Conheça Cleyton M, o autor do hit “Emagrece”

Cleyton M é o pseudónimo de Rafael Elias Manuel. O cantor e dançarino de Afro House é o autor do hit ‘Emagrece’. Sua maneira de dançar tem conquistado fãs por todo lado. O jovem de 18 anos começou do “nada” e hoje faz planos para atingir Chris Brown. Nesta primeira entrevista da carreira, fala sobre o envolvimento com a música.

Quando e como nasce o desejo de cantar?

Carrego a veia artística desde mais cedo, antes era apenas um dançarino, depois decidi começar a cantar também. É um gosto e fogo que está dentro de mim já desde tenra idade.

E que ano começa a descobrir este gosto? A propósito, dançava para que artista?

Isto foi há três anos. Na verdade, nunca dancei para nenhum artista. Apenas actuava em alguns festivais como dançarino independente. Mais tarde, decidi levar o meu trabalho para um ramo mais profissional e gravei o meu primeiro vídeo clipe da música “Tia Bolinha” isso é em 2018.

Teve alguma influência familiar? Por que razão optou pelo Afro House?

Na minha família sou o único que canta. Escolhi o Afro por gostar tanto de dançar. Achei que podia juntar o útil ao agradavel, isto é o Afro à dança.

É neste estilo que quer fazer carreira?

Não pretendo só ficar no Afro House, até porque se queremos nos tornar grandes, temos que nos portar como grandes.

Foi para isso que se associou à Power House?

Antes da Power House, eu já era um jovem sonhador, focado, amigo e estudante.

Como é que lhe chegou o convite para trabalhar com Hochi Fu?

O Hochi Fú viu alguns trabalhos meus na Net e decidiu ligar para mim e lá foi feito o convite, isto em 2019.

Conheça Cleyton M, o autor do hit “Emagrece”

Disse que está intensamente na música há três anos, quantas músicas já tem gravadas neste momento?

Neste momento, estou com 4 músicas gravadas e, no que tange às minhas abordagens, procuro sempre diversificar e me diferenciar daquilo que é o comum. Trago temas actuais, vivências, principalmente da juventude e com um pouco de intervenção social também.

O single ‘Emagrece’, que leva participação de Kuya Kuya, já é um sucesso. Que outros sucessos tem estado a preparar?

O vídeo clipe do ‘Emagrece’ ainda não fez uma semana. Vou deixar os meus seguidores consumirem da melhor forma possível. Entretanto, a Power House trabalha à sistema americano, já estamos na cozinha a produzir novos trabalhos.

O que que estão a “cozinhar” e quando poderemos “comer” ?

Esta parte já não me compete, só posso dizer que o processo de internacionalização está em bom andamento.

Não tem nenhum histórico familiar. Afinal, a quem te inspiras?

Sempre fui muito fã do Michael Jackson e Chris Brown, eles são as minhas fontes de inspiração.

Onde é que deseja chegar com a música?

Assim como o Michael Jackson fez, pretendo ter uma abrangência maior.

Como se está a preparar para lá chegar?

Seguindo todas as instruções do Hochi Fu, sabendo que ele já está inserido nisso há anos, então ele tem todas as fórmulas para lá Chegar.

Depois de Kyaku Kyadaff, que outros artistas gostavas de ter parceria?

Gostaria muito de fazer participação com Chris Brown. Sei que nada é impossível! É para isso que estamos a trabalhar.

O que faz para além de cantar?

Sou estudante universitário.

as cargas mais recentes

Osvaldo Aprumado: “As produtoras de renome em Angola vendem falsas esperanças aos novos talentos”

há 10 meses
Natural do Rangel, em Luanda, canta há 9 anos e, apesar de não conseguir uma “daquelas” oportunidades, lançou um EP e em breve vai colocar no mercado mais um novo projecto musical acompanhado de vídeoclipe. O jovem de 25 anos conta à Carga como está a desenvolver a sua carreira musical.

Nasce uma nova estrela da música

há 1 ano
Chama-se Chelsea Dinorath, um nome que ainda não é sonante, mas a voz e as composições podem transformá-la numa das maiores referências do R&B em Angola.

Enock: “A minha música Banzelo revolucionou o Rap angolano”

há 10 meses
O surgimento de Enock em 2013 reanimou o Rap nacional ao introduzir abordagens pontuais. O seu tema “Banzelo”, com Ready Neutro e Fabiansky”, colocou-o entre os melhores, contudo, é com o primeiro álbum que quer inscrever o seu nome na montra do Hip Hop angolano, mas não quer fazer isso sem antes medir a popularidade.

