Um DJ pequeno com um percurso profissional invejável

Com apenas 13 anos de idade, Dj Dinho já leva uma carreira profissional invejável. Já foi contratado para tocar nos mesmos festivais que Paulo Alves, Havaiana, Vado  Poster, Rickstar e Pzee Boy, e tem a fama de ser o primeiro com a sua idade a actuar no Unitel Festa da Música.

Dinho, como é carinhosamente chamado pelos amigos, é daqueles talentos que consideramos nato. O primogénito de três irmãos é o único de casa que segue a carreira artística. Nem mesmo ele consegue explicar como se tornou num Dj. “Comecei a tocar com um computador HP em casa em 2016, tinha 9 anos”, afirma.

Durante esse percurso conseguiu contratos. Em 2019, actuo ao lado de nome como Dj Malvado no projecto “O Padrinho” e em 2018 tocou com djs Havaiana e Vado poster, além de pisar o palco Unitel Festa da Música e deixar sua marca em várias outras festas de Luanda, Kwanza Norte e Benguela.

Natural de Luanda, Israel Gabriel da Conceição Manico, tal como qualquer criança da sua idade, tem brinquedos infantis e frequenta a oitava classe, mas o comprometimento com a música, obriga-o a ter, diariamente, que arranjar tempo para manejar a misturadora que está em casa e desta forma aperfeiçoar as técnicas de djs.

Seu sonho é ser engenheiro informático e um dj de renome. “Quero ser engenheiro informático e um dj de renome  da nossa praça e do exterior do país”, determinado partilha enquanto olha para a mesa.

Apesar da pouca idade, o rapaz consegue tocar sem auscultadores; maneja qualquer tipo de misturadora e desafia todo estilo de música, mesmo numa única mesa. “Manejo as mesas mesturadoras usadas por outros djs”.

De habilidades não é tudo, os amigos do bairro  descrevem-no como um bom atleta de futebol, bailarino de Afro House e estudante, o que fê-lo inicialmente assinar com a Sambienvetos e agora com Produtora Sambila Pró .

Após ter partilhado palcos com Pzee Boy, Kelson Mário Rickstar, Habias, Dj Dinho espera seguir a carreira para “rebentar” com todos os festivais de Angola.

as cargas mais recentes

Nsingi, uma voz de Portugal que leva a cultura angolana com rítmo

há 10 meses
Carlos Nsingui nasceu em Portugal e nunca esteve em Angola, mas mantém fortes ligações com a cultura angolana, desde a música, gastronomia ao modo de ser, estar, falar, incluindo a forma de vestir, porque seus país são angolanos e parte da sua família vive em Angola.

Tropa Yogaa: Uma lufada de ar fresco para o Afro House

há 1 ano
Tropa Yogaa é uma dupla relativamente nova, mas está a chamar a atenção pela forma como combina a música e a dança ao fisioculturismo. Formada por Fredy Lück Toks e Yuri Paulo Betão, o duo está no Afro House desde 2016 e falam à Carga sobre como nasce a intenção de juntar a dança e música ao fisioculturismo.

Artista plástico promove imagem de músicos através de tambores

há 2 anos
One Million é um artista plástico que, desde os 15 anos, vem promovendo imagem de músicos, especialmente os rappers, usando tambores. Natural do Cazenga, o artista de 27 anos apresenta-se à Carga e explica como funciona a técnica e porquê decidiu fazer isso.

Nankhova: “No meu ranking sou um músico a seguir, um exemplo bom para a música nacional”

há 1 ano
Nankhova é um artista que dispensa apresentações, nos croquis de moda impressiona com o seu Je ne sois quoi e nas pautas musicais pretende transmitir a sua alma que é gerida pelo seu “grande Deus”.

Malunne: A pequena grande dançarina

há 2 anos
Malunne, filha do músico Maya Cool, a semelhança do pai “deu as mãos” à cultura. Muito cedo começou a cantar, mas, ao contrário do progenitor, não é nesta área em que se destaca, mas sim na dança. Com 16 anos de idade, Malunne já é uma professora de dança consagrada, sendo responsável pela coreografia de cantores conceituados.

Edson Narciso: “Quero mudar a consciência de quem me ouve”

há 1 ano
Diferente de Bob Marley, Edson Narciso quer cultivar o amor, a paz e o respeito pelas diferenças, por meio do Rap, num estilo que apelida de Hard Trap. Já várias vezes tentou uma carreira profissional, e não teve sucesso. Depois de um longo intervalo, aparece com os primeiros projectos musicais.

