René Tavares reflecte sobre o mundo contemporâneo em nova exposição

A galeria do Banco Económico apresenta a primeira exposição individual de René Tavares no próximo dia 21 de Março e fica patente até ao dia 27 de Maio, na Galeria Banco Económico e decorre de uma parceria estabelecida entre o Banco Económico e a This is Not a White Cube.

Reflectir sobre o mundo contemporâneo, criar diálogos e imaginar futuros são algumas das principais missões da arte. E é nesta base que surge o projecto “Migrações e Coisas, Retalhos de uma História Só”, de René Tavares.

René Tavares reflecte sobre o mundo contemporâneo em nova exposição

O património assume-se como o tema principal de uma série de obras em que René Tavares procura, através da pintura, da fotografia, do desenho e da instalação, zonas indefinidas de criação artística, estética e visual. Um percurso que teve início ao abordar a questão da “identidade crioula”, ela própria um resultado de dinâmicas migratórias que se transformam invariavelmente em algo novo e vivo. É exemplo disso o Tchiloli, espectáculo tradicional são tomense abundantemente investigado, retratado e reinventado por René Tavares nas suas obras.

René Tavares reflecte sobre o mundo contemporâneo em nova exposição

A exposição, que inaugura a 21 de Março, traz para o contexto actual um conjunto de telas, fotografias de arquivo e memórias de um tempo de partilha entre dois povos, – São Tomé e Príncipe/Angola –, que através dos feitos da migração, ao contrário do que sucedeu noutros contextos, juntou famílias e valores. Através de algumas das séries integradas, mostra-se um trabalho de reestruturação de fotografia de arquivo como veículo para a concepção de desenho e pintura, e faz apelo à memória comum entre estes dois países.

René Tavares reflecte sobre o mundo contemporâneo em nova exposição

as cargas mais recentes