Fresh Low, um rapper polivalente que caminha para o estrelato

Fresh Low é um rapper polivalente e canta há 11 anos. Sua música ‘Makeup’, que conta com a participação de Yankie Boy da Trx Music é a preferência para a maioria dos usuários do YouTube, Soundcloud e Blogues. Com uma carreira promissora, o músico deixa aqui as primeiras impressões.

Por que razão optou pelo Trap? É nesse estilo que deseja construir a sua carreira?

Canto Trap por gosto, mas faço vários estilos relacionados ao Hip Hop. Posso dizer que sou um músico pela versatilidade.

Possui um single com um dos integrantes da TRX Music, como foi que conseguiu a parceria?

Fomos apresentados, fomos conversando durante esse tempo, sempre me tratou super bem, é uma pessoa com bom carácter e decidi lhe fazer um convite para um projecto e ele aceitou. Criei o projecto, apresentei e ele gostou e fez a sua parte e a música está ter uma boa repercussão graças a Deus.

Actualmente quem já faz sucesso, prefere construir sua carreira a estar associado às produtoras. É o seu caso?

Ainda não assinei com nenhuma produtora, porque ainda não entraram em contacto comigo.

Qual é o seu maior sonho?

Concluir a minha formação académica com êxito, assinar pela Clé e internacionalizar a minha carreira musical.

A propósito, quantas músicas já tem gravadas?

Tenho mais de 35 músicas. Tenho duas mixtapes e algumas músicas soltas. Não tenho um número exacto de quantas músicas tenho.

Que projecto tem preparado e quando os vai lançar?

De momento estou a publicitar o meu single mais recente o ‘Makeup’, mas já tenho um projecto preparado com data a anunciar.

Esse projecto conta com alguma participação? De quem?

Conta sim. Prefiro fazer surpresa.

Em termos de shows, já participou de algum? Qual deles mais se lembra e porquê?

Já participe. O que mais me lembro foi no Tripalus Paradise, por ser o primeiro grande show que participei e por poder mostrar o meu talento a milhar de pessoas.

Em termos gerais, de que abordam suas letras?

Refiro-me de quase que acontece no meu quotidiano e o que acontece no mundo.

Por que prefere abordar esses temas?

Porque sou um artista versátil e que prefere cantar a verdade.

Onde quer chegar com a música?

No topo.

Quanto tempo mais falta para o vermos no topo?

Só Deus sabe a minha hora.

Como se tem preparado para enfrentar o mercado?

Sei que é muito competitivo porque temos muitos bons músicos no mercado, mas eu vou dar o meu melhor e estou preparado.

Ocorre-lhe uma experiência negativa que teve de enfrentar pelo amor à sua carreira? Como foi?

Sim. A objecção da minha família concernente aos estudos e o temor de eles acharem que não vou conseguir conciliar com os estudos, mas é lógico que a minha formação está em primeiro lugar Não posso desapontar os meus familiares!

O que faz nos tempos livres?

Pratico Muaythai.

as cargas mais recentes

Mr. Omni promete ser o under diferencial em Angola

há 1 ano
Mr. Omni, heterónimo de Casimiro Garcia, é um rapper que canta há 9 anos. O músico nasceu no Sambizanga e cresceu entre Catambor, Rangel, Vila Alice e Kicolo e conta que viu-se forçado a ser artista para repudiar a situação da pobreza, criminalidade, alcoolismo e drogas que se vivia nos bairros que passou. Com dois EP lançados, o rapper fala durante a primeira entrevista da carreira sobre os próximos desafios.

Kuta: O artista plástico que leva a herança espiritual angolana ao mundo

há 1 mês
Kuta entrou no mundo das artes muito jovem e tornou-se agora o mensageiro da espiritualidade ancestral negra “nkissi”. Está neste momento a preparar uma nova exposição, que inclui esculturas, pinturas e documentário.

10 anos depois Diff regressa ao game para revolucionar o Rap

há 12 meses
É dos rappers mais modernos da actualidade e só não deu cartas porque esteve dez anos fora do mainstream, mas, está de volta e desta vez com um EP de 4 faixas musicais, incluindo os respectivos vídeoclips. Além da obra, o músico preparou uma “bomba” com Anselmo Ralph e fala à Carga sobre o seu regresso.

