunda”, que será exibido em breve pela TV Zimbo. A série é uma adaptação da sitcom brasileira, a “A Escolinha do Professor Raimundo”, um velho clássico do humor brasileiro dos anos 60, de Chico Anysio.

Banda vencedora do Festival Eurovisão da Canção 2021 está a ser investigada

há 2 anos
O grupo italiano Måneskin está a ser investigado por suspeito uso de drogas em palco e, apesar de já ter categoricamente rejeitado as alegações, o seu vocalista será submetido a testes de despistagem, caso se confirme a suspeita, o prémio pode vir a ser anulado.

Daniel do Nascimento quebra o silêncio e anuncia novo single

há 2 anos
Danny L, ou simplesmente Daniel do Nascimento, está de regresso à música, cinco anos depois do último álbum “O dia seguinte”. O multifacetado apresentador anunciou hoje o lançamento do seu próximo projecto musical.

Pongo leva Kuduro ao festival Sónar em Barcelona

há 11 meses
A cantora luso-angolana Pongo vai actuar na edição deste ano do festival Sónar Barcelona, que decorre em Junho na capital da Catalunha, e cujo cartaz inclui The Chemical Brothers, Arca, Princess Nokia e C. Tangana.

N’sexy Love volta a reunir antigos integrantes para o grande regresso aos palcos

há 2 anos
Depois de mais de dez anos separados, N’sexy Love anunciou o regresso regular aos palcos, mas já sem Bigú Ferreira. A despedida do ex-vocalista, este domingo durante o Live no Kubico, deixou Walter Ananás em lágrimas, a ponto de interromper o espectáculo.

Alicia Keys aceita batalha de piano com John Legend

há 3 anos
No mês passado, Legend disse, durante uma conversa com Nick Cannon, que desejava ter um frente a frente no piano com a cantora Alicia Keys no Live Verzuz. O pedido foi atendido e o encontro está marcado para as 20 horas do dia 19 de Junho no Instagram.

Bill Gates vai doar toda a sua fortuna para apoiar causas sociais e sair da lista dos mais ricos do mundo

há 7 meses

Brian May, integrante dos Queen, eleito o melhor guitarrista de todos os tempos

há 3 anos
Para a mesma nomeação estavam as lendas Eric Clapton, Jimmy Page, Jimi Hendrix e Eddie Van Halen. Ao reagir à votação, May emocionou-se e confessou que não se via nem sequer no Top 3 dos melhores guitarristas.

Unac e Smarca assinam acordo para assistência técnica e assessoria na cobrança dos direitos de autor e conexos

há 12 meses
A SMARCA que já vem actuando na área técnica da SADIA desde 2020, tem com isto alcançado resultados positivos no que toca à propriedade intelectual. Com este acordo a UNAC vai igualmente trazer resultados rápidos na área de direitos de autor e conexos.

Tribunal impede Artur de Almeida e Silva de tomar posse por suspeita de fraude

há 2 anos
O presidente reeleito da Federação Angolana de Futebol, Artur de Almeida e Silva, está impedido de tomar posse. Em causa está um despacho do Tribunal Provincial de Luanda que resulta da instauração de um processo, indiciando-o no crime de fraude.

Davido na linha da frente dos protestos na Nigéria

há 2 anos
O músico nigeriano juntou-se este sábado a uma manifestação para exigir o fim da brutalidade policial no seu país. “Não devemos recuar até que as nossas reivindicações sejam atendidas”.