Rodex Mágico, um artista plurivalente que caminha a passos firmes em direcção ao triunfo musical

há 7 meses
O jovem artista vem dos Combatentes, o que parece justificar seus conteúdos e referências musicais como Bruno M. Tal como várias outras estrelas, Mágico é um daqueles talentos que trocou o mundo da delinquência pelo Kuduro ou Rap. Kuduro ou Rap, porque fica difícil se posicionar ante a tendência deste artista, que resulta da fusão entre o Kuduro, Funk, Rap e Afrobeat.

Filho de Paulo Flores prepara o primeiro trabalho da carreira

há 2 anos
Kiari Flores acaba de confirmar que filho de peixe é peixe. O jovem abandonou o Sporting Lisboa e Benfica, onde já evoluía como profissional, para seguir as pisadas do pai.

Variiano: “Queremos ser os ícones do Rap Luso”

há 2 anos
Vat, Graffiter e Cossom formam os Variiano, um grupo de Rap que há três anos vem ocupando o seu espaço no mercado. O trio carrega um foco temático e filofofia de trabalho diferentes dos habituais grupos de Rap. Em menos de três anos produziu três EP, pisou vários palcos e prepara-se para dar o primeiro grande passo da carreira.

Rigoberto Torres reoxigena clássicos do Hip Hop no seu primeiro EP

há 1 ano
Rigoberto Torres é um nome que pode mudar a história do Rap comercial em Angola. Apesar de começar a escrever sua história no ano passado, o cantor de 20 anos se prepara para apresentar esta sexta-feira, o primeiro EP.

Kendrah: “Quero ser lembrada como uma das mulheres mais importantes da história do Rap”

há 2 anos
Natural das Ingombotas, Kendrah começou a cantar na igreja. Mais tarde, decide honrar o legado de Marita Vénus e Dona Kelly. Aos 15 anos, tornou-se na artista mais nova a ser nomeada para o Top Rádio Luanda. Depois disso, participou de projectos, partilhou os melhores palcos de Angola. Hoje com 21 anos, prepara algo que pode mudar a história do Rap nacional.

Vencedora do Festival da Canção de Luanda apresenta primeiros projectos

há 1 ano
Além do principal prémio, Heróide dos Prazeres foi considerada a melhor voz do ano do Festival da Canção de Luanda, mas não é só o timbre vocálico que chama atenção, ela também escreve, e foi com a sua própria composição que ultrapassou vozes de referência da música angolana.

Sérgio Figura decide dar mais espaço à carreira a solo

há 1 ano
Foi nos Flava Sava, ao lado de Sidjay, Vander Soprano, Verbiz e Dj Sipoda que terá conseguido maior notabilidade, mas, embora pouco notório aos olhos de muitos, sempre levou uma carreira paralela ao grupo e já gravou dois EP, só que desta vez decidiu apostar mais na carreia a solo e já começou a promover a sua imagem.

Conheça Márcia Itchêlika, a nova promessa do Guetho Zouk

há 1 ano
Começou no Kuduro e hoje constrói uma carreira sólida no Guehto Zouk. Já lançou quatro músicas e está neste momento a gravar um videoclipe, enquanto projecta o primeiro EP. ‘Dona de uma voz forte’, Márcia Itchêlika vem de uma família de sembistas, mas assume-se como a esperança feminina do Zouk em Angola e elegeu o mercado internacional para começar suas conquistas.

Conheça Cleyton M, o autor do hit “Emagrece”

há 2 anos
Cleyton M é o pseudónimo de Rafael Elias Manuel. O cantor e dançarino de Afro House é o autor do hit ‘Emagrece’. Sua maneira de dançar tem conquistado fãs por todo lado. O jovem de 18 anos começou do “nada” e hoje faz planos para atingir Chris Brown. Nesta primeira entrevista da carreira, fala sobre o envolvimento com a música.

Conheça Letus, um artista genuíno e pronto para a ascensão musical

há 7 meses
O seu alcance artistico começa como vocalista e intérprete, assume o papel de director artístico e de produtor quando o assunto é fazer música, seja no estúdio ou em preparação para o palco. E, também gosta de dar aulas de canto, tal como refere na sua apresentação.