Vencedora do Festival da Canção de Luanda apresenta primeiros projectos

Além do principal prémio, Heróide dos Prazeres foi considerada a melhor voz do ano do Festival da Canção de Luanda, mas não é só o timbre vocálico que chama atenção, ela também escreve, e foi com a sua própria composição que ultrapassou vozes de referência da música angolana.

A sua carreia começou na dança, hoje já conta com cinco músicas e vai aproveitar o dinheiro que recebeu do festival para gravar mais alguns trabalhos. A letra com que se destacou foi um poema escrito para o seu próprio consolo. Em entrevista à Carga Magazine, a grande vencedora do Festival da Canção de Luanda 2020 apresentou os seus projectos.

Ultrapassou artistas com nomes no mercado, é o caso de Aylasa e Gari Sinedima. Como conseguiu fazer isso?

Sim, foi possível porque houve muito trabalho e muita dedicação. Eu sabia que estava a competir com quem já tem estrada, então coloquei toda minha energia e fé em Deus.

A canção com que se destacou foi escrita por si, contrário dos outros dez concorrentes. Em que circunstâncias a escreveu?

A música “Só No Olhar” era uma poesia longa e sofreu muitas alterações ao ser transformada em música. Fui à procura de ajuda de quem conhece a matéria e, então, se deu esta transformação. 

Há quanto tempo tinha este poema escrito e até que ponto concorrer com a sua própria letra foi fundamental para a vitória?

Tinha ela dois meses antes do festival. Escrevi-a em Janeiro deste ano. Foi mais emotivo e com isso, aprendi a dar mais valor às minhas letras e  correr atrás do que realmente acredito.

Por que razão optou por concorrer com este tema? 

A primeira versão era um Soul, mas a direcção do festival pediu-nos que transformássemos num ritmo mais africano, então optei pela Rumba. Eu não tinha noção de quão bonita ela ficaria! 

Sabe que o prémio poderá exigir mais de si. Qual vai ser o próximo passo?

Vou trabalhar mais com música claro, tal como faço já há 4 anos. Em cada degrau, há quedas e também ganhamos maturidade. O público terá uma Heróide com mais de maturidade e será visível nas composições.

O quê gravou durante esses quatro anos ? 

Tenho cinco músicas gravadas e mais algumas a serem preparadas.  Duas delas “Morri” (já tem 4 anos) e “Desejo Ser (com 2 anos) já  estão disponíveis. 

Como é que começou o seu envolvimento com a  música?

Sou artista desde muito cedo, comecei na dança. A minha carreira será caracterizada por vários géneros musicais. 

Já tinha participado por duas vezes no Festival da Canção de Luanda, que posições tinha ficado?

Eu concorri três vezes, desde 2018 a 2020. No primeiro ano, eu não tinha noção da dimensão do festival. Eu só fui, porque queria me divertir. 

Em 2019, fui com a vontade de honrar um amigo e levei o segundo lugar, defendendo o prémio de Konstantino “Melhor Produção”, mas eu queria o grande prémio e mesmo sem saber se estava a fazer o certo, eu pedi conselhos de pessoas especiais, como minha mãe. “esses prémios são dela.  

O que vai fazer com os 1 milhão e duzentos mil Kwanzas que recebeu de recompensa?

Vou apostar na minha carreira e no meu negócio de restauração. Para além de artista sou pequena empresária.  

O quê e quando sai os seus próximos trabalhos? 

Sem data ainda a anunciar. Mas serão músicas e vídeos ao mesmo tempo. 

Onde é que quer chegar com a música? 

O meu maior sonho é ser uma das maiores referências do music hall a nível mundial, representado Angola e África.  

Quais são as suas influências artísticas? 

Yola semedo, Alice Keys, Adele, Asa, Kueno Aionda, Ivete Sangalo. 

as cargas mais recentes

Elton John perde a voz, deixa o palco aos prantos e revela que está doente

há 8 meses
O cantor britânico foi obrigado a suspender o show na Nova Zelândia, e pedir ajuda para sair do palco, depois de perder a voz em decorrência de uma pneumonia diagnosticada horas antes.

Pink 2 Toques e Bruno Samora juntos contra o Covid-19

há 7 meses
O criador do conceito FitKuduro, Bruno Samora juntou-se ao grupo de kuduro Pink 2 Toques, para enviar a sua mensagem de prevenção sobre o Corona Vírus.

