A importância do contrato no “mundo” da música

A cada dia, tendo em conta os vários problemas contratuais no mundo do entretenimento, na música em particular, aumenta a necessidade de profissionalizar todo mundo que trabalha com música, desde produtores, músicos, agentes e etc..

Não custa nada duas partes assinaram um papel e reconhecer, antes perder uma hora ou talvez um dia do que “deitar por terra” semanas ou meses de negociações, correndo o risco de perder a credibilidade.

O caso mais recente foi o que envolveu o produtor e agente Guelmo Cruz e um grupo de organizadores de festas no Lubango. Os rapazes acusaram Guelmo de ter falhado no compromisso de levar a cantora Bruna Tatiana a uma festa por aquelas paragens, com cachê e bilhete de passagem pago. O agente diz o contrário, o bilhete era pago apenas de ida e o cachê estava incompleto. No entanto, um papel assinado acabava com o “disse, que disse, que não disse”.

Não quero fazer de juiz, procurando culpados e muito menos abordar o problema, mas sim ajudar a encontrar a solução para os vários problemas do género. No mundo do entretenimento a confiança é sagrada, porque boa parte dos contratos são efectuados de forma verbal (pelo menos em Angola), sempre tendo em conta a boa fé de ambas as partes.

Mas não está correcto, têm todos de trabalhar como profissionais, deixem o amadorismo na esquina, esqueçam por instantes que são amigos e colocam tudo no papel, desde valores, moldes de pagamento, condições de trabalho, direitos e deveres de cada um. Só assim estarão a valorizar a função de cada um.

as cargas mais recentes

Raiva e Condutor abrem #REPERTÓRIO

há 6 meses

Gilmário Vemba fala do seu futuro no cinema

há 7 meses

Ténis Air Dior – O melhor de dois mundos

há 4 meses

Rudy Gobert e Donovan Mitchell derrotam COVID-19

há 7 meses

Autora de “Harry Potter” publica novo livro a título gratuito

há 5 meses
JK Rowling, autora de Harry Potter, disponibilizou para download gratuito um novo livro de aventuras. A edição física será feita em Novembro, os valores das vendas servirão para combater o Covid-19. A escritora pede aos leitores que enviem desenhos para adaptar à obra.

Rapper Scarface infectado por Corona vírus

há 7 meses

Onde se plagia mais: no Rap ou no Kizomba?

há 6 meses

Vui Vui dá lugar a OG Vuino e prepara álbum de estreia

há 6 meses

“Como evitar que o Covid-19 afecte a psique do seu filho”- Carlinhos Zassala explica tudo

há 7 meses
Nesta entrevista, o bastonário da Ordem Dos Psicólogos de Angola fala das consequências dos espectáculos online, deixa conselhos às gestantes, ensina que tipo de atitude os que estão em quarentena institucional devem adoptar e, também ensina o que ler e assistir para evitar o pânico.

The Rock destaca lado positivo da quarentena

há 6 meses
O Coronavírus colocou o mundo todo em isolamento social, para evitar com que o vírus se alastre. E algumas estrelas de Hollywood estão a aproveitar o momento para se aproximar ainda mais dos fãs por meio das redes sociais.

Heavy C aposta no ramo gastronómico

há 5 meses
À Revista Carga, Heavy C revelou que a ideia de criar a cozinha terá nascido muito antes da carreira musical e ganhou corpo durante o período de confinamento social e está associado à sua marca.

Os 6 ténis usados na conquista de cada título de Michael Jordan

há 7 meses

Yola Semedo revela que está desmotivada para fazer lives

há 6 meses

Covid-19: Afinal quem já sofre de gripe aguda ou crónica pode evitar vulnerabilidade.

há 7 meses
José Nguepe, médico naturopata e nutricionista faz uma pequena lista dos alimentos que podem ajudar a manter e fortalecer o sistema imunológico nesta fase.

Luanda recebe a primeira exposição virtual

há 7 meses
“Migrações e Coisas, Retalhos de uma História Só”, é o título da exposição a solo da autoria de René Tavares.

Como sobrevivem os músicos durante o caos do Covid-19?

há 7 meses
Os músicos profissionais vivem de concertos, seja de grande ou pequena dimensão, seja em Angola ou em qualquer parte do mundo. Com a pandemia do Coronavírus não há shows, logo não há trabalho, como vão “viver” os músicos neste período?