Artista plástico promove imagem de músicos através de tambores

há 12 meses
One Million é um artista plástico que, desde os 15 anos, vem promovendo imagem de músicos, especialmente os rappers, usando tambores. Natural do Cazenga, o artista de 27 anos apresenta-se à Carga e explica como funciona a técnica e porquê decidiu fazer isso.

Após destaque no Moda Luanda, Scró Q Cuia e Nerú Americano anunciam álbum de estreia

há 1 ano
Há dois anos era impossível pensar numa relação entre ambos. Scró Q Cuia e Nerú Americano vêm provando que são verdadeiros profissionais ao criarem os “Pintins”. A dupla anuncia o álbum de estreia, fala do tempo que vai durar a parceria, enumera as conquistas e desvenda os segredos da tamanha cumplicidade, deixando palavras de apreço para os angolanos.

A voz que representa o Rap angolano em Moscovo

há 1 ano
Chama-se Massoxy’h e chegou a Rússia há quatro anos, para estudar Engenharia Informática, e está a conquistar vários palcos.

Artista português encontra alternativa em pássaros para contornar onda de cancelamentos de shows

há 1 ano
Gohu, pseudónimo de Hugo Veiga, é um português que vive no Brasil há 15 anos. Desde cedo, esteve ligado à música, mas a profissão como publicitário não lhe permitia explorar esse talento. O artista tem agendado para 2021 o lançamento do álbum de estreia e, para contornar a situação dos cancelamentos de shows , foi obrigado a ser muito mais criativo.

Do Rap ao Afro House: Trio angolano mostra o quanto vale

há 2 meses
Chamam-se The Angels e estão no mercado há quatro anos, fruto disso produziram vários temas e, Julho deste ano, vão lançar o seu primeiro EP intitulado “Não Estragou Nada”, por sinal, nome de uma das faixas.

Gabb Lex apresenta as primeiras impressões ao mundo

há 1 ano
Gabb Lex é um artista versátil, mas é com a Kizomba e R&B que mais se tem destacado. Há 9 anos a cantar como profissional, carrega uma carreira marcada por vários singles e vídeoclipes. O jovem de 25 anos vem do Cazenga e apresenta à Carga as primeiras impressões da obra de estreia.

Jandir Three, o cantor angolano de Tarraxinha que soma fãs em Moçambique

há 11 meses
Jandir Three é um músico angolano que está a somar fãs em Moçambique, através do Gloom Channel. O jovem de Benguela canta Trap Tarraxinha há 10 anos e tem várias músicas e vídeo clipes disponíveis. Recentemente, assinou com uma nova produtora e está neste momento a preparar projectos e deixa suas impressões à Carga.

Sérgio Figura decide dar mais espaço à carreira a solo

há 10 meses
Foi nos Flava Sava, ao lado de Sidjay, Vander Soprano, Verbiz e Dj Sipoda que terá conseguido maior notabilidade, mas, embora pouco notório aos olhos de muitos, sempre levou uma carreira paralela ao grupo e já gravou dois EP, só que desta vez decidiu apostar mais na carreia a solo e já começou a promover a sua imagem.

Malunne: A pequena grande dançarina

há 11 meses
Malunne, filha do músico Maya Cool, a semelhança do pai “deu as mãos” à cultura. Muito cedo começou a cantar, mas, ao contrário do progenitor, não é nesta área em que se destaca, mas sim na dança. Com 16 anos de idade, Malunne já é uma professora de dança consagrada, sendo responsável pela coreografia de cantores conceituados.

Bobby Jay: “Se o 2pac e o B.I.G estivessem vivos, também cantariam num Afrobeat”

há 1 ano
Professor de profissão, Bobby Jay está no Rap há 22 anos, por influência dos SSP, Black Company, Boss AC e Gabriel o Pensador, mas nunca chegou a consolidar a carreira. Atualmente com 30 músicas gravadas e vídeos clipes promocionais, o músico deixa as primeiras impressões e diz-se preparado para testar sua popularidade com um álbum este ano.

Tik Tok: O grupo sensação do momento

há 8 meses
Formado por um menino de 8 anos, um adolescente de 17 e dois jovens de 18, esta turma revela-se como a nova promessa do Afro House nacional.

D-Wayne: Um filho do Rap que deixa marcas no Kuduro e Afro House

há 3 meses

Do Kuduro ao Rap: Alé G Fiigura mostra o quanto vale

há 6 meses
O artista não só canta, também dança, compõe, produz e é o CEO da Right Time Records, uma produtora independente que vai atraindo outros nomes.