Jackes Di: A continuidade do legado “dos” Paim

há 1 ano
Descendente de uma família artísticamente rica, Emanuel de Carvalho Fernandes da Silva ou simplesmente Jackes Di, dá continuidade ao legado apresentando-se como um artista multifacetado, sendo exímio tocador de guitarra e também canta.

Luz do Spoken: “uso conscientemente a arte da poesia falada para causar reflexões e quiçá mudanças”

há 1 ano
A multifacetada actriz, poeta declamadora (spoker) que se “aventura” como Directora, Produtora de arte e na escrita criativa, vai apresentar amanhã as 17:30 o recital “Multimorfoses”, onde vai apresentar o seu percurso como pessoa e artista. Numa breve conversa com a artivista, ficámos a saber de onde vem e para onde vai a Luz do Spoken, em meio ao “caos” social.

Vencedora do Festival da Canção de Luanda apresenta primeiros projectos

há 12 meses
Além do principal prémio, Heróide dos Prazeres foi considerada a melhor voz do ano do Festival da Canção de Luanda, mas não é só o timbre vocálico que chama atenção, ela também escreve, e foi com a sua própria composição que ultrapassou vozes de referência da música angolana.

Banda Prontidão: A Banda do Futuro

há 12 meses
Surgiram quase do nada e actualmente já não passam despercebidos. Destacaram-se todos individualmente e decidiram formar uma banda, inspirando-se em conjuntos como Kiezos, Jovens do Prenda, Banda Maravilha e Banda Movimento.

Nasce uma nova estrela da música

há 1 ano
Chama-se Chelsea Dinorath, um nome que ainda não é sonante, mas a voz e as composições podem transformá-la numa das maiores referências do R&B em Angola.

Conheça Triple Star C, o músico nigeriano que decidiu fazer carreira em Angola

há 12 meses
O seu sucesso começou na Nigéria, pisando palcos com artistas como Davido, para além de actuar em festivais na África do Sul, Gana e RDC. Mas é em Angola que Triple Star C quer fazer a carreira E, aos poucos, vai ganhando título de promotor e representante do Afro Naija em Angola.

D-Wayne: Um filho do Rap que deixa marcas no Kuduro e Afro House

há 6 meses

Um DJ pequeno com um percurso profissional invejável

há 12 meses
Com apenas 13 anos de idade, Dj Dinho já leva uma carreira profissional invejável. Já foi contratado para tocar nos mesmos festivais que Paulo Alves, Havaiana, Vado Poster, Rickstar e Pzee Boy, e tem a fama de ser o primeiro com a sua idade a actuar no Unitel Festa da Música.

Yunami: O rapper que representa Angola nos palcos da Hungria

há 1 ano

Enock: “A minha música Banzelo revolucionou o Rap angolano”

há 1 ano
O surgimento de Enock em 2013 reanimou o Rap nacional ao introduzir abordagens pontuais. O seu tema “Banzelo”, com Ready Neutro e Fabiansky”, colocou-o entre os melhores, contudo, é com o primeiro álbum que quer inscrever o seu nome na montra do Hip Hop angolano, mas não quer fazer isso sem antes medir a popularidade.

Conheça Cleyton M, o autor do hit “Emagrece”

há 1 ano
Cleyton M é o pseudónimo de Rafael Elias Manuel. O cantor e dançarino de Afro House é o autor do hit ‘Emagrece’. Sua maneira de dançar tem conquistado fãs por todo lado. O jovem de 18 anos começou do “nada” e hoje faz planos para atingir Chris Brown. Nesta primeira entrevista da carreira, fala sobre o envolvimento com a música.

Rodex Mágico, um artista plurivalente que caminha a passos firmes em direcção ao triunfo musical

há 3 meses
O jovem artista vem dos Combatentes, o que parece justificar seus conteúdos e referências musicais como Bruno M. Tal como várias outras estrelas, Mágico é um daqueles talentos que trocou o mundo da delinquência pelo Kuduro ou Rap. Kuduro ou Rap, porque fica difícil se posicionar ante a tendência deste artista, que resulta da fusão entre o Kuduro, Funk, Rap e Afrobeat.

Sérgio Figura decide dar mais espaço à carreira a solo

há 1 ano
Foi nos Flava Sava, ao lado de Sidjay, Vander Soprano, Verbiz e Dj Sipoda que terá conseguido maior notabilidade, mas, embora pouco notório aos olhos de muitos, sempre levou uma carreira paralela ao grupo e já gravou dois EP, só que desta vez decidiu apostar mais na carreia a solo e já começou a promover a sua imagem.