Gerilson Insrael apresenta “Quarentena”

há 7 meses
O músico Gerilson Insrael coloca hoje (sexta-feira), às 20 horas, o seu novo single a disposição dos fãs, em todas as plataformas digitais.

Participação de cantoras angolanas no AFRIMMA vai de mal a pior

há 2 meses
A organização dos AFRIMMA, prémios africano de música, divulgou, na semana finda, a lista dos candidatos para a edição 2020, onde, diferente da anterior, os angolanos subiram dois degraus, mas a participação feminina continua um fracasso.

Hip Hop Tuga se veste de camisolas desportivas

há 5 meses
A comunidade Hip Hop Tuga conta desde esta semana com uma marca de T-shirts desportivas, que representam álbuns de Rap. A iniciativa de um jovem designer gráfico já recebeu reacções positivas dos rappers.

Man Renas: “Tinha agendada uma tour pela Europa, mas foi tudo cancelado devido o Covid-19”

há 7 meses
Nem mesmo ele consegue explicar o “milagre”. Em apenas dois anos como profissional, Man Renas escreve a sua história. Diferente de outros, o djing foi o mais prejudicado pelo Covid-19. Teve que ver “tudo” cancelado. Mas, ainda assim, está a preparar um projecto invejável.

George Floyd era rapper e membro do mesmo grupo de DJ Screw nos anos 90

há 5 meses
À medida que mais informações começam a surgir sobre a morte de George Floyd, um homem negro que recentemente se mudou para Minneapolis e foi morto sufocado por um policial, tornou-se público que Floyd era na verdade um membro do lendário grupo de rap de DJ Screw, Screwed Up Click.

Conheça Márcia Itchêlika, a nova promessa do Guetho Zouk

há 3 meses
Começou no Kuduro e hoje constrói uma carreira sólida no Guehto Zouk. Já lançou quatro músicas e está neste momento a gravar um videoclipe, enquanto projecta o primeiro EP. ‘Dona de uma voz forte’, Márcia Itchêlika vem de uma família de sembistas, mas assume-se como a esperança feminina do Zouk em Angola e elegeu o mercado internacional para começar suas conquistas.

Ariana Grande surpreende fãs com um novo álbum

há 2 semanas
Trata-se do seu primeiro trabalho a solo este ano e foi produzido durante a pandemia. O álbum sairá ainda este mês, segundo o anúncio feito pela própria nas suas redes sociais.

Januário Jano convidado para a curadoria da exposição colectiva “London Grads Now”

há 2 meses

16 anos de “Artes ao Vivo”

há 7 meses
A efeméride é marcada com uma exposição online que imprime a historiográfica do projecto, bem como um debate entre Lukenny Bamba e Kool Klever, cujo tema será a “Existência, persistência e a criação do Artes ao Vivo”, amanhã, a partir das 14 horas no Eclético FM.

Impulsionadores do Bambarákatcha já contam 10 anos de estrada

há 6 meses
Staff Paulo é um grupo de músicos e bailarinos angolanos criado em 2010, e constituído por quatro elementos, artisticamente conhecidos por: Paulo Karbura, Paulo Gibele, Paulo Guedes e o Paulo Bruno. Inicialmente como um grupo só de dança de estilo afro beat (House).

Rapper Chynna Rogers morre de overdose aos 25 anos

há 7 meses
A morte da artista foi anunciada na quarta-feira mas a causa foi ocultada pelo seu agente, dias depois, um representante do Departamento de Saúde Pública da Filadélfia confirmou à Fox News que a jovem morreu de overdose acidental de drogas.

Semba: de Angola para o mundo

há 6 meses
A palavra semba significa ’’umbigada’’ em kimbundo. Numa tradução livre, o Semba representa “o corpo do homem que entra em contacto com o corpo da mulher ao nível da barriga”.

ORLEI: Há 10 anos a provar que o Rock em Angola já não morrerá

há 1 mês
Devido sua magnitude, O Rock Lalimwe Eteke Ifa ” O Rock Nunca Mais Morrerá ” confunde-se com as celebrações da fundação da cidade do Huambo. Este ano, o evento assinala o 10° aniversário e a organização reinventou-se e trouxe 10 dias de espectáculos intensos com as principais bandas de Rock nacional.

Dj Lutonda disponibiliza álbum “Chapada Sem Mão”

há 2 meses
Dj Lutonda disponibilizou ontem, o álbum” Chapada sem mão” em todas as plataformas digitais e, conta com 13 faixas musicais.